DO QUE FALAR? AS NOTÍCIAS PIPOCAM POR TODA PARTE.

Deixe um comentário

"Minha Nossa Senhora dos Quebra-Cabeças, se vós me livrardes desses pestes eu juro que vou salvar a Petrobrás."

“Minha Nossa Senhora dos Quebra-Cabeças, se vós me livrardes desses pestes eu juro que vou salvar a Petrobrás.”

Polititica é algo que só parece haver com pujança no nosso “brasil”. Gente, como estoura escândalos, um atrás do outro, a cada dia novo que o Sol e a rotação da Terra nos dão. E há coisas hilárias, também. Assim, a gente, que gosta de escrever, às vezes fica perdido, perdido, entre o quê escolher para esticar um papo gostoso.

Mas vamos começar pela Aloprada do Planalto (também conhecida como A Peste do Planalto). Não que eu seja apaixonado pela Peste, nada disto. Aliás, toda vez que vejo sua cara em algum lugar sinto uma crise de urticária danada. E além da coceira, dá de pinicar todo o corpo, até no saco, pode? A fuça da dona me faz mal mesmo em fotografia. Talvez porque desenvolvi uma crise alérgica ao PTzão que, temo, nem os Espíritos das Falanges Médicas de Bezerra de Menezes vão conseguir curar. Começo a crer que, se o IBOP fizer uma pesquisa em todo o país, vai constatar que aumentou o número de  bebuns  e fumadores de crack que bebem e fumam para não sentirem esta mesma reação alérgica, pois ela incomoda pra burro (e pra anti-petralhistas também). Mais

E O JOGO IRRITANTE E INSULTANTE ENTRE PMDB E PT COMEÇA.

Deixe um comentário

Ele está nas fileiras do PMDB. E foi um grande LADRÃO em seu tempo. E mais: ferrou os que, hoje, somos os pais dos novos e inexperientes eleitores.

Ele está nas fileiras do PMDB. E foi um grande LADRÃO em seu tempo. E mais: ferrou os que, hoje, somos os pais dos novos e inexperientes eleitores. Não vamos permitir que retorne.

PMDBISTAS pegaram a dica: fazer da “liberdade de expressão” a espada com que vão terçar armas de mentirinha contra o desejo mórbido, detestável, censurável, reprovável etc, etc, etc… do PTzão de fazer a “regulamentação da Mídia” ou seja, amordaçar a Imprensa de modo que só anuncie o que os manda-chuvas petistas desejarem que o povo saiba. Pronto! PMDBISTAS estão com esta bandeira nas mãos e a agitam ao alto, como se fosse isto o único dilema que nos aflige. Cobra mais do que criada e mais do que venenosa, Michel Temer vai engendrar verdadeiros libelos de nada, mas que tomará grande tempo de TV, grande tempo de “Trabalho Legislativo”e nada de objetivo e real trará para os Zé Nings do Brasil. O tempo se escoará; a Peste não será debelada do Palácio do Planalto e o pau continuará cantando em nosso lombo até findar os malditos quatro anos que ela tem para nos ferrar em vermelho sangue. Temer, agora, neste momento, não vai deixar de, ainda que com asco, passar a mão sobre as cabeças de cabelos sujos dos petralhas rés-do-chão e lhes garantirá que as bolsas-miséria não lhes serão retiradas, pois é um direito adquirido por eles blá-blá-blá.

Mas podem ficar certos. Se algum êmulo do PMDB ou do PSDB, a dupla satânica deste país, se assenhorear do Poder, as tais bolsas-miséria vão sumir do ar. Não assim, na tora. Nada disto. Devagar, com vaselina que é para a gentalha não gritar muito. Mais

O PMDB JÁ SE SENTE COM FORÇA PARA COMEÇAR A “ELITIZAR” SEUS GANHOS.

Deixe um comentário

Estou preocupado com o nosso futuro. Claro que o PT já era, mas o que virá sobre nós?

Estou preocupado com o nosso futuro. Claro que o PT já era, mas o que virá sobre nós?

