O QUE FAZER? O QUE É FÉ?

4 Comentários

Ninguém está a salvo de um dia ficar diante de uma "vagina da morte" segurada por um tresloucado que a qualquer momento pode acabar com a sua existência. Neste momento crucial, em quê você iria pensar?

Ninguém está a salvo de um dia ficar diante de uma “vagina da morte” segurada por um tresloucado que a qualquer momento pode acabar com a sua existência. Neste momento crucial, em quê você iria pensar?

Eu tinha acabado de lavar a varanda e a garagem. Era quase o meio-dia quando meu velho amigo chegou. E foi avisando que vinha almoçar comigo e que, depois, queria tirar umas dúvidas que meus últimos artigos lhe tinham suscitado. E assim fizemos.

Sentados, ele pitando seu indefectível cachimbo feito de raiz de roseira; eu olhando o morro a trezentos metros de minha casa, onde o sol descia a pino com uma luz ofuscante e a mata secundária apresentava um verde escuro sujo, queimado pela seca, tinha mente vazia e me sentia calmo, sereno.

— Home, véi uviu o netim dele lê seus úrtimos artigo. Munto interessante. Mas véi ficô pensando nos dois úrtimos. Vancê num acha qui falá daquele jeito é açulá a mininada pra pancadaria e a matança? Véi tombém num concorda qui se morra sem reagi, afiná, cuma vancê dixe ali, cada quá tem o dereito de fazê sua opção. Mas véi confessa qui ficô embatucado, num sabe, com o pobrema: ser morto ou matá? Se a gente se deixa matá, vai ser curpado da dô qui vai deixá no coração de quem nos qué bem. Mas se a gente mata, vai se inrolá cum a Lei dos home e, tarvez mermo, a de Deus. Entonce, a coisa é compricada, né não? Mais

MAIS TRÊS TEMAS INTERESSANTES.

5 Comentários

 TEMA 1

Será que a Natureza, em qualquer parte da "nossa" Galáxia, criou realmente um ser tão grotesco, mas capaz de viajar anos-luz para vir morar no Centro-Oeste do Brasil?

Será que a Natureza, em qualquer parte da “nossa” Galáxia, criou realmente um ser tão grotesco, mas capaz de viajar anos-luz para vir morar no Centro-Oeste do Brasil? Como diabos este ser esquisito conseguiu construir uma nave espacial tão avançada para realizar uma façanha que o mísero homem não conseguiu ainda?

Hoje, no jornal da TV Anhanguera, foi noticiado, com gozação por parte dos repórteres, a morte de um suposto E.T. na cidade de Acreúna, no sul de Goiás. A foto ao lado apareceu na TV. Logo se espalhou pela região centenas de histórias fantásticas sobre vários destes seres “vistos” por pescadores no Rio Verdão. Alguns dos pescadores já não mais querem ir pescar no rio, com medo do bicho estranho. E você, o que acha? Estamos mesmo sendo visitados por seres de outros planetas, fisicamente tão primitivos como este da foto? Vejam que ele tem enormes orelhas de coelho e a cara também lembra este roedor, embora o corpo, os braços e as pernas, não. De Marte é que esta criatura não pode ser, visto que os marcianos, desde há muito tempo, são verdes e ninguém consegue dar a eles outra cor, apesar de que o planeta seja vermelho. Vá entender!

Mas… Vamos olhar com atenção o “bicho” da foto? Ele tem enormes orelhas de coelho e sua face também lembra um roedor. Entretanto, seu corpo assemelha-se muito ao de um humano. Vivia, diz a lenda, debaixo de uma ponte com mais dois companheiros. A ponte foi explodida e este aí se deu mal. O bicho teria sido levado para Brasília para ser estudado…

Bom, na velocidade de fogo em palha a notícia se espalhou pela região e já apareceram centenas de pessoas afirmando de pés juntos que também viram outros “E.T’s” iguaizinhos a este da foto. Pescadores asseguram que “é muito comum se enxergar esses bichos debaixo das canoas. Muitos e muitos deles”.

Mas… Vocês não notam nada de estranho na foto, não? Algo que chama logo a atenção de quem olha para ela? Mais

TRÊS TEMAS INTERESSANTES…

26 Comentários

A Terra se esturrica. Alguns dizem que é um fenômeno natural e inevitável; outros acusam a desídia do homem em suas ações deletérias. Quem está com a razão?

