Esta máquina não foi feita para fazer prisioneiros. Foi para atacar e destruir.

Esta máquina não foi feita para fazer prisioneiros. Foi para atacar e destruir.

Eis uma notícia duvidosa. Leio na folha de São Paulo: “Um homem morreu após ser baleado por um fuzileiro naval que integra as forças militares que ocupam as favelas do Complexo da Maré, na zona norte do Rio (…) Duas moradoras da favela disseram que o jovem não era bandido e que trabalhava em um lava-jato. O Exército diz que ele estava armado“.

Vocês já notaram que toda vez que um sujeito é baleado ou morto nas FAVELAS do Rio, logo aparecem moradores revoltados que promovem uma bagunça danada alegando que o distinto “era um trabalhador”?

Será que tanto a Polícia Militar quanto as Forças Armadas só têm incompetentes em suas fileiras? No que diz respeito à Polícia Militar a gente até pode acreditar em 50% das alegações, pois vez que outra “balas perdidas” matam crianças filhas legítimas de moradores realmente trabalhadores. Mas em se tratando das Forças Armadas, aí eu duvido muito…

Com uma Presidenta destas, estamos no sal grosso...

Com uma Presidenta destas, estamos no sal grosso…

O Rio de Janeiro está em estado de guerra contra a criminalidade perigosa desde que o Pangaré dos Pampas, que o diabo o tenha, soltou as feras na Cidade Maravilhosa para que forçassem os favelados a votar nele. NOTA – para quem é da “geração perdida”, esclareço: Pangaré dos Pampas foi o apelido que um jornalista, muito bom, aliás, colocou no caudilho sem-vergonha LEONEL BRIZOLA, vendido pelo PDT como herói brasileiro dos pampas. Tive sua filha em minha clínica e até ela descia o malho no pai e dizia que não sabia porquê o povo ainda votava no patife.

O Rio sempre perdeu a guerra contra o Crime Organizado porque a maioria de seus polititicas, com destaque para o casal Garotinho, SEMPRE estão mancomunados com os criminosos. Creio até que eles mesmos ou parte, são egressos das fileiras do PCC ou do COMANDO VERMELHO. Não se explica por nenhum meio que a Polícia, com todo  seu efetivo que supera em muito o número de criminosos escondidos no meio dos favelados, venha fracassando sempre na luta contra a bandidagem. Claro que estes contam com “O Direito dos Manos” e, também, com o miserável salário que é pago aos que arriscam suas vidas diariamente para defender a daqueles que não os respeitam. Fica fácil, então, corromper os mais fracos, os mais “espertos”, os mais gananciosos e os mais necesitados. Mesmo assim, a PM não perderia a guerra constantemente se seus comandantes, os Governadores, fossem sérios, honestos e dispostos a realmente livrar a cidade da praga que a adoece graças a Leonel Brizola. E digo isto porque vivi a transformação do Rio de Cidade Maravilhosa em Cidade dos Criminosos, quando Leonel raptou o Poder para ele e sua gangue. Foi terrível. Um dia eu conto tudo.

Para quem não conhece, eis aqui o finado LEONEL bRIZOLA, o maldito Pangaré dos Pampas.

Para quem não conhece, eis aqui o finado LEONEL bRIZOLA, o maldito Pangaré dos Pampas.

O RIDÍCULO desta história é que os fuzileiros foram humilhados e levados a prestar depoimento para esclarecer o tiro fatal. Eu defendo o Brasil e por isto defendo suas Forças Armadas. Se eu estivesse ainda alistado e fosse chamado para a palhaçada, com certeza o pau ia comer pra valer. Eu seria preso, mas não pela polícia civil e, muito menos, por “meganhas”, e, sim, pelas Forças Armadas, pois não estaria servindo a uma facção de bandidos engravatados nem aos “Direitos dos Manos”, mas à minha Pátria.

Os Polititicas estão errados se pensam que vão submeter um General ao ridículo a que submetem os pobres coronéis PM. Além disto, militar das formas armadas são treinados para MATAR, não para fazerem prisioneiros. Principalmente em território de guerrilha, como já é o caso nas favelas do Rio.

O que me cheira a patifaria e manobra escusa é esta grita dos favelados SEMPRE QUE UM BANDIDO É MORTO. Sei que, no Brasil, todo morto vira santo de saída. Mas nas favelas do Rio há santo sobrando. Nem na Igreja Católica os há tanto.