A cor preta entre nós é sinal de luto. Por isto mesmo este artigo é escrito com letras pretas, como sinal de luto que adotarei quando tiver de escrever sobre o que vai pela POLITITICA NACIONAL BRASILEIRA. E vou falar disto, hoje, pois a notícia me arrepiou os pelos do corpo e me fez correr um frio pela espinha, pois o que já está acontecendo na CÂMARA FEDERAL é o princípio do retorno ao modus operandi de Governar dos Tucanos.

Aliás, o Tucano é uma ave de rapina. Ele ataca os ninhos dos outros pássaros e devora seus filhotes. Acho que os POLITITICAS que escolheram esta ave como símbolo de seu partidaço sabiam bem o que estavam fazendo: escarnecendo da população de Zé Nings brasileiros, dizendo-lhe, nas fuças, que são rapinas e vão rapinar toda vez que se sentirem com o Poder nas mãos. Mais

O SAMBA DO CRIOULO DOIDO DA ALOPRADA DO PLANALTO COMEÇA A SER TOCADO.

Deixe um comentário

"Meu adorado Santo Expedito, tirai o "brasil" do atoleiro onde eu o joguei e juro que nunca mais vou-me juntar a petralhas."

“Meu adorado Santo Expedito, tirai o “brasil” do atoleiro onde eu o joguei e juro que nunca mais vou-me juntar a petralhas.”

Vejamos se estou certo. O petróleo subiu para se poder socorrer a PETROBRÁS e tampar os rombos que os ratos do PT e aliados fizeram nas contas públicas, durante os quatro anos findos, quando a Aloprada do Planalto barateou tudo no peito e na raça, a fim de ganhar palmas da população que sobrevive ao nível do rés do chão. A isto chama-se POPULISMO vulgar, chulé, reles, que nem mesmo o MADURO lá da VENEZUELA teve coragem de perpetrar. A Doidona de Pedra Sabão, mais conhecida aqui como Aloprada do Planalto, ou Vovozona, ou, ainda, a Maldição do Brasil de Saias, não deu ouvidos a ninguém, embriagada que estava por receber palmas dos Zé Minhocas, os que, vivendo ao rés do chão, não podem enxergar além do grão de areia que está à sua frente. Por sua vez a “elite” petralha, chamada para ocupar os mais altos cargos Ministeriais ou em Estatais, meteu a mão no melado até ficar empanturrada. Pensava que o Socialismo à la Lula pegaria feito sarampo neste “brasil” descuidado, que vive do samba  e das nádegas fartas de suas mulatas. Estavam certos de que a IMPRENSA seria amordaçada e posta sob cabresto, assim como se tenta fazer na Venezuela e na Argentina. Pensavam, certamente, que de braços dados com a quadrilha de Empresários posudos, do tipo “sabe com quem está falando?”, que já roubava descaradamente nosso país desde os longínqüos anos da década de 1920, não seriam jamais perturbados pela PF, sob controle da Aloprada do Planalto — ao menos devia ser este o pensamento deles, embriagados que estavam pelos milhões que sacavam a descoberto das “nossas” contas públicas.

Mais

DIVAGANDO

2 Comentários

Como gostei de saber que a PF e o YOUSSEF puseram pimenta malagueta no rabo do Furioso...

Como gostei de saber que a PF e o YOUSSEF puseram pimenta malagueta no rabo do Furioso…

Há dois dias que ando aos tapas com uma gripe sem-vergonha. Se há uma quenga com a qual jamais gostei de ir pra cama é com esta distinta sujeita.  Mas como se trata de uma tremenda sem-vergonha, uma descarada incorrigível, toda vez que ela me pega descuidado quer logo me levar para lá. E a peste me quebra todo. Tudo dói no corpo, até respirar. Da última vez achei mesmo que estava com dengue, mas o médico não confirmou o diagnóstico, embora, ele também tenha ficado meio barro, meio tijolo quanto a isso.

O dia foi quente, ontem. Hoje, amanheceu aquele solão e pensei que lá vinha aquele calorão. Não veio. Já agora, às 14 horas, acordo com frio e olho pela janela. Chove que é uma graça. Uma chuva sem pressa, mansa. O ar esfria e me dou conta que a gripe me vencera. Eu fôra para a cama com a danada.

