Eu digo o mesmo, senhores. Aqui pr'ocês, ó!

“Gente, o PT está dando isto para quem fala mal dele. Nós vamos bem, eu garanto! Mas com uma ressalva: só nós, do PT…”

“Nosso” maravilhoso PT, partido dos Petralhas, está cavalgando à toda de volta ao passado mais apavorante pelo qual já passamos há poucas décadas. Refiro-me à indexação de preços e de valores monetários similares. Eis que leio em “Economia”, no IG, que a correção do IR pode ser indexada à inflação ou à taxa selic. INDEXAÇÃO é o sinal de partida para o dragão verde da Inflação. Eu me recordo bem que no tempo em que esta juventude atual ainda estava nos testículos de seus genitores a moda era indexar. Indexava-se tudo. Da calcinha ao sutiã e da cueca às meias. E surgiu uma estranha moeda oficial pela qual todas as dívidas dos cidadãos eram traduzidas, a tal UFIR. Nós devíamos em cruzeiro, ou cruzeiro novo, ou cruzado, ou cruzado novo. Mas quando éramos cobrados, principalmente pela Caixa Econômica Federal, isto era feito na linguagem indecifrável da famigerada UFIR. Se a dívida em cruzeiro, cruzeiro novo, cruzado ou cruzado novo beirava, por exemplo, a cifra do milhão, em UFIR isto subia para astronômicos bilhões e aí o cidadão se desesperava porque não tinha como pagar.

Eis a turma da pesada. O Brasil que se cuide, senão...

Eis a turma da pesada. O Brasil que se cuide, senão…

É incrível como os “petralhas” são retrógrados e saudosistas dos tempos negros que nos afligiram. Será porque a corrupção neles, que parece correr em suas veias, lhes escurece a visão e lhes embrutece os sentidos? Só dementes aloprados poderiam sentir saudade dos tempos da indexação. Mas o diabo é que os brasileiros classes C, D, E, F e G de esgoto, devido ao crack e à cocaína, não têm mais memória do que se viveu naquele passado de inda agorinha mesmo. Sei que nós somos um povo desmemoriado. Não cerebralmente, mas HISTORICAMENTE. Nossa História é estuprada a cada eleição que se realiza. Ela é escrita e reescrita de conformidade com a vontade do crápula e do Partido que vigora durante um período de mandato. E é assim que não temos História. Temos uma saga estranha de mentiras emendadas a retalhos esquisitos que mais parece um Frankenstein costurado por um bêbado.

É claro que isto não é fruto das mentes turvas dos petralhas. Eles só pensam numa coisa: como roubar o dinheiro público e como surgir diante das câmeras, quando PEGADOS com a mão na botija, de modo a se tornarem heróis nacionais. Ao menos para seus seguidores idiotizados.

"Ih! Sobrou pro meu Vice! Coitadinho, gente. Ele não merece isto... É nosso aliado e quem é aliado do PT fica imediatamente santo e limpo de todo e qualquer pecado."

“Ih! Sobrou pro meu Vice! Coitadinho, gente. Ele não merece isto… É nosso aliado e quem é aliado do PT fica imediatamente santo e limpo de todo e qualquer pecado.”

As pistas nos levam direto ao trio satânico, PMDB/PSDB/DEM e asseclas menores. Inflação dentro de certos limites é excelente negócio para as grandes corporações, principalmente as bancárias; e é fundamentalmente importante quando ocorre em algum país dito terceromundista que tem riquezas e corruptos à granel. E o Brasil é o primeiro da lista, podem ficar certos. Mesmo a China sendo a maior em território e número de gente, o Brasil lhe passa a perna fácil, fácil, neste quesito.

Mas aí vêm as eleições e estou realmente curioso, pois leio as opiniões dos jornais e revistas sustentados pelos da situação e pelos da oposição. Os primeiros garantem que a Vovozona vai ser eleita já no primeiro turno, mas os segundos garantem que ela vai ter de suar o sutiã se quiser ao menos chegar ao segundo turno.

Bom, não sei se ela usa o artefato feminino, mas se usa…

Os curitibanos andam vermelhos de vergonha. Lá, a roubalheira e a desorganização foi tão grande que o estádio ainda está assim.

Os curitibanos andam vermelhos de vergonha. Lá, a roubalheira e a desorganização foi tão grande que o estádio ainda está assim.

O negócio é até divertido. E este ano, a diversão é triplicada pelo desastre iminente chamado COPA DO MUNDO DE FUTEBOL. Lulão pensou que daria um golpe de mestre, trazendo para cá o grande festival em que os países perdem dinheiro à rodo e os da FIFA ganham o mesmo tanto sem que ninguém faça nada. Mas se esqueceu solenemente de que aqui vicejam os maiores polititicas da Terra. Por isto, o que deveria ser aquele sucesso, a alavanca-mór de sua protegida Vovozona, vai mesmo caminhando a passos largos para aquele desastre. No terreno dos compromissos com o evento, tudo está totalmente atrasado e desorganizado. E o que foi terminado, o foi a toque de caixa, o que quer dizer que brasileiros e estrangeiros vão ter surpresas desagradáveis quando estiverem dentro dos “palácios” futibolísticos construídos para enganar… A quem? Sei lá! Afinal, a palhaçada não engana ninguém, a não ser os estrangeiros mais desavisados ou mais doidinhos, doidinhos, para participar do festival de porrada que é comum nos estádios brasileiros. Gente assim como os carecas ingleses.