A Terra se esturrica. Alguns dizem que é um fenômeno natural e inevitável; outros acusam a desídia do homem em suas ações deletérias. Quem está com a razão?

Nosso mundo é riquíssimo em temas para reflexão. Nem que eu levasse mais 100 anos escrevendo de manhã e de tarde sobre eles, sem repetir nenhum, conseguiria falar sobre um centésimo da fartura de notícias que pululam no ar, graças às microondas e à internet. Qualquer deles suscita reflexões em quem esteja mais atento às mensagens ou “avisos” que nos chegam, sejam interpretados como de origem divina, sejam interpretados como de origem do desvario humano ou sejam interpretados como rebeldia da Mãe Natureza. Uma única verdade ninguém pode negar: algo está em processo de mudança no nosso Planeta. E não é para melhor, não. É para pior, muito, mas muito pior.

Entre nós, os bípedes mais inteligentes e mais conscientes de si e das coisas ao nosso redor, a mudança é drástica. Claro que o cinema nos mostra um passado terrível, que em quase nada se diferencia do atual presente, a não ser na sofisticação das armas de tirar a vida. Antigamente era a maça de guerra, a espada, o arco e flecha e pedras. Hoje, é o fuzil de mira telescópica; as bombas atômicas, as bombas limpas, as armas sônicas em pesquisa e desenvolvimento pelos tresloucados militares norte-americanos (veja-se no Youtube em “mermaid”). Quanto aos desastres naturais são os mesmos, mas parece que atualmente eles são mais violentos e acontecem com mais freqüência do que sucedia outrora. Mais

“AS MULTIDÕES, BEM TRABALHADAS POR UM ESPERTO DEMAGOGO…”

2 Comentários

E ele dançou, tadim... Com ar abatido, confessando-se deprimido, insone e tendo emagrecido a olhos vistos, eis Demóstenes Torres antes do julgamento da Nação.

E ele dançou, tadim… Com ar abatido, confessando-se deprimido, insone e tendo emagrecido a olhos vistos, eis Demóstenes Torres antes do julgamento da Nação. Fez uma cama de pregos sem perceber que o fazia. Pensou que levaria a todos “no bico”. Mas Deus é brasileiro e “escreve certo por linhas tortas” e vai daí…

As multidões, bem trabalhadas por um esperto demagogo, acreditam em qualquer coisa” (Jornalista Louis Mencken). Esta sentença pétrea para todo polititica que se prese, vale não só para os EUA, mas também para nosso Brasil Varonil. Ela foi assacada contra o PT de Lulão pelo, hoje, tristemente famoso Senador Demóstenes Torres.  

Em 2005 este Senador causava furor no Senado Federal com seus discursos inflamados a favor da Ética e contra a demagogia e a corrupção. Impressionava e era tido como um líder inconteste entre os bons políticos brasileiros. Respeitado e temido, muito temido, pelos polititicas, que se esquivavam a cruzar com ele ou, quando não era possível, davam-lhe tapinhas nas costas (com o desejo oculto de ter um punhal naquela mão que acariciava as omoplatas do temido adversário), este membro da dupla satânica PMDB/PSDB era um fortíssimo candidato a ser lançado para concorrer contra a Vovozona nas próximas eleições (ela, com toda a certeza, vai repetir o feito de seu padrinho, o Lulão). Os membros da maldição política nacional já antegozavam o retorno do Poder às suas mãos assassinas do Brasil. Mais desemprego; nova redução do país à condição de mendigo do FMI, um embarque a todo pano na crise financeira mundial com aumento substancial de desemprego, privatizações até de banheiros públicos, terceirizações a mais não poder, esfacelamento das Bolsas isto e aquilo… Tudo isto se podia prever e esperar de um governo levado a efeito por qualquer êmulo da dupla maldita PMDB/PSDB, que, hoje, é o Drácula a ameaçar constantemente a juventude desamparada deste nosso Brasil Varonil. Mais

UMA CONVERSA TRISTE.

3 Comentários

Por que não podemos, nós, humanos, vivermos sempre assim, em harmonia com quem só deseja viver em paz?

Por que não podemos, nós, humanos, vivermos sempre assim, em harmonia com quem só deseja viver em paz?

