E eles vieram me pedir proteção, pode!"

E eles vieram me pedir proteção, pode!”

Os polititicas — e os políticos engaiolados no mesmo balaio de gato — estão em polvorosa. Não sabem o que fazer para aquietar os Zé Nings que, parece, ficaram doidos – ao menos na visão deles. E os cariocas e paulistas, então, nem se fala. Querem as cabeças de seus Governadores e não abrem mão. O diabo é que quem não tem nada com os desgovernos dos dois safardanas está levando aquele prejuízo.

Mas e Goiânia? E Goiás? Como é que fica?

Bom, por aqui também, ainda que de modo mais lento, pois o buraco é mais em baixo e em baixo os pistoleiros mandam, a coisa pega fogo. Como fogo em monturo. A gente vê só a fumaça, mas por debaixo do lixo o calor vai destruindo tudo. Pois é. Com a POLITITICAGEM acuada pra valer, os quase honestos, quase desonestos encontraram apoio para “mandar ver”.

O bichim é danadim de brabo, sô!

O bichim é danadim de brabo, sô!

Por aqui há um Promotor de Justiça que, diga-se de passagem, é carne de pescoço. Seu nome? Fernando Krebs. O “cabra” não tem medo da pistolagem e vive azucrinando o pessoal da mão leve. Agora, que o bicho tá pegando pra valer pro lado dos amigos do erário público, esse Promotor botou pra ferver e meteu o ex-Governador de Goiás, Alcides Rodrigues Filho, um bebum inveterado (que passou o tempo todo de seu governo “cochilando de cachaça” diante das câmeras de TV) em uma camisa de onze varas bem apertada. É claro que sendo ex-polititica eleito pelos Zé Nings enganados pelo seu antecessor, o atual “Cai Fora, diabo!”, o Governador Marconi Perillo, Alcides vai contar com os excelentes préstimos de seu partidão para se safar. Mas até lá, vai ter uma bruta dor de cabeça. Krebs, “o Louco”, encontrou apoio em uma juíza, muié macho pau-perera, que aceitou sua denúncia contra o ex e sua distinta consorte (ou sem-sorte, sei lá!). Motivo: 750 viagens de cunho absolutamente particulares em vôos pagos pelo Estado. Sabem a razão? Então, leiam um excerto da reportagem publicada no Jornal Hoje:

"Esse Promotor ainda vai cair pra cima de mim..."

“Esse Promotor ainda vai cair pra cima de mim…”

A ex-primeira-dama, Raquel Mendes Vieira Rodrigues, segundo o promotor, teve participação significativa nessas viagens, visto que figura como passageira única em 278 desses voos. Krebs aponta que o destino recorde, com 439 voos, foi Santa Helena, cidade natal do ex-governador e onde Raquel ocupava o cargo de prefeita. Na ação, o promotor revelou ainda que outro município bastante visitado foi Rio Verde, com 11 vôos. Alcides e Raquel possuem uma fazenda na região. Krebs foi informado da decisão ontem, apesar de a decisão ser proferida em novembro do ano passado. O casal não foi encontrado para comentar o tema”.

Pois é. Parece que a farra do boi é velha entre a POLITITICAGEM brasileira. Só que, agora, a turma do “Cai Fora, diabo!” está cutucando o monturo polititica e a fedentina começa a surgir. Quando o bicho chegar no Centro-Oeste todo, não somente em Brasília, aí, sim, vamos ter de tapar os narizes, pois a sentina vai estar a céu aberto. E vai feder, pode crer.

Olh'aí a deslumbrada!

Olh’aí a deslumbrada!

as viagens irregulares da dupla nada dinâmica, exceto quando o assunto era só deles, causaram lesão aos cofres públicos na ordem de quase R$ 4 milhões. Ora, o patrimônio do distinto casal é, segundo informa o jornal, de R$ 3.821.575,00. Logo, a dupla dos “sem noção” ainda ficaria devendo ao Erário Público, logo, ao povo goiano, uns trocadinhos bem gordinhos. Mas será que a Justiça, ainda que contando com o apoio da Juíza destemida, vai conseguir fazer que os “Cai fora, diabo!” devolvam ao Erário Público o que esbanjaram na “farra do boi” goiano?

Eu sou cético. Mas, dizem, Deus é brasileiro. Então… Quem sabe?