"Isto mesmo! Isto mesmo! Somos uma Democracia, porra!"

“Isto mesmo! Isto mesmo! Somos uma Democracia, porra!”

As eleições presidenciais se aproximam. É o Dia Nacional da Democracia dos Zé Nings, gente. Os mesmos Zé Nings que ousadamente e ignorantemente elegeram os PETISTAS para o Poder Nacional. Pois bem, depois de quase dez anos de desmandos, roubalheiras, patifarias, traições ao Brasil e o que mais se possa assacar contra a corja de bandidos petistas que se assenhorearam do Poder Brasileiro, eis que o fatídico dia está chegando.

Vovozona esqueceu de tudo o que realmente interessa ao brasileiro e passou a olhar fervorosamente a própria bunda. Será que ela ainda está com o parafuso atarracado a ponto de mantê-la firme na Cadeira Quente?

"Esta é minha afilhada querida! Sou o Fada Madrinho mais feliz da Natureza!!!"

“Esta é minha afilhada querida! Sou o Fada Madrinho mais feliz da Natureza!!!”

Vovozona não foge ao rame-rame de toda eleição presidencial neste Brasil Varonilililil… O negócio deve ser tão danado de bom que todos, absolutamente todos os que põem os fundilhos naquela misteriosa Cadeira, não quer mais sair dali. Evo Morales bem que deu exemplos de sobra, assim como o pessoal da Argentina: um Presidente pode-se perpetuar ad infinitum no Poder. É só mancomunar-se com os senhores Deputados e seus cupinchas, os Senadores e pronto. Eles aprovam as reeleições ad eternum e o sujeito (ou a sujeita) vai permanecer ali, preso (ou presa) pelos fundilhos até que o diabo se lembre de levá-lo(a) desta para pior (esse negócio de separar machos de fêmeas na escrita e no discurso portugueses do Brasil está ficando chato. Antigamente bastava o masculino e já se entendia que o feminino, por ter sido criado a partir de uma costela do masculino, já estava implícito. Mas o feminismo chegou e bagunçou tudo. Agora, elas querem ser mencionadas à parte, livre do macho e abjurando a costela de onde derivaram).

"Gente, CALMA!!! Eu garanto: em 2014 a trolha vai ser só deste tamaninho!!!"

“Gente, CALMA!!! Eu garanto: em 2014 a trolha vai ser só deste tamaninho. Eu aguentei maior no DOI-CODI e ainda estou viva!!!”

Enquanto isto, uma revista tendenciosa, como todas, aliás, consegue um “furo de reportagem” e entra em um dos muitos covis dos aloprados autodenominados Black Blocs. E que coisa mais triste de se ler. Na foto da reportagem um “Fidel” à brasileira, de óculos e cara de morto-de-fome, segundo a revista jornalista das antigas, é um dos que encabeçam a pequena célula de bagunceiros (não merecem nem o nome de “anarquistas”). Qual é o ideal deles? NENHUM. Abocanham as reivindicações das pessoas normais e delas fazem seus lemas. Dizem-se revoltados – como era a Dilmona nos seus tempos áureos de bagunceira-mór e aloprada idem – com a roubalheira e a corrupção que grassa nos Governos brasileiros. Isto não é novidade. Todos nós somos revoltados com isto, mas nem por isto vamos à rua quebrar bens particulares em nome de… NADA!

"Peraí! Peraí! Os Black Blocs são cidadãos também. Eles têm todo o direito de expressar sua criatividade. O quebra-quebra é uma forma de pichação e se nós respaldamos os pichadores, temos de ser justos e dar amparo a eles também!"

“Peraí! Peraí! Os Black Blocs são cidadãos também. Eles têm todo o direito de expressar sua criatividade. O quebra-quebra é uma forma de pichação e se nós respaldamos os pichadores, temos de ser justos e dar amparo a eles também!”

O tal jornalista já foi alvo do antigo SNI, onde era fichado como um anarco-sindicalista. E foi tão ruim que não conseguiu nem uma boquinha entre os gananciosos do PT onde, certamente, andou ao lado do Lulaça Cachaça. Talvez por isto é que, agora, danou-se a organizar quebra-quebra acéfalo, liderando gente como uma ex-presidiária e um idiota do MST, que certamente andou bebendo à grande nas cartilhas onde os chefões daquele grupo de imbecilizados tentavam ensinar como fazer guerrilhas. Deu com os burros n’água, lógico, pois brasileiro que é brasileiro, mesmo idiotizado, gosta mais é de mulata, carnaval e futebol. Esse negócio de sair por aí matando e sendo morto não faz a cabeça de ninguém, aqui, no Brasil Varonilililil!!!”.

E a Vovozona? Está na zona negra das vésperas de mais quatro anos de des-mando governamental. Por isto, sua polícia não consegue o que a revistinha conseguiu. Enquanto isto, os famigerados vão às ruas promover o quebra-quebra idiota.

Mas a filosofia pela qual tentam se orientar já foi uma grande dor-de-cabeça para nosso país. E foram os militares, os “monstros sanguinários” do passado, que puseram freio naquilo. Vovozona e seu “Fada Madrinho” têm o rabo preso naquelas histórias macabras, por isto, fecham os olhos para o que está sendo ressuscitado. Só que o abantesma não é Lázaro e não tem, em sua ressurreição, um objetivo sagrado, não. O abantesma já vem com a repulsa da Nação Brasileira. Por isto, não vai decolar. No entanto, se o des-Governo da Vovozona fosse sério e honesto, aquela gente já teria desaparecido do mapa político nacional. Estaria tirando férias em alguma prisão “modelo”, das muitas que pululam pelo nosso torrão varonilililil!!!

E os cidadãos pacíficos, honestos e conscientes poderiam, ao final de um duro dia de trabalho, ir para casa sem o coração confrangido pelo temor de ter sua pequena empresa depredada pelos idiotas que se dizem patriotas.

"Mas que merda, Lula! Estou com vontade de te arrancar as orelhas a alicate. Nem chega perto de mim que a gente vai brigar feio, desgraçado!"

“Votem em mim! Votem em mim que eu não sou ruim. SOU PÉSSIMA!!!”

Votem na cretina, votem! Dêem mais 4 anos para ela e sua turma de bandidos continuarem a afundar nosso país! E o prêmio será a inflação à toda força, comendo o minguado salário de cada um dos idiotas que vão votar no PT. Mas sosseguem. Vovozona e seu “Fada Madrinho” vão seguir o exemplo da Venezuela e vão criar aqui, também, o Ministério da Suprema Felicidade Brasileira, cujo prédio funcional será o Maracanã, sem sombra de dúvida.

Que tal? Não é um sonho? Votem na desgraçada, votem, seus berdoéguas!!!”

.