E eis que ele retorna, depois de uma longa ausência. Eu estava pensando a que assunto me entregaria, hoje, 10/07. Maria de Nazaré ainda tem muito a render, mas já está muito comprido e preciso dar um tempo, até pra mim mesmo, senão vou ficar cansado. Sentado diante da tela mágica desta máquina infernal, onde mergulho e me esqueço do mundo e das desgraceiras que estão ocorrendo por todos os seus quatro cantos, olhava para a tela sem qualquer motivação para escrever. Minhas costas, à altura do rim esquerdo, fisgava furiosamente, sempre me lembrando da desgraça que é um bico de papagaio nas nossas vértebras. Esta coisa infernal torna um homem totalmente broxa  e eu posso assegurar isto. Na hora do “vamos ver” ele começa a fisgar furiosamente o nervo ciático e este leva a dor a se espalhar por toda a região pélvica e daí para as pernas até formar uma bola de dor no calcanhar. Pronto! Não há “herói” que suporte esta intervenção em seu trabalho. Desencorajado e amuado, ele se recolhe à sua insignificância. E o tempo passa e a gente se acostuma a abdicar de nosso amigo…

Já pensava que este dia ia passar em branco, quando meu velho camarada se sentou ao meu lado. Sem qualquer cerimônia acendeu aquele cachimbinho danado de fedorento, tirou uma profunda baforado e, vejam só, soprou a fumaça direto em meu rosto, o que me fez tossir e lacrimejar. Mas não respondi à provocação. No fundo, estava muito alegre de tê-lo aqui, ao meu lado. Tentei dar-lhe um abraço, mas o peste não se levantou e o abraço ficou meio assim, meio assado. Mais

FANTASIAS E “VIAGENS” SOBRE A VIDA DE MARIA DE NAZARÉ (3)

4 Comentários

Ele prejudicou o Brasil de modo profundo, com sua cruzada maldita contra os que chamou de 'Marajás".

Ele prejudicou o Brasil de modo profundo, com sua cruzada maldita contra os que chamou de ‘Marajás”. O único verdadeiro marajá que ele jamais caçou podia encontrar facilmente olhando no espelho. E é judeu convicto. Seu nome não é Collor, mas Köeller. Mudou para Collor para poder assumir o Poder Máximo no Brasil. E deu no que deu.

Um pouco da intriga religiosa e política foi abordado por mim no artigo anterior. Mas vamos ampliar esta visão, tudo com base no livro de P. Grelot (A ESPERANÇA JUDAICA NO TEMPO DE JESUS, Edições Loyola, coleção Jesus e Jesus Cristo – 10, 1978), já citado anteriormente. Ele destaca de modo muito claro a grande influência do Partido dos Essênios entre os hebreus.

A gente, quando lê a Bíblia, não  consegue fazer qualquer idéia a respeito desta irmandade, os Essênios. Ela passa quase despercebida, pois seus costumes baseados no silêncio e na separatividade da comunidade hebraica os colocou à parte, quando foram feitas as escolhas dos Livros hebraicos que deveriam compor o Livro Cristão denominado Bíblia. No entanto, papiros e fragmentos destes encontrados nas cavernas do Mar Morto (Yam, nome pelo qual era conhecido naqueles tempos) revelam a grandiosa influência dos Essênios entre os hebreus.

Muita gente (como eu há algum tempo) pensa que a Comunidade Essênia vivia no deserto e separada do resto da Palestina. Viviam fechados, cultivando seus costumes e sem se meter na política. Eram pacíficos e ecléticos. Praticavam a Medicina e eram caridosos com todas as pessoas. Ledo engano.

Os essênios tiveram papel de destaque entre os hebreus. Foram ativos, ao menos nos milênios antes de Jesus Cristo. E suas pregações, baseadas todas nos velhos profetas hebraicos, fundamentaram no cerne mesmo da psiquê daquele povo uma idéia que vige até hoje entre os fundamentalistas, o que é um perigo, pois é sabido em todo o mundo civilizado que qualquer tipo de fundamentalismo tende para o extremismo radical, levando invariavelmente à guerra e ao terrorismo.

Paulo Maluf, com certeza, tem descendência hebraica, pois seu apego ao dinheiro é doentio, como doentio sempre foi o apego dos hebreus ao ouro.

