A transposição das águas do São Francisco. Parte concluída pelas forças armadas desde 2011.

A transposição das águas do São Francisco. Parte concluída pelas forças armadas desde 2011.

Será que algum leitor ainda se recorda da celeuma que foi o tal “transporte das águas do São Francisco” para o Nordeste assolado pela seca? Poucos. Muito poucos, eu tenho certeza. Um em mil, talvez. A construção está paralisada e totalmente abandonada. A parte que tocou ao Exército realizar ficou pronta, mas como a parte que devia ser concluída pelos POLITITICAS nunca foi adiante, aquela já pronta está-se deteriorando a céu aberto, sem que UM ÚNICO BRASILEIRO grite contra este crime de lesa-pátria.

Os sulistas e os sudestinos brasileiros perguntarão, com total ignorância: “E o que nós temos com o Nordeste seco?” Isto é próprio do brasileiro mesquinho de nascimento. Tendemos a enxergar apenas o dilema que nos toca de imediato. Os dilemas macros “não fazem parte de nosso interesse imediato. É questão para político”. Ledo engano. Leio em VEJA que:

Eis a foto que a VEJA colocou em seu artigo. Barragem Cupira - desperdício de dinheiro público.

Eis a foto que a VEJA colocou em seu artigo. Barragem Cupira – desperdício de dinheiro público.

“No agreste de Pernambuco, a cidade de Cupira é cenário da confluência de duas forças políticas que não conseguiram somar resultados. Em 30 de agosto de 2011, a presidente Dilma Rousseff e o governador do estado, Eduardo Campos (PSB), visitaram a cidade para a assinatura da ordem de serviço de duas barragens que deveriam ter ficado prontas no ano passado. Até hoje, os projetos mal saíram do papel.”

A transposição do São Francisco. Parte que coube à iniciativa privada. Abandono total, menos do dinheiro público ali investido.

A transposição do São Francisco. Parte que coube à iniciativa privada. Abandono total, menos do dinheiro público ali investido.

Mais uma obra, dentre as milhares que se espalham por nosso país, que vai ficar no esquecimento polititica. Tudo é cenário apenas para ANGARIAR VOTOS. Afinal, a eleição para presidente, deputados e senadores está bem aí, na biqueira da casa, e é preciso trabalhar afanosamente, mostrando serviço, mesmo que não se tenha qualquer intenção de levar a cabo toda iniciativa pública que envolve dinheiro do povo. Este, é claro, deve continuar esperando que uma boa maracutaia os desvie para as contas dos polititicas e de seus apadrinhados e familiares. Conversem com o Sarney que vão entender como é que se faz. Falem, também, com Eduardo Campos e dê uma esticadinha até o Palácio do Planalto, onde vai tirar o título de PhD em embromação política. 

E o que vem depois, na excelente reportagem-denúncia da VEJA, nos descoroçoa mais uma vez:

As barragens Panelas II e Gatos foram as primeiras obras que tiveram a ordem de serviço assinada por Dilma em cerimônia oficial. Fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e somam 65 milhões de reais, bancados pela União (50 milhões) e por Pernambuco (15 milhões). Cerca de 400 000 pessoas seriam beneficiadas pelo conjunto de barragens, que inclui a de Serro Azul, na mesma bacia hidrográfica e também inacabada. “Essa parceria com o governo do meu querido Eduardo Campos é a parceria da prevenção. Estamos aqui para impedir que esta região seja outra vez assolada por essa catástrofe que desencadeia dramas humanos”, discursou Dilma na época.

Dois anos depois, a retórica política não rendeu frutos.

Resultado do abandono e da desídia do Serviço Público Nacional Brasileiro. E aí, Dilmona, explica!

Resultado do abandono e da desídia do Serviço Público Nacional Brasileiro. E aí, Dilmona, explica!

E só para esquentar o panorama, pergunto: e o Rio de Janeiro, como ficou? Como ficaram as obras que deviam ter sido realizadas e concluídas nas cidades serranas e, no entanto, nunca nem mesmo começaram, apesara de a dinheirama para lá destinada ter evaporado “milagrosamente” por obra e graça dos corruptos de plantão?

NÃO VOTE NA DILMA. NÃO DÊ APOIO AO LULA. Tenha vergonha na cara. Tenha patriotismo no peito. Seja um brasileiro e, não, um fantoche de um partidinho de MERDA. De preferência ANULE SEU VOTO. De um em um nós podemos dizer a eles que TODOS NÃO MERECEM NOSSA CONFIANÇA. NUNCA MAIS!

Vamos repensar nossa CONSTITUIÇÃO e vamos exigir que dela se retirem todos os privilégios que uma corja de safados ali colocou para se locupletar e nadar de braçada em benefícios que jamais fizeram por merecer. Vamos colocar em nossa Constituição que POLÍTICO NÃO TEM REGALIAS MAIORES QUE AS CONCEDIDAS A QUALQUER CIDADÃO BRASILEIRO. Pelo contrário, POLÍTICO NACIONAL BRASILEIRO tem mais responsabilidade que qualquer outro cidadão e isto lhe será cobrado com muito maior rigor, quando deixarem de seguir à risca o trabalho pelo país.

Vamos instituir prisão perpétua, principalmente para polititicas. E de quebra, um agravante para os corruptos e larápios do erário público (que é da nação brasileira): além da prisão perpétua, trabalho forçado, com grilhões nos pés – como fazem os senhores do mundo lá em seu território. Doze horas por dia, com apenas uma hora para almoço. Não é maldade, não. Nossos polititicas estão gordos demais, preguiçosos demais, adeptos da boa-vida demais. Por isto, são fortes candidatos a problemas com diabetes e coronarianos. O trabalho forçado vai fazer bem a todos eles. É, portanto, um prêmio em vez de castigo. Afinal, o Estado tem o dever de cuidar de seus presos, não é mesmo? E no Brasil este dever é mais marcante quando se trata de “insolências”. Então, que se cumpra a Lei.

E tenho dito.