Ele é o Diabo Paulistano em ação...

Ele é o Diabo Paulistano em ação…

Sim, o Governo de São Paulo reconhece para o Brasil e para o Mundo que os jovens que protestam contra o aumento da passagem sem qualquer contrapartida em benefício público têm todo o direito ao “jus sperniandis”, porém escondidinho, sem aporrinhar a já aporrinhada São Paulo. A decisão não foi por bondade nem bom-senso. É que o movimento tem repercutido no Mundo. Brasileiros que vivem fora do Brasil se juntaram e também organizaram passeata em apoio aos revoltados daqui. Eu não disse? Estamos numa aldeia global de verdade, mas parece que os polititicas só se dão conta disto, agora. Mesmo assim, o Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, não fala em cobrar efetiva melhora dos ônibus e do aumento da frota. Ele apóia a idéia retrógrada dos gananciosos: aumento, sim. Contrapartida, não.

O sorriso na cara é marca registrada dos Polititicas Nacionais Brasileiros. De quem eles riem? Certamente dos Zé Nings que tiveram a desdita de não pensar antes de votar. Agora, não adianta pensar. Eles estão blindados pelos PARTIDOS POLÍTICOS! A Quadrilha onde se acoitam está mais que nunca fortalecida. Não é o voto do Zé Ning que elege um politico, mas seu partido. Coligação daqui, arrumação dali, armação acolá e pronto! Um safado que não teve votação quase nenhuma, está eleito.

E aqui temos cocô de mistura com bosta. Eis o que de verdade nos governa e nos tripudia...

E aqui temos cocô de mistura com bosta. Eis o que de verdade nos governa e nos tripudia…

Nosso combate não deve mais ser contra a pessoa do Polititica. Tem de ser contra os PARTIDOS POLÍTICOS. Aqui é que está escondido o dragão da sem-vergonhice e do desrespeito ao ser humano brasileiro.

É preciso que a juventude se conscientize de que o inimigo público número um não é uma pessoa. Esta, é fraca. Pode ser esmagada como se esmaga um inseto. O inimigo público número um das pessoas em qualquer nação do mundo, inclusive no Brasil, são os PARTIDOS POLÍTICOS. E o sinal de que eles se transformam em epidemia é o crescimento desordenado das siglas partidárias. Alguém espirrou e o espirro não agradou? Funde-se outro partido político e tudo está resolvido. Por qualquer dá-cá-o-pau surge um PARTIDO POLÍTICO. A lenga-lenga é sempre a mesma. O objetivo é sempre o mesmo:  eleger para o Poder pessoas ou desinformadas, ou analfabetas ou muito bem escoladas na patifaria da Corrupção. Você é honesto? Tem boas intenções? Não se candidate a político. Não se meta neste poço de bosta podre – o PARTIDO POLÍTICO. Se fizer isto, vai-se afogar na podridão, esperneando sem ter quem o ajude.

"E o velho também é nordestino, como eu. Mas que traidor!!!"

“E o velho também é nordestino, como eu. Mas que traidor!!!”

Grande parte dos “polititicas” de agora foram pessoas de muito boas intenções. Mas tiveram de abdicar de suas dignidades e suas moralidades para adotar a indignidade e a amoralidade partidária. O Lulão é o exemplo mais alto que temos entre nós. Vejam o palhaço Tiririca. Primeiramente, assustou-se quando sentiu o fedor danado que grassa no Legislativo. Agora, mais entorpecido, já está decidido a seguir a carreira política. Não faz nada, pois é absolutamente incompetente, mas ganha muito. E, o que é melhor, sem fazer nada a não ser ficar quietinho e não incomodar. Não é o emprego que qualquer brasileiro pede a Deus fervorosamente?

A VEJA publica, hoje, 17/06, um artigo de onde retirei este excerto: “Do ponto de vista da mobilidade urbana, a cidade de São Paulo pode ser comparada hoje a uma paciente permanentemente à beira de um infarto. Com as artérias entupidas pelo fluxo de 3,8 milhões de carros que circulam por aqui todos os dias (a frota total é estimada em 7,5 milhões de automóveis), a metrópole passa mal sempre que nela ocorre algum evento inesperado — de um caminhão quebrado nas marginais a uma chuva na hora do rush. Nessa situação delicadíssima, distúrbios mais fortes costumam provocar colapsos nesse organismo. Foi o que se viu nos últimos dias com as seguidas manifestações nas ruas, a maior parte delas promovida pelo grupo Movimento Passe Livre (MPL). Essa organização, que reúne cerca de quarenta integrantes, provocou doses de barulho e de confusão inversamente proporcionais ao seu tamanho.” Quando leio a sigla Movimento Passe Livre (MPL) fico com o coração acelerado. Isto é o primeiro passo para o nascimento de um novo PARTIDO POLÍTICO no Brasil, já ingurgitando de tantos partidos vagabundos, incompetentes, corruptos, descaradamente amorais e até mesmo imorais. 

E o pau comeu na casa de noca...

E o pau comeu na casa de noca…

Sei que a juventude, já na ponta dos pés para conseguir respirar, está certa em gritar revoltada contra os tubarões sem vísceras que nos atacam por todos os lados, com o beneplácito dos polititicas forçados que são pelos seus PARTIDOS. Estes, sustentados pelos empresários – os tubarões sem vísceras de que falo – não dão tréguas. Ou o polititica faz o que eles mandam (e que são ordens recebidas dos tubarões sem vísceras), ou se dana. É preciso ter estômago de avestruz para engolir tamanho insulto à dignidade pessoal.

Mas, ainda que sentindo um frio na boca do estômago, dou apoio ao MPL. Algo tem de ser feito, mesmo que de modo desorganizado como está sendo feito, para que os cabeças dos partidos políticos pisem no freio e digam aos seus patrões: “Cuidado! A coisa está começando a sair de nosso controle!!!”  É claro que os tubarões sem vísceras não se incomodam com isto. Afinal, mesmo nos tão cantados “tempos de chumbo” eles não foram incomodados. Os bancos continuaram ganhando gordo; as grandes indústrias estrangeiras continuaram tranqüilas, tranqüilas. As montadoras ganharam um impulso como nunca dantes imaginado… Enfim, quem tem dinheiro não pode ser tocado. E é justamente quem tem dinheiro que governa, manobra, dita as regras nos PARTIDOS POLÍTICOS.

É, Vovozona… A coisa tá preta, né não?