Qual a verdade oculta por trás destas faixas? Afinal, elas demonizam a Polícia. Quem teria interesse nisto?

Qual a verdade oculta por trás destas faixas? Afinal, elas demonizam a Polícia. Quem teria interesse nisto?

Os tais “trabalhadores” e as tais “trabalhadoras” que protestam em defesa do “santo morto” me cheira a manobra de guerrilha dos guerrilheiros do Crime Organizado. Até porque, não nos esqueçamos, as FARC passaram a ter trânsito livre em nosso território, graças ao Amor Desgraçado da Vovozona e sua gangue de bandidos do PTzão por eles. Há até reuniões e discussões a portas fechadas de membros do PTzão com bandidos internacionais da América do Sul e isto não sou eu que estou inventando, mas já foi notícia não somente na Folha, como em outros jornais brasileiros.

É preciso dar um basta nos “Direitos dos Manos”. E é sério. Também é preciso desmascarar os defensores dos “santos de favela”. Prendê-los e os obrigar a revelar o que se oculta por detrás de seus eternos protestos contra aqueles que tentam melhorar as miseráveis condições de suas vidas. Se isto não for feito, estaremos, a PM e as FORÇAS ARMADAS, enxugando gelo em dia quente.

Se os militares, treinados no Haiti, desconfiaram da dupla de “santos” que estavam zanzando como quem não quer nada, querendo, então é porque ali não havia somente fumaça, mas fogo mesmo. Qualquer retardado pode compreender que os bandidos TÊM SEUS OLHEIROS e estes, quando a chapa esquenta, são enviados para “sondar o terreno” e, se possível, estudar de perto as manobras dos “inimigos”.

As FARC são uma verdadeira Força Armada. Do mal, mas são. E como Força Armada, ela sabe de todas as manobras usadas em Guerra e, até, criam outras para adaptá-las à guerrilha urbana. Perguntem à Vovozona. Ela sabe...

As FARC são uma verdadeira Força Armada. Do mal, mas são. E como Força Armada, ela sabe de todas as manobras usadas em Guerra e, até, criam outras para adaptá-las à guerrilha urbana. Perguntem à Vovozona. Ela sabe…

Este tipo de manobra é comum entre guerrilheiros e militares de carreira. Também é comum entre os guerrilheiros usar os moradores do lugar que ocupam em manobras diversas, chantageando-os com ameaças a filhos ou outras pessoas afins e queridas pelas vítimas. E os “santos favelados” são treinados por guerrilheiros desde quando as FARC ainda não tinham o aval presidencial para agir livremente entre nós.

Amostra do interior da enorme mansão da Xuxa no Rio de Janeiro (1.700m2)

Amostra do interior da enorme mansão da Xuxa no Rio de Janeiro (1.700m2)

Os “santos” das favelas do Rio têm penetração em todos os lugres, mesmo nos fechadíssimos condomínios de luxo, como é o caso do condomínio onde mora a Xuxa. Não estou dizendo que ela esteja nas garras dos patifes, nada disto. Falo do condomínio onde mora. Certa vez, há alguns anos atrás, Garotinho ainda era o des-Governador do Rio, um general que morava em Copacabana deu a seguinte declaração na TV: “Se me puserem para caçar os criminosos, eu sei onde seus chefes moram e onde vivem. Em menos de 24 horas eu poria fim a tudo isto.” Indagado sobre o local de residência dos chefes dos criminosos, ele respondeu sem hesitar: “Aqui, em Copacabana, e no Leblom”. Vinte e quatro horas depois ele foi repreendido pelo Comandante Geral da Região, premido por Garotinho que se sentiu ofendido. Nota: o peste morava naquela região.

E por falar em bandido, vamos dar uma passadinha lá no Olimpo dos Larápios de Colarinho Branco? Pois não é que o teimoso José Genoíno continua a queda de braço com o STF, mais precisamente com JOAQUIM BARBOSA?

O sujeito, mesmo em “prisão domiciliar”, já mudou de residência três vezes. Que diabo de prisão é essa? Como nossa Lei é realmente “igual”, não é mesmo? Se um miserável Zé Ning se visse preso e, numa hipótese absurda, em regime domiciliar, não teria tal regalia. Iria piar fininho se ao menos mudasse de banheiro dentro de casa. É… No Brasil-il-il! a Lei é mesmo igual para todos os iguais…

Acorda Brasil.