Paulo Maluf, com certeza, tem descendência hebraica, pois seu apego ao dinheiro é doentio, como doentio sempre foi o apego dos hebreus ao ouro. E o resultado para o Brasil foi que ele prejudicou de modo irrecuperável o Estado de São Paulo, surripiando o dinheiro que devia ter empregado para sanear o Tietê e fazer as obras de infraestrutura que até hoje, por falta, infernizam a vida dos paulistanos.

Os leitores devem ter “descoroçoado” ao me ver adentrar pelos “chatos” estudos “religiosos” e, por isto, “debandaram”. No entanto, tal e qual acontece com a Polititica Nacional Brasileira, da qual o povão se afasta por nojo, por revolta e por ignorância — abrindo, assim, largo caminho para a “farra do boi” entre os Polititicas de plantão —, é preciso que tomemos conhecimento desta parte importantíssima da HISTÓRIA DA HUMANIDADE. Não do ponto de vista religioso burro, como acontece com os Evangélicos e os Católicos, que até hoje têm os hebreus como “o povo eleito de Deus”. Nada disto. É preciso que todos voltemos nossa atenção para os hebreus, pois eles estão entre todos os povos e em todas as Nações. As diásporas sucessivas que sofreram ao longo da História terminou por fazer que em qualquer lugar do mundo tenhamos hebreus e descendentes de mistura com os povos locais. E com eles, seus costumes, suas crenças, seus racismos, suas separatividades, sua cobiça religiosa, sua avareza, sua ganância, sua coragem, seu apego ao material e ao mundano, sua corruptividade, sua teimosia, tudo embasado em costumes religiosos milenares, que atuam até de forma subliminar em tais pessoas. É preciso que se saiba que a nação israelita TEM SUA HISTÓRIA NASCIDA NOS TEMPOS ANTERIORES À PRIMEIRA IDADE DO FERRO. Ou seja: são um povo que vem sobrevivendo desde os tempos nebulosos da pré-História. Isto é suficiente para que todos os povos se voltem para o estudo acurado da estrutura social, religiosa, cultural e psicoemocional desta raça, pois ela influiu e influi poderosamente em todos os povos no mundo. Mas não se deve estudá-la somente do ponto de vista religioso, que os vende ao mundo todo como “O Povo Escolhido de Deus”. Isto é muito cômodo para os israelitas da atualidade e, principalmente, para os crápulas da raça (em todas as raças humanas existem os bons e os maus. No Brasil, estes últimos estão vencendo a batalha pela sobrevivência de nosso país. E não lutam por ele, mas contra ele). Por isto chamo a atenção dos leitores para o fato de que é importante conhecer os vícios religiosos hebraicos que ainda ressoam com uma força espantosa em nossa atualidade.

Este gesto, que lembra o tenebroso "Heil Hitler!", comum entre os histéricos do evangelismo, devia colocar os de mentes sãs em alerta.

Este gesto (que lembra o tenebroso “Heil Hitler!”) comum entre os histéricos do evangelismo, devia colocar os de mentes sãs em alerta.

Citei os Evangélicos, onde vemos, não de modo gritante, mas de modo BERRANTE, todos os vícios dos antigos fariseus no que diz respeito ao apego ao OURO  (tomado, aqui, como DINHEIRO). Vejam, meus leitores, como esta praga denominada EVANGELISMO se espalha como sarampo pelo Brasil (e pelo mundo), amealhando montanhas de dinheiro, tendendo perigosamente para um fundamentalismo religioso radical e perigosíssimo e deixando ao desamparo todos os que para os tais templos colaboram. Os Pastores Evangélicos estão dominando a POLITITICA NACIONAL BRASILEIRA. Seu apego ao ouro “em nome do Senhor” os leva até a orar para agradecer os lucros obtidos através da corrupção. Não estão mais cegos. Estão sem os nervos ópticos e o centro óptico que dá a visão e isto é pior que ser cego, pois quem se encontra nesta condição não tem nem mesmo a idéia do que seja a luz e a cor. Os brasileiros deviam estar muito atentos para este fenômeno do MAL e se negarem a votar em pastores para ocuparem cadeiras no Poder Venal. Mesmo os idiotas por pobreza, subnutrição e falta de educação escolar deviam usar o pouco de raciocínio que lhes sobra para pensar que se na qualidade de pastor de uma igreja aquele homem – o seu pastor - não presta nenhum auxílio material a qualquer de seus congregados (vejam-se os pastores da Igreja Universal do Reino de Deus), mas constroem para si imensos palacetes e adquirem todos os bens materiais que o dízimo recolhido dos miseráveis enganados lhes faculta, não fará nada diferente quando chegar ao ápice do Poder Nacional. Será um êmulo de Satanás (de quem tanto gostam de falar) e roubarão, e mentirão, e corromperão a mais não poder, tudo em função do dinheiro. 

