Eis o diabo em figura de gente...

Eis o diabo em figura de gente…

ALKIMIN, governador de São Paulo, foi, de chapéu nas mãos, PEDIR licença à VOVOZONA para transpor águas do rio Paraíba do Sul a fim de abastecer o reservatório da Cantareira, que está pondo os cabelos dos paulistanos de pé com a ameaça de os deixar de garganta seca como areia de deserto. E no calor que está fazendo, o banho se tornará raro e vai ser aquela catinga de sovaqueira dentro do metrô, dos ônibus e onde quer que as pessoas se aglomerem.

O rio Paraíba do Sul é interestadual e também corre pelo Estado de São Paulo. No entanto, ele é a principal fonte de abastecimento dos reservatórios do Rio de Janeiro, onde dessedenta nada menos que 10 milhões de pessoas. Vai daí que os cariocas já estão como cachorro que vê um adversário por perto: com os pelos arrepiados.

Tá ficando bom…

Decrépito, com tudo despencando, ei-lo que está novamente às voltas com dona Justa. Agora, ficou comprovado que ele tem, sim, uma dinheirama roubada dos paulistas e escondida numa Offshore fora do Brasil.

Putzgrila! Eu estou ficando caquético e você não me esquece?

Isto absolutamente não podia estar acontecendo. Se esse mesmo Alkimin e toda a caterva de safados que vivem sugando o Estado de São Paulo (v.g. Paulo Maluf) desde quando a galinha tinha dentes houvesse tomado providências lídimas no sentido de prever uma crise como esta, nós, brasileiros, não estaríamos na beira do precipício da sede. É irônico. Eles desviaram bilhões e bilhões em dinheiro público. Jogaram no lixo outro tanto em obras que ou jamais foram acabadas ou, pior, em obras eleitoreiras cujo término não serviria para nada, como estradas para lugar nenhum ou pontes construídas onde não há rios e que estão, agora, servindo de monumento à canalhice nacional.

Eis Paulo Garcia, o que só pensou em encher os bolsos e, agora, está às voltas com o Ministério Público.

Eis Paulo Garcia, o que só pensou em encher os bolsos e, agora, está às voltas com o Ministério Público.

Aqui em Goiânia o prefeito, um patife de marca, largou a cidade às moscas literalmente. Seus contratos através da COMURG com empresas de limpeza são mais do que vergonhosos. Foram 140 milhões jogados fora, isto é, nos cofres da dita empresa e nos bolsos do Prefeito, de alguns vereadores e de muita “arraia miúda” manipulada para alterar concorrências públicas e licitações escandalosas. Agora, quando a cidade começa a feder e as moscas e mosquitos – inclusive o da dengue – fazem a festa, acossado pelo Ministério Público, que desancou a diretoria da COMURG, o peste contratou caminhões de carga (caindo aos pedaços) para, em regime de urgência, coletar a lixaiada” espalhada por toda a capital goianiense. Não digo que é uma vergonha porque isto já não mais existe no Brasil. Mas que é repugnante, lá isto é mesmo.

"Não, não, não é nada disto! Esse sujeito está delirando. Acreditem em mim que sou ruim"

“Não, não, não é nada disto! Esse sujeito está delirando. Acreditem em mim que sou ruim”

Fico observando que a Mãe Natureza está danada com os brasileiros e resolveu castigá-los do pior modo possível: vai deixar a todos sem água para beber, para cozinhar, para tomar banho e para dar descarga nas latrinas. Que espetáculo dantesco será capitais como São Paulo fedendo até nas nuvens por falta d’água. Os brasileiros vão ter de importar árabes para que os ensinem a arte de viver na secura e não viver fedendo como o diabo.

Culpa de quem? Dos Alkimins, dos Kassabs e de tantos e tantos outros cujos nomes nem quero mencionar aqui porque sujaria meu blog.

"Mas o que vocês querem? Sou a Presidenta e todos devem ajoelhar-se perante mim."

“Mas o que vocês querem? Sou a Presidenta e todos devem ajoelhar-se perante mim.”

E a Vovozona? Esta, está como o diabo gosta: quase com o status de seu ídolo máximo, Fidel Castro, a quem os cubanos têm de mendigar até o papel higiênico que usam para limpar o fio-fó. Vai ser a glória máxima para a Vovozona e seu Partidão quando todo Brasil estiver de joelhos mendigando tudo, “tudinho” mesmo (entre aspas porque tudinho é cocô de porco) a seus êmulos, entronados mesmo quando na cadeia, como já acontece neste momento. Todos serão “heróis” nacionais. As Forças Armadas foram detratadas até o ridículo e, para meu espanto e decepção, não reagiram e não parece que pretendam reagir. Em São Paulo tudo que é bandido sul-americano faz reuniões regadas aos melhores vinhos ((FARC, MST, MLST, MIR, ETA etc…) e os jornais, para meu espanto, não dizem uma vírgula de alerta à brasilidade entorpecida pela astuta ação petista.

O que está acontecendo?

