"Ai que insônia danada esse povo me deu, rapaz!"

“Ai que insônia danada esse povo me deu, rapaz!”

Tocou rebu geral. Vovozona perdeu o sono. Dois mil e quatorze está balançando na beira do abismo. Lulão está quieto, não fala nada. Nem aparece. Os polititicas estão na berlinda e hesitam em tomar decisões que são contra eles. E eis o que se lê na “Folha”: PREFEITOS QUEREM SOLUÇÃO PARA TRANSPORTE URBANO. Querem, é? Como assim? Quem explica isto? Vejamos a quantas andam os planejamentos dos polititicas. Ainda da FOLHA temos o excerto abaixo:

(…)”ações tributárias com o objetivo de reduzir as tarifas de transporte coletivo:

“1) Esforço pela aprovação imediata do chamado Reitup (Regime Especial de Incentivos para o Transporte Coletivo Urbano de Passageiros), que tramita no Senado. O projeto prevê desoneração tributária por Estados e municípios com isenção de ICMS (imposto estadual) e ISS (municipal).

Pergunto: quem ganha com isto? Os tubarões do Transporte Coletivo. Eles, que foram colocados a descoberto em suas maracutaias de milhões, em São Paulo, nas quais solapam o conforto e a dignidade do povo, estão sendo protegidos pelos polititicas. Acho que é mais uma bandeira que deve ser erguida pelos SEM PARTIDOS. Querem mais? Então, lá vai:

2) O uso da Cide, tributo federal incidente sobre combustíveis, com eventual aumento nas alíquotas, para abastecer fundos municipais específicos para investimentos em transporte público. Essa ideia já foi defendida publicamente pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT).

Nota: a tal CIDE, já comentada aqui, é um meio de aumentar a fortuna que os donos de empresas de transportes coletivos obtêm com roubalheira descarada sobre nós, os espoliados. Nem um único centavo recolhido pelo maldito imposto disfarçado de “contribuição” é direcionado para qualquer melhora nas conduções de massa. Mais uma safadeza dos polititicas que, comprometidos com os tubarões do transporte de massa, não podem mover um único palito de fósforo em benefício da “massa falida” que supõem ser o nosso povo.

Querem mais? Então, lá vai:

Citando cálculos feitos por sua equipe, Fortunati diz que, em Porto Alegre, com alíquota de R$ 0,003 por litro de gasolina ou álcool seria possível reduzir o preço das passagens em até R$ 0,10. “Precisamos fazer com que quem anda de carro ajude a financiar o transporte coletivo”, diz o prefeito de Porto Alegre” (Breno Costa, BSA, 24/06/2013).

E eis a declaração mais aviltante e criminosa dentre todas: o safado do Fortunati acha natural imputar aos que têm automóvel mais uma despesa extra. Não bastasse o roubo que é mantido ano após ano através dos DETRANS em todo o Brasil. Vamos onerar o POVO, nunca, os EMPRESÁRIOS. Estes devem ficar mais ricos e mais defesos contra qualquer avanço sobre seus lucros exorbitantes, pois, afinal, é destes lucros que sai a gorda parcela que vai morrer nas contas bancárias dos polititicas nacionais brasileiros. E vejam quem já defendeu e continua defendendo mais este assalto ao bolso dos motoristas de automóveis:

O uso da Cide, tributo federal incidente sobre combustíveis, com eventual aumento nas alíquotas, para abastecer fundos municipais específicos para investimentos em transporte público, é uma idéia que já foi defendida publicamente pelo Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT).

Tinha que ser do PT…

Um dos pontos centrais do pronunciamento de Dilma, a reforma política ainda não é consenso. Segundo Fortunati, o tema não foi sequer discutido pelos prefeitos. O debate deverá entrar em pauta a partir de agora.

Reforma Política. O QUÊÊÊÊÊ????? Mexer na Polititicagem???? Mas nem  pensar!!!  Tão querendo muito, né não? O povo que vá pastar. Eles até aceitam perder um tiquinho assim da roubalheira deslavada, mas mexer no Sistema Vitorioso?  J  A  M  A  I  S!!! É preferível botar o Exército nas ruas… Contra o povo, lógico. Afinal, é um polititica quem manda nas Forças Armadas e isto não é à-toa…