Na História dos hebreus vemos que os senhores do Templo agiram exatamente assim, tudo embasado numa triste tradição dos profetas antigos, que tinham Jeovah à semelhança dos homens, ao contrário do que deveria ser. Atualmente em troca do ouro dos trouxas que acreditam na lenga-lenga sem-vergonha dos “pastores”, estes lhes vendem milagres às carradas. Se algum não funciona com o “crente” é porque este “não teve fé ($$$)” suficiente para comprar os favores de Deus. Terá de colaborar mais com o pastor (e sua conta bancária). Também era assim, considerando-se as adequações no Tempo, na época de Jesus. Se meu leitor meditar no que digo, verá que ao abordar a história dos hebreus não estou fugindo da Polititicagem Nacional Brasileira.

Mais

FANTASIAS E “VIAGENS” SOBRE A VIDA DE MARIA DE NAZARÉ (2)

4 Comentários

A face mais conhecida daquela mais que desconhecida - a Mãe Terrena do Salvador e Criador deste Universo onde está a pequenina Terra...

A face mais conhecida daquela mais que desconhecida – a Mãe Terrena do Salvador e Criador deste Universo onde está a pequenina Terra. Só que esta face está mascarada com as fantasias do catolicismo. Como terá realmente sido o rosto da mãe terrena do Cristo Cósmico?

A gente andou vendo como é que os Espíritas divagam sobre a vida da Mãe de Yoshua ou Jesus, o Nazareno. Bom, deu pra ver que eles “viajam na maionese” junto com o espírito de Miramez. Mas temos de levar em conta o “ardor religioso” de que são tomados, tanto os “daqui de baixo”, quanto os “de lá de cima”. Vamos, agora, ver a óptica de um sujeito desconhecido. Um tal Major aviador que, através de J.J.Benítez, deixou uma narrativa fantástica sobre um suposto salto que fez ao passado. Mas, antes, quero fazer algumas citações de uns livros que não são de ficção, a respeito de como era a Palestina no tempo de Jesus e antes de Sua vinda. E vou tentar fazer que o leitor afaste o véu da imaginação etérea sobre aqueles tempos. Isto é para que  verifique que o tal Major de Benítez e seu amigo médico de codinome JASÃO não andaram inventando muita coisa, não.

Queiramos ou não, o certo é que entre todos os povos da história da humanidade os hebreus foram aqueles com quem o Criador sempre manteve uma intimidade fantástica (a propósito, o primeiro cara a ser chamado de hebreu foi Abraão. Eu não sei a razão disto, mas está lá na Bíblia, no Gn. 14, 13. Naquele tempo o povo era muito pequeno em quantidade de indivíduos. Depois, um tal Jacó saiu na “porrada” com um anjo. O sujeito “era o cara”. Lutou a noite toda com o alado, gente. Por isto, seu nome foi mudado para Israel e seu povo passou a ser conhecido como os israelitas – mas continuavam sendo hebreus. Aí veio aquela história fantástica e até hoje turva, da escravidão no Egito. Quando finalmente o Faraó os deixou partir – e eles eram na maioria da tribo de Judá – passaram a ser também chamados de Judeus. Daí que Hebreu, Israelita e Judeu são designações de um mesmo povo. Entendeu ou quer que eu desenhe?) Mais

EM GOIÁS, DESAVENÇA SE RESOLVE NA BALA. EU NÃO DISSE?

6 Comentários

Assassinado quando saía da rádio onde trabalhava. Teria dito algo que "ofendeu" uma torcida organizada? Ter-se-ia esquecido de que vivia em Goiânia?

Assassinado quando saía da rádio onde trabalhava. Teria dito algo que “ofendeu” uma torcida organizada? Ter-se-ia esquecido de que vivia em Goiânia?