Ontem, fiquei meditando na nossa situação e me lembrando do tempo em que eu era treinado para comando assassino (deveria, em tempo de guerra, entrar no território inimigo e matar seus comandantes. Meus alvos sempre seriam graduados de alta patente, de coronel para cima; ou políticos proeminentes, de Prefeito, passando por Governador, até Presidente). Uma das estratégias que me foram ensinadas chamava-se ocupar espaços vazios. Em outras palavras, estudar o local misturando-me com as pessoas e levantar aqueles onde a vigilância policial ou outra qualquer fosse fraca por descuido das autoridades “in”competentes. Estes locais constituíam os “espaços vazios” que eu devia ocupar, isto é, levantar e trabalhar para uma eventual ação de despistamento ou em contingência de emergência e fuga.

Creio que o pessoal do PT faz exatamente isto: ocupa espaços vazios. Por exemplo: a elite PMDBISTA liderada pelo FHC de triste lembrança para grande parte da população brasileira, abandonou solenemente os pobres e desvalidos. Eles governavam para as classes abastadas, as elites, e desprezavam os menos afortunados, aqueles que mourejavam de sol a sol, ganhando honestamente o pão-nosso-de-cada-dia, ao contrário deles, que o faziam de modo vergonhoso e ladroeiro. Na realidade, foi o PMDB que bolou a história das “bolsas-esmolas” que tinham outro nome do qual não me recordo, agora. Mas isto não importa. A roupa do santo não importa o que importa é ele e seus milagres, não é mesmo?

Pois bem, assenhoreando-se do Poder, Lulão Cachação, que não é bobo nem nada, tratou de bajular a classe abandonada ao léu e ao Deus-dará. E danou a inventar bolsas-esmola de todo tipo. E foi aquele chuá para a turma do “me-dá-uma-esmolinha-pelo-Amor-de-Deus”. Ora, essa turma constitui, ainda, 75% da população brasileira. Cativando-a e a mantendo no cabresto – isto é, não lhe dando Escola nem Saúde Pública nem nada que a retire da condição de eterno mendigo do Poder Público, Lulão deu ao PTzão a arma mortal para o Brasil e para todos os demais partidos políticos: VOTOS. Votos dos miseráveis que se viram, da noite para o dia, guindados à condição de cidadãos sacados do bolsão da miséria e que, agora, podem ir às compras amparados totalmente pelo Poder Público. E solidificando esta “escravização branca”, Vovozona teve a sacada de mestre (ou seu grupo maquiavélico foi quem sofreu este insight miserável): mandou para o ar Programa mais do que sem-vergonha, intitulado “minha casa melhor” (ou algo assim). E tratou de assegurar que os miseráveis irresponsáveis e totalmente destreinados no quesito “Mercado Selvagem”, possam adquirir os bens que quiserem sem ter avaliação nem de SPC nem de SERASA nem de nada que proteja o comerciante. Ou seja: Vovozona e sua trupe de malandros escolados asseguraram o calote nacional. Não tem importância. O Brasil é o país mais rico-pobre do Mundo. É rico em dinheiro, graças aos escorchantes e escandalosos impostos e taxas que inventa a torto e a direito. Quando o calote acontecer, como um Papai Noel amoroso, o Governo da Vovozona tratará de ressarcir os prejuízos que os famélicos mal-educados sociais derem no Comércio. Isto é um golpe de mestre, pois assim, o comerciante se verá garantido e venderá sem preocupação seja lá o que diabo seja, cobrando juros escorchantes pois sabe que o Governo da Vovozona lhe pagará os prejuízos sem reclamar. Aos poucos eles, também, se tornarão fãs incondicionais da Vovozona e de seu Partidão. Que merdaço, gente! 

Reclamar porquê, se os votos dos miseráveis estão garantidos ad-infinitum? Vislumbrando isto é que os PMDbistas se rebelam e gritam e esperneiam feito doidos. Afinal, o pudim foi saboreado pelo desgraçado Partido dos Trabalhadores, aquele mesmo partido ao qual sempre votaram asco. Agora, terão de rebolar, e rebolar muito, para saírem da enrascada em que foram metidos pelo esperto Lulão Cachação.

Seria de se dar gargalhadas se a merda petista não fosse jogada sobre as cabeças de todos nós. Estamos sendo reduzidos a mendigos pelo “intelectual coletivo” do PT, que nos faz acreditar ser correta tal ou qual medida tomada pelos intelectualóides petistas, este ou aquele critério de julgamento populista, esta ou aquela análise econômico-financeira falsificada de nossa situação econômica, esta ou aquela filosofia partidarista, de modo que, entorpecidos, caminhemos sem nos darmos conta para a cloaca a que o Comunismo, quando finalmente finca a bota sobre os cangotes dos cidadãos bobos, como somos nós, invariavelmente leva toda uma nação. Quem ainda duvida disto, dê um pulinho ali em Cuba e veja o que resulta quando o Comunismo sul-americano se impõe. Se não quiser ir a Cuba, vá à Venezuela. Dará no mesmo. Só que o povo venezuelano não está aceitando o Chavismo de bom grado e esperneia pra valer. Acho que o brasileiro logo vai estar na mesma cloaca: esperneando e espalhando merda pra todo lado.

É… Se você ainda não acordou para o perigo que é a hegemonia petista, ainda está em tempo. Derrube a Vovozona antes que ela derrube o Brasil (que já está na beira do precipício).  

.