Aeroporto Tom Jobim, a porta de entrada principal do Rio. Vai doer, podem crer.

Aeroporto Tom Jobim, a porta de entrada principal do Rio. Vai doer, podem crer.

Nos aeroportos a vergonha já não tem onde meter a cara. Tudo está totalmente desorganizado, imoralmente superfaturado e descaradamente cantado em verso e prosa como “vai dar certo” pelos caras-de-pau.

Vai ser um chuá ver tantos coitados estrangeiros, branquelos e desacostumados ao sol escaldante dos trópicos, desesperados e perdidos pelos saguões dos aeroportos sem ar condicionado e sem nenhuma cabine decente que os oriente quanto às dúvidas que terão com toda a certeza. Até saber onde fica o banheiro será complicado, pois vai ser difícil encontrar alguém que lhes possa indicá-lo. Talvez os banheiros até nem estejam prontos e o negócio é seguir os cariocas que, no carnaval, disfarçadamente põem o bilau para fora junto a um muro qualquer de deixam cair o chá de bexiga.

Táxis? Um assalto. Hotéis? Um roubo descarado. Comida nas praias? Assalto a mão armada ao bolso dos incautos. O brasileiro não larga a Lei de Gerson: leve vantagem você também”. Ora, se os polititicas estão lavando a égua, por que hotéis, taxistas, vendedores ambulantes e, por que não? assaltantes pés-de-chinelo também não vão “tirar suas casquinhas” dos otários estranjas?

E não é só no Rio, não, gente. Esta turminha do pé da pirâmide social brasileira age o ano todo no país todo. Só quando chega o tempo das vacas magras é que eles arrefecem um pouco (exceto, é claro, os ladrões pés-de-chinelo. Estes, afinal, têm que tirar o sustento seu e da família e o lugar onde trabalham arduamente é nos bolsos de seus irmãos mais afortunados ou, pelo menos, que assim pensam ser).

Europeus e americanos, preparem-se. Venham tinindo na musculação, senão...

Europeus e americanos, preparem-se. Venham tinindo na musculação, senão…

E vai ser de dar gargalhadas ver os estrangeiros tentando tomar ou o metrô (em qualquer cidade em que existam no Brasil) ou, pior, um ônibus. Na maioria das cidades eles, os ônibus, chocalham tanto que mesmo aos gritos a gente não consegue se comunicar quando os dinossauros coletivos estão em movimento. E o calor? A maioria esmagadora não tem ar refrigerado. E o estrangeiro será contemplado com aqueles engarrafamentos desesperantes, que submetem os passageiros dos barulhentos e superlotados ônibus das cidades brasileiras a uma sauna gratuita por conta dos senhores Prefeitos e Vereadores de qualquer município nacional brasileiro.

E há os assaltantes. Eles adoram estrangeiros e os polititicas nunca conseguiram planejar uma Segurança Pública eficiente. Muito menos Leis eficientes. Então, é grande a probabilidade de muitos estrangeiros voltarem para casa dentro de um um pijama de madeira.

Eles estão por aí, mas vão voltar. Os ratos da Polititica não vão deixar os petralhas sossegarem...

Eles estão por aí, mas vão voltar. Os ratos da Polititica não vão deixar os petralhas sossegarem…

Mas isto não é tudo. Há a agitação programada na calada da noite e por polititicas ressentidos. Eles estão por trás da maioria das violências que ocorrem nas manifestações públicas que se desejam pacíficas. Não interessa o que o povo quer. Interessa é arrancar os fundilhos dos petralhas das cadeiras do Poder e colocar ali os fundilhos dos bandalhas. Este é o jogo. Se no meio da bagunça estiver algum desavisado turista, seja de onde for, que se cuide e se safe como puder… e se puder.

Acabou? Não. Há o perigo de chuvas não previstas, visto que a Natureza também resolveu participar da loucura humana. E é aí que a coisa vai ficar interessante. Enxurradas surpresas, arrastando gente a pé, em táxi ou em autos particulares. Uma beleza de horror. Mas isto ainda não é o prato final, não. Se não acontecer as enxurradas, virá o calorão infernal. Ar refrigerado não funciona, pois os reservatórios das hidrelétricas estão no limite mínimo de funcionamento. Por isto, a energia está caindo que nem o Neimar no gramado. E aí vem o melhor da desgraceira brasileira. Acuados pelo calor e pela falta de ar refrigerado nos ônibus, sempre quebrados, e nos quartos de hotéis ou de casas alugadas às pressas, os turistas vão correr para a praia. E é quando a turma da areia cairá matando sobre eles. Um sanduíche merreca não vai custar menos de US$ 10,00 e uma Coca-Cola não vai sair por menos de US$ 8,00. E é se quiser. Tem sempre um desesperado que não esperneia e paga tudo.

Vamos esperar para ver. Este 2014 nos promete muiiiiitooooo!!! Esperemos que não nos decepcione. Um fiascão daqueles pode fazer que o Lulão Cachaça finalmente silencie…