“O radialista Valério Luiz de Oliveira, de 49 anos, foi morto nesta quinta-feira (5) em frente à emissora de rádio em que trabalhava, em Goiânia. O comentarista esportivo da Rádio Jornal 820 AM foi atingido por sete tiros ao entrar em seu carro. Ele saía do local após apresentar um programa de rádio. Segundo a polícia, os disparos foram feitos por um homem em uma motocicleta, que fugiu na contramão. A polícia ainda não esclareceu a motivação do crime. O delegado Paulo Roberto Tavares de Brito, da Delegacia de Homicídios, diz que a polícia suspeita de crime encomendado mas não descarta a hipótese de latrocínio. Segundo ele, porém, nenhum pertence da vítima foi levado. O profissional trabalhava havia quatro anos na emissora como comentarista esportivo e na cobertura de jogos de futebol. Oliveira também trabalhava na PUC-TV de Goiânia havia cerca de seis meses. O diretor de jornalismo da Rádio Jornal, Cassim Zaidem, pediu que as motivações do crime sejam investigadas. “Matar um profissional de imprensa é um absurdo. Se alguém tinha opinião contrária a dele poderia se manifestar no microfone. (FOLHA DE SÃO PAULO, 05/07/2012)”. Mais

FANTASIAS E “VIAGENS” SOBRE A VIDA DE MARIA DE NAZARÉ (1).

2 Comentários

A face mais conhecida daquela mais que desconhecida - a Mãe Terrena do Salvador e Criador deste Universo onde está a pequenina Terra...

A face mais conhecida daquela mais que desconhecida – a Mãe Terrena do Salvador e Criador deste Universo onde está a pequenina Terra…

Eis uma pergunta totalmente tabu para o Cristianismo: Como foi que aconteceu o engravidamento de Maria de Nazaré? Ficou tão arraigada nas mentes dos cristãos a história de que Maria não engravidou normalmente e, sim, foi impregnada por Deus de um modo absolutamente ininteligível, que esta pergunta incomoda aos mais radicais. Houve época em que fazê-la era incorrer no perigo de ser mandado queimar vivo pela “Santa” Igreja Católica. Eu mesmo, durante mais de 58 anos vivi atrás de uma resposta menos fantasiosa, mas jamais a encontrei em lugar nenhum. E olha que li uma quantidade assombrosa de livros e trabalhos de pesquisa sobre a assim chamada “Sagrada Família”. Bom, vejamos como é que o livro espírita MARIA DE NAZARÉ discorre sobre este assunto. Depois, vamos ver como é que o tal Major Aviador norte-americano, que teria dado um salto atrás, no tempo, viu e ouviu da Senhora como aconteceu em sua vida. E aí, que cada um retire suas conclusões… Mais

O QUE ACONTECE ANTES DE VOCÊ NASCER “AQUI EM BAIXO”? (8)

Deixe um comentário

Um embrião de oito semanas já tem seu cérebro bem avançado em formação. Por isto, a nuvem de criptônio já se encontra localizada ali dentro.

Um embrião de oito semanas já tem seu cérebro bem avançado em formação. Por isto, a nuvem de criptônio já se encontra localizada ali dentro.

Após algumas considerações sobre assuntos correlatos, voltamos ao que interessa. Vimos que a construção do Duplo Etérico é complexo, visto que ele é a fôrma que vai determinar a estrutura fisiológica do corpo orgânico a ser gestado. E para sua construção são levados em considerações as fraquezas e as fortalezas desenvolvidas na Identidade que morreu. Fraquezas psíquicas, fraquezas emocionais e fraquezas físicas decorrentes destas duas primeiras.

A evolução nos premiaria com corpos perfeitamente saudáveis e bons, se nós não nos desviássemos da Senda e nos perdêssemos em vícios psicafetivos que deturpam e aleijam nossos futuros moldes Etéricos. Mas, depois de solucionado este problema, eis que surge outro, de grande importância: como fazer a ligação entre a estrutura espiritual e a estrutura física?

Entre uma e outra há uma tremenda distância. Aquela é demasiadamente sutil, etérea, incorpórea. Esta, é densa, física, orgânica. Mais

Newer Entries

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 124 outros seguidores