A PROVÍNCIA DE PIRACURUCA EM 20 DE AGOSTO DE 1822

Deixe um comentário

PENSANDO BEM...

O caju sempre foi muito apreciado pelos estrangeiros, desde o Brasil colônia.O caju sempre foi muito apreciado pelos estrangeiros, desde o Brasil colônia.

Os plantadores de caju estavam insatisfeitos em Piracuruca. A terra de massapê que premia a freguesia de Piracuruca é muito boa para vários tipos de plantações, desde as gramíneas até as boas árvores de corte, como o pau rosa e outros. A freguesia do “Peixe que ronca” (Piracuruca, em linguagem indígena) fica bem próxima da costa marítima do Piauí e estava sendo muito frequentada por piratas e navios de muitas nações. O contrabando de árvores e de outras produções locais irritavam sobremodo as gentes do local. 

A par com a exploração do caju, da cana de açúcar (o que mais interesse despertava nos piratas internacionais) e do bom gado de corte, havia o cultivo do algodão, também muito visado pelos bucaneiros e por comerciantes de todas as nacionalidades, e uma riquíssima fauna que, no mercado contrabandista, alcançava grande…

Ver o post original 2.116 mais palavras

CAMPO MAIOR, 20 DE AGOSTO DE 1822

Deixe um comentário

Nossas cidades piauienses, como as citadas aqui, deviam ter sido transformadas em patrimônios da História e, com isto, deviam ter sido protegidas pelos Governos Estaduais Piauienses e Federal. Mas isto jamais aconteceu e estas cidades foram-se desmoronando. Suas construções históricas foram sendo demolidas para dar lugar à modernidade que, como um manto de escuridão, esconde desta atualidade o que fomos no nosso passado…

PENSANDO BEM...

O amarelo não era o primeiro na matinada, mas seu canto forte se sobrepunha aos de seu tamanho.O amarelo não era o primeiro na matinada, mas seu canto forte se sobrepunha aos de seu tamanho.

O dia amanheceu cedo, com o Sol anunciando um dia quente. Raimundo sentou-se na cama ainda ouvindo o canto de seu galo de raça inglesa, muito bom de rinha. Olhou para Dona Gertrudes que ainda ressonava deitada de costas para ele. Longe, ouviu o trinado forte do “amarelo”, um canário da terra cantador que lhe alegrava as manhãs todos os dias. De mistura com seu trinado agudo também ouviu o canto mavioso e forte do pássaro preto. A sinfonia matinal era uma alegria para o Coronel. Bicudos, canários, curiós e muitos outros pássaros canoros pareciam saudar seu despertar. E no terreiro o canto imperial de seu galo de briga, invicto nas rinhas da região. Ele o criara desde pintinho alimentado com carne. A ave se tornara sanguinária devido àquilo, ao menos era…

Ver o post original 1.496 mais palavras

CAMPO MAIOR, 9 DE AGOSTO DE 1822 (II)

Deixe um comentário

Romances que não sejam voltados para melifluidades, ou que não se refiram a textos científicos, “firulares” e semelhantes, não despertam interesse. Não faz mal. Esta narrativa não é um romance, em si. É a descoberta acidental que fiz sobre um ramo de minha ancestralidade. E fiquei muito satisfeito em saber que descendo de verdadeiros heróis, mesmo que esquecidos nas prateleiras de bibliotecas bolorentas…

PENSANDO BEM...

Eis a Casa de Câmara e Cadeia, onde se estabelecera o Governo da província de São José do Piauí.Eis a Casa de Câmara e Cadeia, onde se estabelecera o Governo da província de São José do Piauí.

Raimundo e Luis cruzaram a pequena e simpática pracinha onde imperava a Igreja Matriz de Oeiras, a Catedral de Nossa Senhora da Vitória, concluída em 1733, e avançaram a passo firme para o Palácio do Governo. Este se estabelecia na Casa de Câmara e Cadeia, mandada construir por Carlos Cesar Burlamaqui, e ficava ao lado da praça da Igreja Matriz.

Foram recebidos por um criado de libré, emproado, que, após receber as identidades dos dois visitantes, conduziu-os sem delongas à presença do Major João José da Cunha Fidié, Comandante das Armas.

O cenário mudou pouco, na velha Oeiras. A Igreja, a praça e os casarões continuam de pé, dando testemunho da História.O cenário mudou pouco, na velha Oeiras. A Igreja, a praça e os casarões continuam de pé, dando testemunho da História.

A sala onde se encontrava o Comandante era sóbria, mas mobiliada com o que de melhor podia ser encontrado…

Ver o post original 1.880 mais palavras

CAMPO MAIOR, 9 DE AGOSTO DE 1822 (I)

Deixe um comentário

Nossa História passada, a verdadeira, quase não mais é estudada em nossas escolas esculhambada por uma didática doentia, que valoriza o retorno ao passado, quando nossa gente se divida entre brancos e pretos, índios e escravagistas de todas as localidades do mundo. No entanto, nós somos um povo que soube e creio que ainda sabe defender seu país. Por isto, que tal recordar um pouco o que já foi escrito sobre uma guerra que estava oculta na poeira do tempo, “esquecida” de nossos Historiadores?

PENSANDO BEM...

O rio Jenipapo, em Campo Maior, Piauí, nas margens do qual uma batalha sangrenta aconteceu e o Brasil todo esqueceu.O rio Jenipapo, em Campo Maior, Piauí, nas margens do qual uma batalha sangrenta aconteceu e o Brasil todo esqueceu.

