GENTE, É SIMPLESMENTE FANTÁSTICO.

1 Comentário

Vejam o controle motor desta criança chinesa de três aninhos. Sim, ela tem somente três aninhos e domina como poucos o violino, um dos instrumentos mais difíceis de se tocar. No youtube ha uma centena de crianças orientais assim, minigênios da música. Entre os ocidentais o que acontece são os macrogênios do bang-bang. Por que as almas privilegiadas preferem o Oriente? Talvez pela quantidade de budas que evoluíram a partir daquela parcela da humanidade, quem sabe?

Agora, vejam e ouçam este outro prodígio oriental.

Não é deslumbrante? Dá vontade de repetir, repetir, repetir…

Agora, para seu deleite, veja esta outra chinesinha. Fantástica.

Gostou? Pois é, eu também. Enquanto no Oriente Médio a única nota que se ouve é o ra-ta-ta-ta da metralha, lúgubre, tétrica, que arrepia o corpo de medo e dor, aqui vemos crianças que nos ensinam o caminho da felicidade: a boa música bem tocada.

BRASIL É MAIS BRASIL!

1 Comentário

Vejam e ouçam. Se você é brasileiro ficará arrepiado. Eu chorei de emoção. Um povo reprimido, sofrido, traído que, no entanto, traz a música na alma como nenhum outro. “Ama com fé e orgulho a terra em que nasceste/ Criança, não verás nenhum país como este”

Desfrutem que vale a pena.

POLÍCIA VIOLENTA E ASSASSINA

Deixe um comentário

E a televisão mostra, agora, “monstros fardados” agredindo um menino magrela, que só tem pele e osso, com truculência inaudita. Assistindo a tudo, totalmente impotente, a mãe do rapaz grita que não o matem pelo Amor de Deus. mas Deus é alguém que está fora do conhecimento dos monstros fardados. Covardemente eles disparam contra o jovem desarmado e totalmente vencido, rendido e apavorado.

Como se explica que pessoas que provavelmente eram normais, se transformem em verdadeiros carniceiros após vestir a farda policial? No meu modo de ver, a origem desta doença moral e ética está no violento treinamento que é ministrado aos futuros policiais. Eles são brutalizados, violentados em todos os seus direitos e arregaçados literalmente em todas as suas crenças civis. Seus corpos são dilacerados; sua educação familiar é jogada na lama. No treinamento policial ele aprende que Lei é pra bandido, logo, bandido tem de ser agredido, torturado e morto. Se não for assim, a Lei os liberta toda vez que são presos e eles voltam à ação criminosa podendo, até, mover caça a policiais dentro de ônibus, em casa, na rua, onde estiverem, enfim. E isto temos visto centenas de vezes nos noticiários de TV. No Rio de Janeiro, há pouco tempo, o policial tinha medo de ser identificado como tal. Saía para o quartel procurando esconder o mais possível sua farda e seus documentos. Portá-los ou deixar que a farda fosse vista antes de entrar no quartel era contar com 95% de certeza de vir a ser fuzilado sem dó nem piedade. Ainda acontece com muita freqüência em São Paulo, onde a política das UPP não foi incrementada.

A série brasileira de filmes intitulados TROPA DE ELITE mostra muito bem o treinamento de que falo. Os policiais são preparados para ir para a GUERRA. Uma guerra sem tréguas travada diuturnamente nas ruas, nas favelas e nos guetos brasileiros. Uma guerra que nasce em nossas escolas com um péssimo ensino em todos os níveis. Uma guerra que também tem raízes nos maus Governos levados a efeito por indivíduos incompetentes e corruptos. Uma guerra que está nas rodovias brasileiras que ceifam milhares de vida anualmente devido mesmo à falta de consciência cidadã do condutor. Uma guerra que lança raízes na falta de oportunidades, no descaso com a Educação, com a Saúde Pública, com o Transporte Público, com o Saneamento Básico. Uma guerra que jamais devia existir e, muito menos, ser reconhecida e alardeada pelos meios de comunicação de massa. Uma guerra que também tem raízes nos desvios das verbas públicas, no superfaturamento criminoso das obras públicas que ficam abandonadas ao léu, tão logo os polititicas embolsam sua parte na roubalheira generalizada entre eles.

Uma Sociedade jamais devia se embasar sobre a corrupção, a ganância, o descaso para com o cidadão, o voto inconsciente ou corrompido pela necessidade, pela ignorância e pela miséria. Um voto prostituído por um simples pé de chinelas Havaianas. Um voto que é comprado a preço de banana, como comprados são os corpos ainda incompletos das jovenzitas amazonenses, paraenses ou nordestinas brasileiras. Em uma sociedade assim não há cidadãos.