Olho a TV e vejo que está desligada. Mais cansado que vivo, arrasto-me até à cozinha onde minha parceira faz café. Tomo uns três dedos num copo e ando a esmo pela sala. Então, decido vir ler a Folha. Mais

O DILEMA DO AMOR – 5

Deixe um comentário

Gosto de ser introspectivo e tenho forte tendência a ser "arrumadinho". Não em roupas, para as quais não ligo a mínima.

Gosto de ser introspectivo e tenho forte tendência a ser “arrumadinho”. Não em roupas, para as quais não ligo a mínima.

Alguém que me leu me perguntou: Uma pessoa passiva, isto é, contemplativa, como o senhor colocou em seu artigo, pode amar de verdade? Eu fiquei um tempo calado tentando me lembrar do assunto de que aquela pessoa falava. Até porque era a primeira vez que eu a encontrava e só me localizei quando ela me disse que era leitora fiel de minhas publicações no blog. Declinei de perguntar de onde ela me conhecia. Estávamos no supermercado e qualquer caixa bem poderia ter-lhe indicado a mim, algum dia passado.

— A senhora entendeu a passividade a que me referi? — Perguntei por minha vez.

— Claro. O senhor se refere aos que são tendenciosamente introspectivos, como o senhor mesmo se define. Os introspectivos são pessoas que vivem “olhando para dentro de si”, não é?

— Não o tempo todo, mas sim, podemos dizer que sim. E devo acrescentar que uma pessoa introspectiva gosta de observar seus próprios pensamentos, suas idéias, sensações, intenções, reações emocionais e pensamentos em geral. Ele conversa mais consigo mesmo do que com os outros. Mas isto não significa que viva alienado da realidade exterior. E se assim é, não há razão para que não ame verdadeiramente. Mais

“O GOOGLE ESTÁ-NOS TORNANDO BURROS?” (Nicholas Carr)

Deixe um comentário

Eu e minha netinha

Sou misantropo, mas adoro minhas netas.

É gozado. Quando a gente vive distante de outra realidade social tende a pensar somente dentro daquela realidade em que se vive. Eu não sou exceção. Vivo aferrado à realidade brasileira e dentro de um campo territorial físico mínimo, um losango de 25 m X 12 m, área do terreno onde tenho minha casa. E como sou fortemente misantropo a cada ano que passa, esta área se torna meu paraíso. Detesto sair de casa. Até meados do ano passado eu gostava de ir ao Flamboyant, um shopping que dista coisa de oito quilômetros de onde moro. Ia lá para observar a juventude – como se vestem, como interagem, como vivem e se comportam atualmente, enfim. Às vezes, também ia para assistir a um filme em 3D. Mas comprei uma TV 3D e um laptop também 3D e pronto. Mesmo sem jamais ter assistido a qualquer programa ou filme em 3D em qualquer destes aparelhos, pois para tanto teria de comprar a peça em 3D, pois não há transmissão assim em qualquer canal, pago ou não, meu interesse pelas ilusões do 3D desapareceram. Bastou ter a certeza de que posso, a qualquer momento que desejar, ter filme ou seja lá o que for em 3D para que eu perdesse de imediato meu interesse por esta ilusão da modernidade. Velhice ou… Depressão? Sei lá! E se quer saber, tô me lixando.

Filiei-me ao FACEBOOK já faz anos, incentivado por uma editora sem-vergonha, chamada 24X7, que ficou com um livro meu (A SOMBRA QUE VEIO DAS SOMBRAS) por três anos, vendeu vários exemplares (só para irmãos e conhecidos meus, vendeu uns 60 exemplares) e jamais me reembolsou em um único centavo. Eles diziam que eu devia também ajudar na divulgação de minha obra. Decepcionado, vencido o contrato, cancelei a autorização que tinha dado à 24X7 e desisti de publicar qualquer coisa em qualquer Editora virtual. Eu detesto, odeio mesmo, ser roubado ou passado para trás. A pecha de imbecil nunca me agradou. Mais

Older Entries

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 156 outros seguidores