Nós, piauienses, maranhenses e cearenses, assim como o restante do Brasil, quase nada sabemos sobre uma batalha tremendamente sangrenta que aconteceu em Campo Maior, minha cidade natal, e que passou aos anais da História como A Batalha do Jenipapo. Romanceando um pouco, vamos visitar o Piauí daqueles idos e compreender que o brasileiro é brasileiro em qualquer parte deste país fabuloso. A Batalha do Jenipapo foi uma das mais sangrentas batalhas que aconteceram na Guerra da Independência do Brasil. Independência do domínio português sobre estas terras abençoadas por Deus.

Ver o post original 1.503 mais palavras

UMA PERGUNTA ARRELIANTE…

Deixe um comentário

"Putz! Mexeu com o cara errado, meu!"

Putz! Mexeu com o cara errado, meu!”

— Quem é você para questionar o Espiritismo?

Fiquei olhando para aquela pergunta sentindo uma revolta se revolver em meu íntimo. “E quem você pensa que é para me questionar?” Era o pensamento que me fervilhava no íntimo. Respirei fundo e tentei me acalmar. Ultimamento ando sem paciência com tudo e coisas de somenos me irritam profundamente. Quem sou eu? Eu sou um Homem, é isto que eu sou. Um homem livre de peias. Peias tolas, que só os imbecis aceitam porque perderam a capacidade de questionar, inquirir, perguntar, indagar e ir buscar sua própria resposta. Disse Yehoshua: “Em verdade em verdade vos digo: quem não for igual a esta criança não entrará no reino dos céus. Poucos são os que compreendem suas palavras claríssimas. As crianças perguntam sempre; procuram sempre; exploram sempre. E se não fosse sua curiosidade e sua inconformidade, que dura até sua entrada na adultícia o mundo não teria avançado um passo no combate à ignorância dos envoltórios espirituais. Eu sou uma das crianças a que Yehoshua se referiu” e este pensamento queria explodir numa revolta contra quem me fizera aquele questionamento que me fez sentir ofendido. Mais

“VAI ACABAR O BOLSA FAMÍLIA! SE O PT FOR DEPOSTO OS POBRES VÃO PASSAR FOME! POBRES DO BRASIL, NÃO DEIXEM DE VOTAR NO PT!

Deixe um comentário

"Se meta a besta não, bichim! Meu exército não brinca em selviço!"

“Se meta a besta não, cumpãeiro! Ou você vota no PT, ou sua Bolsa Família vai-lhe ser retirada.”

A propaganda não é bem assim, mas a temática é exatamente esta. Carros de som, gente paga com o dinheiro público e integrantes do “Exército do Stédile” vão de porta em porta das casas, dos casebres e dos barracões de zinco de gente que vive na periferia da miséria total, colocando pavor nos corações já desesperançado de todos eles. A verdadeira situação do país não é nem ventilada de leve. A bandeira do terror é a perda do “Bolsa Família” se qualquer pessoa que não seja filiada ao PETRALHISMO ou dele não associada, vier a ganhar as eleições, sejam elas para Prefeitos, sejam para Governadores ou Presidente da República. Este é o anzol que nos prende; é o atracadouro onde o navio do Brasil se encontra preso por correntes de aço inox. Não é à-toa que a Doida do Planalto agita bem alto esta bandeira como a salvação dos miseráveis, enquanto, com seu desgoverno, vai lançando mais e mais brasileiros na fímbria do horror. Luz já não mais é “para todos”; água, a Natureza mesma está cuidando disto, evidentemente com uma ajudazinha dos polititicas que jamais se interessaram em agir proativamente para prevenir o desabastecimento do líquido que é o sustento da própria vida; escolas estão escasseando. Segurança já foi pro brejo há anos. Policial virou, na fantasia do populacho, sinônimo de assassino de pobres. O ensino fundamental é um “animal social” em extinção, exceto, é claro, aquelas escolas que adotam a cartilha da putaria entre as crianças, evidentemente editadas pelo PT para escolas petralhas. Mais

ONDE ESTÃO AS AJUDAS DOS JUDEUS ÀS DESESPERADAS VÍTIMAS DO NOVO HOLOCAUSTO?

Deixe um comentário

Isto ainda é o holocausto. Não de judeus, mas de outros irmãos humanos, o que não faz diferença.

Isto ainda é o holocausto. Não de judeus, mas de outros irmãos humanos, o que não faz diferença.

Quando os hebreus se viram atacados violentamente pelos nazistas alemães, que ameaçavam a se espalhar pelo mundo através de sua ideologia terrífica, o mundo todo se uniu contra eles e defendeu com unhas e dentes um povo que estava na iminência de ser extinto. O tempo passou, os judeus se espalharam pelo mundo, assenhorearam-se dos bancos em todos os países, assim como da maioria de seus órgãos de imprensa, e fizeram fortunas, como os Rothschilds e os Rockefellers, os trilionários do mundo capitalista. A história dos Rockefellers na América do Sul é de pasmar, tamanho foram os crimes de genocídio praticados contra tribos indígenas nesta região, inclusive no Brasil, como é exemplo a tribo dos cintas largas, que tiveram uma totalmente extinta.

Agora, a Síria precisa desesperadamente de ajuda humanitária. Trilionários judeus, como os dois acima, não se movimentam e não há uma única referência a qualquer deles se movimentando para ajudar os novos perseguidos da modernidade feroz em que vivemos. Milhares morrem afogados tentando escapar dos tresloucados em nome de um Deus totalmente aberrante. Milhares morrem de fome perambulando pelas terras européias e centenas vêm dar com os costados aqui, no Brasil, país em que o próprio povo está chegando ao fundo do poço, graças a uma perversa governança do Mal que, por total responsabilidade dos governantes anteriores, foram perdendo o que tinham de melhor em sua formação: a Educação Escolar. Mais

Older Entries

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 200 outros seguidores