É claro que o cidadão brasileiro ainda está longe de poder ser considerado um verdadeiro “cidadão”. Este é educado, obediente às Leis sem a necessidade da presença constante do paizão chamado Fiscalização em seus calos. O verdadeiro cidadão zela por sua comunidade; procura conhecer as Leis e zela por seu cumprimento. O verdadeiro cidadão ensina à Polícia a se manter dentro dos estreitos limites em que lhe compete agir. O verdadeiro cidadão não se torna um policial violento nem um político corrupto. O verdadeiro cidadão não necessita de policiais preparados para ir para uma guerra sem moral, sem ética e sem dignidade nem honra. O verdadeiro cidadão mantém sua cidade LIMPA. Não joga lixo em qualquer lugar e se desculpa dizendo que aquilo é coisa de seu vizinho mal-educado. O verdadeiro cidadão procura ser exemplo para o outro, reforçando assim, em toda a comunidade, o agir com cidadania. O verdadeiro cidadão não vive exigindo seus direitos sem, contudo, dar a devida contraparte que deve ser seu comportamento social limpo, consciente e coerente com o bem-estar de todos. Um verdadeiro cidadão não trafica com a flora e a fauna de seu país (no Brasil, são 12 milhões de animais traficados por ano para o exterior e os traficantes contam com a colaboração inconsciente dos brasileiros interioranos).

Gente como Arruda, o Pai do Panetone

Nossos filhos e netos são treinados para se tornarem policiais animalizados, graças à corrupção que impera em todos os níveis políticos do país. Graças ao descaso com as casas de recuperação, as penitenciárias, que mais formam criminosos do que os recupera para o convívio sadio em sociedade. Quem devia estar amargando uma longa temporada dentro de tais depósitos humanos era o político corrupto. Estes, sim, deviam ser jogados lá e ESQUECIDOS PELA COMUNIDADE. Um exemplo está na foto ao lado. Ele deixou filhotes e filhotas no Poder Central da República, os quais, agora, também estão sendo pegados devido mesmo à ganância desmesurada e à total falta de Dignidade e Patriotismo.

Mas há outros. Muitos outros que se escondem nas sombras buscando o esquecimento do povo cuja memória política é raquítica. Escondem-se como vampiros em seus túmulos. Aguardam apenas o momento azado para sair e cravar novamente suas presas no erário público. O mesmo erário que nós sustentamos com cinco meses de nosso trabalho assalariado, pois os de grandes fortunas não contribuem com nenhum tostão para isto. Haja vista os Bancos como exemplos.

Leitor, se você é brasileiro, por favor, não faça como eu mesmo fiz durante mais da metade de meus 70 anos de vida: não ignore a Política. Não siga pensando “eu não posso fazer nada”, porque você pode. Aposto que nos anos 60/70 você foi um dos que gritou nas ruas e nas praças públicas contra a “Ditadura” militar. Então, em nome daquele seu fervor juvenil, leia meu artigo para seus filhos e seus netos. Procure despertar neles o patriotismo que ainda não vicejou de verdade em nossos descendentes. Discuta minhas idéias com seus vizinhos, seus amigos, quando com eles estiver na roda de chopp. É preciso que este grito de angústia reboe por todo o Brasil. É preciso que mais vozes se unam à minha. Só assim os vampiros continuarão em seus túmulos esperando… esperando… esperando. Só assim o comando das polícias de todos os Estados Brasileiros se voltarão incomodados para mudar o modo de formar o policial. No final das contas, eles não nasceram MONSTROS. Foram transformados em monstros por uma óptica míope, covarde e submissa aos corruptos fazedores de leis que só os beneficiam e aos criminosos em geral.

E me despeço com o cumprimento dos negros baianos, AXÉ! E torço para que entre os que me lêem pelo menos um atenda ao meu pedido.

