"Ai, meu Deus! Não cutuca! Não cutuca que aí tem mutuca!!!"

“Ai, meu Deus! Não cutuca! Não cutuca que aí tem mutuca!!!”

“A oposição reuniu ontem o apoio de 28 senadores para apresentar pedido de criação da CPI da Petrobras no Senado, derrotando por ora o governo Dilma Rousseff, que passou o dia tentando convencer aliados a não apoiar requerimento do PSDB do presidenciável Aécio Neves” (Folha de São Paulo – com autorização para reprodução).

Lemos que o Governo Dilma está doido para silenciar os que, ainda que movidos por uma guerra pouco louvável por ser tempo de eleição, batalham para expor ao Brasil e ao Mundo mais uma sujeira inominável, um atentado anti-patriótico, cometido pela atual Presidenta e sua trupe de canalhas no recente episódio da PETROBRÁS e que teve início no des-Governo do ex-Presidente Lulão Cachação.

"Psssit! Boca de siri!  Essas características são todas nossas, quero dizer, dos polititicas!"

“Psssit! Boca de siri! Essas características são todas nossas, quero dizer, dos polititicas!”

Minha pergunta é a todos os brasileiros que têm capacidade de pensar: por que nenhum de nós pergunta bem alto, para todo o mundo também ouvir, qual é a razão de o Governo Dilma se esforçar tanto para não deixar vir à tona o crime contra a PETROBRÁS e, por extensão, contra o Brasil?

É que estamos calejados? Mas isto não justifica nossa apatia. Onde estão os brasileiros que dizem amar este país? Onde se escondem os estudantes, os primeiros a se levantar em protestos quando a imundície não dá mais para se suportar? Atrás dos baseados de maconha nas faculdades? “Viajando” em delírios imbecilizados proporcionados pelas drogas? Ou estupidamente alienados e sempre atrás das bundas das suas colegas de turma e de balada? ONDE ESTÁ A UNE?

Logicamente que esta minha pergunta é uma idiotice, visto que a UNE está tão vergonhosamente politizada e polarizada entre o PTzão e o trio satânico que é tolice pensar que ela se movimentará em defesa do Brasil. Talvez o façam em defesa de uma destas facções, visto que são os filhos dos que lá mandam que estudam nas universidades, não para se formar, mas como estudantes “permanentes” para cooptar calouros e direcioná-los para suas facções partidárias.

Que merda!

Americanos do Norte babam por peitos. Brasileiros, babam por bundas. Quanto maiores, "melhores".

Americanos do Norte babam por peitos. Brasileiros, babam por bundas. Quanto maiores, “melhores”.

Falo das bundas das brasileiras porque é sabido no mundo todo que somos tarados pelos grandes glúteos das nossas mulheres. E elas se esforçam ao máximo para os estufar, pois sabem, lá no mais profundo de seus cérebros, ao nível mesmo de tronco visceral, que sem este atrativo os homens que elas mesmas pariram não se interessariam por suas filhas.

É que na evolução psicanalítica descoberta por Sigmund Freud todo o povo brasileiro, com raríssimas exceções, está fixado na Fase Anal. E se as fêmeas não põem em destaque esse “furinho” de seus corpos… Bem, o país logo se despovoaria.

O Caráter Anal, segundo a classificação de Wilhelm Reich, está esculhambado nos brasileiros. Aliás, aqui tudo se esculhamba. Esse caráter, o anal, empresta à Identidade da pessoa a tendência ao domínio sobre o outro – tirania, despotismo, autoritarismo (muito encontrado entre nossos polititicas, conforme ratifica o “Vampiro Brasileiro” ali acima). A pessoa tende a ser individualista e egocêntrica. Esse caráter provoca falta de flexibilidade corporal, o que redunda em um modo de andar caracteristicamente duro, na maioria das vezes levando a posturas dolorosas, assim como a dores lombares, dores na base dos pés e nos calcanhares, bem como distúrbios circulatórios, respiratórios e energéticos. Os movimentos peristálticos continuamente ficam prejudicados e podem causar dificuldades na evacuação, com dores abdominais. Psicanaliticamente a pessoa sofre do distúrbio da obsessão-compulsividade. Mas no Brasil, talvez devido ao clima, talvez devido às águas, talvez sei lá por qual razão, estas características se apresentam como as fantasias dos blocos dos que pulam o carnaval nos currais a isto destinado nas grandes cidades, como o Rio de Janeiro: uma miscelânea difícil de se identificar. É a esculhambação brasileira, o que fazer? O certo é que se as mulheres brasileiras não capricham nos exercícios que aumentem seus glúteos vão com certeza ficar solteironas e não vão arranjar nem para uma “ficadinha” sem compromisso…

Vejam em que ângulo o fotógrafo enquadrou a jogadora: pela bunda!

Vejam em que ângulo o fotógrafo enquadrou a jogadora: pela bunda!

Mas deixando de lado a fixação anal da Personalidade dos brasileiros, por que não há uma grita nacional exigindo que o Governo explique com clareza a razão de se esforçar imoralmente para calar os que querem expor as feridas fétidas que os que estão no Poder criaram não só na Estatal do Petróleo, mas em tudo onde puseram seus dedos pustulentos, moralmente leprosos? Mistério para o falecido Sherlock Holmes…

Claro que se a pergunta fosse feita, teria de sê-lo através de um processo complicado, que passaria pela primeira instância, depois de demorar cinco anos para chegar à mesa do Magistrado (ou Magistrada, tenho de frisar para não ferir os melindres das dondocas feministas). Após isto, haveria uma chuva de apelações antes que o processo fosse encaminhado para a Segunda Instância. Se aqui a pergunta não fosse enterrada de vez (coisa que seria muito difícil de não acontecer), passaria mais doze anos à espera de despacho e seguiria para a Terceira Instância – O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, onde, com absoluta certeza, ficaria criando craca em alguma gaveta por aproximadamente cinqüenta ou mais anos, ou seja, até que os crápulas de agora estivessem mortos ou tão caquéticos que já não mais interessaria a resposta.

Mesmo assim, só pra chatear, por que nós, brasileiros, não aproveitamos a onda de agitação eleitoreira e também colaboramos com nossa perguntinha de Amigo da Onça? Eu estou fazendo a minha.

E VOCÊ?