E EIS QUE CHEGAMOS AO PRONOME! (I)

Deixe um comentário

“Bicho”, se há uma categoria gramatical que está sendo totalmente achincalhada, desrespeitada, aviltada e outros “adas”  insultuosos por aí, esta categoria gramatical é o Pronome. Ao menos no idioma brasileiro. Não estranhe eu frisar que falamos o idioma brasileiro, pois se inicialmente nos foi imposto o português de Portugal como língua para o Brasil, depois de 511 anos ele foi tão adaptado para o falar do povo que aqui vicejou que já não mais se pode dizer que é o legítimo português de Portugal. Claro está que gramaticalmente ambos estes idiomas se assemelham a ponto de poderem ser considerados “irmãos gêmeos”. Mas só nisto. Pois bem, nós estamos achincalhando o emprego correto do pronome nas construções oracionais. E isto “enfeia” pra burro nosso belíssimo idioma. A propósito, você sabia que o correto, “portuguesmente” falando, seria dizer afear e não enfeiar? No português de Portugal a palavra é assim composta: a (prefixo)+feo  (português antigo)+ ar (sufixo). Já entre nós, afear é quase totalmente desconhecido. No entanto, se você quiser ser erudito diga e escreva afear em vez de enfeiar. Mas só fale e só escreva assim em meio erudito, caso contrário vão-lhe jogar pedras os que pensam que são ilustrados. Mas vamos ao que interessa.

Mais

O SIMPÁTICO BARACK

4 Comentários

Este fim de semana que acabou de passar o Brasil recebeu a visita do simpático Barack Obama , Presidente dos Estados Unidos da América do Norte, atualmente o Império que domina todas as nações do mundo. As repórteres de TV se desmancharam em elogios à primeira dama norte-americana. Chegaram mesmo a achá-la “linda!”, um exagero, pois a dita senhora, no meu modo de entender a beleza feminina, é danadinha de feia. Enfim…

Tive pena do negro americano – e aqui o vocábulo “negro” não tem nenhuma intenção pejorativa, mas sim intenção elogiativa, pois não é nenhum desdouro ser negro (e eu também o sou com muito orgulho, pois meu avô materno era negróide e eu gostava muito do negão). Em minhas veias corre o sangue africano e não tenho vergonha disto. Ao contrário, o Brasil é o que é devido justamente aos negros escravos e seus descendentes, pois o sangue branco português era profundamente estragado quando veio para estas plagas tupinambás. Entretanto, quero deixar bem claro que SOU FRONTALMENTE CONTRÁRIO AO RACISMO NEGRÓIDE QUE SE DESENVOLVE EM MEU BRASIL. Caminhamos, a passos largos, para nos tormarmos arremedo da filosofia negróide norte-americana, o que é uma lástima sem tamanho. Ainda bem que estou perto de partir deste vale de lágrimas para outro lugar que espero seja bem melhor do que fizemos isto aqui ficar.

Mais

POR QUE NO JAPÃO?

4 Comentários

“Em verdade, em verdade, vos digo: nem uma folha cai do galho de uma árvore se não for pela vontade do Pai”. Todo cristão já deve ter lido esta sentença de Jesus, na Bíblia.  Ele reafirmava o que os ocultistas vinham dizendo desde há muito tempo antes d’Ele, ou seja, que “nada acontece por acaso”.

Então, atentando-se bem para estas duas afirmativas axiomáticas, pode-se concluir com toda a certeza – considerando a autoridade do primeiro e a antiguidade não contestada da segunda sentença – que tudo o que sucede não somente no orbe terrestre, mas também em todo o Universo, obedece a um Plano Desconhecido, Divino se se quiser assim considerar. Tudo flui conforme a Vontade do Inominado. Nada ocorre senão segundo seu Pano adredemente traçado. Mesmo os céticos que mergulham freneticamente em busca da comprovação da Teoria do Caos chegam à conclusão, pasmos, de que as duas sentenças estão absolutamente certas. Foi assim que a Mecânica Quântica, segundo a Scientif America, descobriu o que chamou de Onda de Sincronicidade, que regula todos os eventos e acontecimentos desde a dimensão atômica até a dimensão das nebulosas.

Sendo assim, a pergunta que encabeça este artigo é perfeitamente válida: por que no Japão? Ou seja: porque a Natureza escolheu a pequena ilha japonesa para demonstrar sua força indomável? Claro que tsunami já aconteceu antes e até recentemente. Porém o que devastou e ainda continua ameaçando o Japão pôs todos os continentes em alerta máximo. Por  que? Veja só o resultado da ação dele:

Nosso planeta é levemente achatado. Pois bem, o tremendo tremor submarino fez que este achatamento ficasse menor, o que significa que a distância entre os pólos terrestres aumentou e consequentemente a circunferência do equador diminuiu. O dia ficou mais curto devido ao grande deslocamento de massa terrestre que aconteceu no planeta, pois a placa tectônica que abriga a Índia afundou sob aquela que abriga a Birmânia e alterou, com isto, a rotação da Terra. Ilhas no oceano Índico se moveram a até assombrosos 20 metros. A de Trinkat foi partida em três pedaços pelo maremoto e seu interior foi cortado e invadido por uma língua do mar. Ao mesmo tempo, a ponta da ilha de Sumatra afundou no oceano. Dizem os jornais que no fundo dos oceanos surgiu uma falha geológica impressionante e esse fundo desceu mais de vinte metros em alguns trechos. A falha teria sido uma conseqüência do deslizamento da placa que sustenta a Índia. O pólo magnético da Terra mudou de lugar em mais de 2,5 centímetros para o nordeste. Parece pouco, mas significa muito no processo de regulagem das estações e na duração dos dias e noites. Se você não sabia destas conseqüências terríveis, então, tome consciência e comece a repensar a realidade de todos nós neste Século XXI. E, a propósito, no TARÔ, o Arcano 21 é O LOUCO. Preciso dizer mais? Nosso planeta está nele. Mais precisamente, nossa humanidade.

O Japão era o terceiro mais rico país da Terra. Tinha a mais avançada tecnologia de ponta. Era uma potência tecnológica. De repente, em poucos minutos, foi colocado de joelhos, aterrorizado, impotente diante mesmo de sua tecnologia. E tudo porque a Mãe Terra se irritou. Mas, dirão os céticos, ela sempre se irrita de tempos em tempos. Não se deve dar maior destaque a isto, agora. Ia acontecer de um ou de outro modo…  Bom, que seja. Mas sabemos todos que temos muita responsabilidade nisto. Talvez até tenhamos causado uma irritação maior do que seria normal em nossa Mãe. E a pergunta continua de pé: por que o Japão foi o escolhido? Bem podia ter sido os EUA, onde a falha de San Andréas é preocupação constante. No site Brasil Escola você pode ler o que transcrevo abaixo, colhido ali:

“Na porção ocidental dos Estados Unidos, mais exatamente no estado da Califórnia, ocorre um movimento tangencial entre duas placas tectônicas (a placa norte-americana e a placa do Pacífico), a primeira desliza 14 milímetros por ano em sentido sudeste, já a placa do Pacífico desloca-se 5 milímetros no sentido oposto da primeira. Essa movimentação das placas gerou uma das mais famosas falhas do planeta, a de San Andreas. O atrito entre essas duas placas gera frequentes terremotos na região, o que torna a Califórnia uma das áreas de maior instabilidade tectônica do planeta. (Ao lado a foto da falha de San Andreas)

A Costa Oeste dos EUA, especialmente a Califórnia, é um dos lugares com a maior atividade sísmica do planeta. A falha de San Andreas é uma gigantesca rachadura visível de, aproximadamente, 1.300 quilômetros de extensão que marca os limites entre as duas maiores placas tectônicas do planeta: a placa norte-americana e a placa do Pacífico. O deslizamento entre as placas causa grande instabilidade em todo o estado da Califórnia, e foi a principal causa do violento terremoto que abalou a cidade de São Francisco em 1906.

Conforme o Instituto de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos, o estado da Califórnia apresenta 99% de chances de ser atingido, nas próximas três décadas, por um terremoto superior a 6.7 graus.”

Por Wagner de Cerqueira e Francisco

Graduado em Geografia

Equipe Brasil Escola

Talvez a Mãe Terra esteja dando um aviso aos humanos: “parem com a orgia devastadora a que os move a Ganância; respeitem a Natureza; defendam e respeitem a Vida, senão vou agir muito mais violentamente”. Se esta foi a intenção do aviso, então, os EUA que ponham as barbas de molho e os Donos do Poder Econômico que repensem suas ações no mundo todo. Afinal, estamos juntos neste barquinho que flutua na imensidão do Cosmos, não é mesmo?

AINDA O ADJETIVO, GENTE BOA!

Deixe um comentário

A gente falou dos adjetivos uniformes, está lembrado? Pois bem, continuando na formação do adjetivo feminino, vou dizer alguma coisa sobre os  biformes. Eles seguem de perto as mesmas regras válidas para os substantivos. Mas…

a) os adjetivos terminados em ês, or, e u, sofrem acréscimo de um a no feminino – na maioria das vezes, sacou?

Ex.:  chinês – chinesa; lutador – lutadora; cru-crua; freguês – freguesa;

Mas observe que:

cortês, descortês, montês e pedrês são invariáveis. Por isto, se ouvir alguém dizer esta besteira: “ela é uma mulher cortesa” saia de perto correndo. Do mesmo modo corra de quem disser: “ela foi muito descortesa“.

Mais

Older Entries