Ele sempre vê a TV petiscando alguma coisa.

Ele sempre vê a TV petiscando alguma coisa.

Meu amigo olhava atentamente para a TV e ouvia as notícas matinais com toda atenção. Era tanta que ele se tinha esquecido do cachimbo na mão. Sentava-se em seu toco, que não dispensava, e apoiava o corpo nos cotovelos fincados nos joelhos. Eu gostava e gosto muito daquele velho amigo. Quem o conhece, não lhe dispensa a amizade. É meio arreliado e vez por outra sobe nas tamancas, mas não é chegado à violência. Fala mais do que faz, talvez por automatismo adquirido no tempo em que tinha sido escravo. Eu o observava com o canto dos olhos, interessado nas suas reações que eram claramente demonstradas nas expressões de sua face negra e enrugada, na medida em que as notícias eram dadas. Primeiro veio o indefctível necrológio global. Morreu afogado no rio tal; foi assassinado pela mãe com injeção letal na veia; sessenta ônibos queimados em São Paulo; arruaça na “comunidade” X, no Rio de Janeiro pela morte de um “trabalhador” honesto, pai de família, mas que à noite pintava o diabo com uma arma na mão, coisa que não é dito “nem a pau, Juvenal”. Principalmente se o “trabalhador” é freqüentador dos programas levado ao ar por alguém de uma das inúmeras minorias que,atualmente, mandam no Brasil (com exceção do PTzão, claro. Neste, há uma tremenda maioria de… Bom, é melhor deixar prá lá). 

"Bonitinnhos, mas ordinários" - bem se pode definir assim essa dupla de robôs Globais.

“Bonitinnhos, mas ordinários” – bem se pode definir assim essa dupla de robôs Globais.

A repórter dava, agora, com expresão circunspecta de neutralidade (ela não é besta de se mostrar alegre com o fato ou…) a notícia de que o coitadinho do Genoíno, que anda inchado de raiva, foi mandado de volta para a prisão. Mesmo gozando de muita regalia, como TV de plasma, comida especial, direito a visitas a qualquer hora, telefone celular e, mais, o terrível direito de continuar mandando e dando ordens a seus subalternos petistas, o “Insolência” não engole ter de agüentar 12 horas atrás das grades. Ele quer porque quer a liberdade total, para continuar metendo os pés pelas mãos à sombra do PTzão. Acontece que há um “maldito” negão que anda de turra com o danado. Vira e mexe e o peste manda o danado pra detrás das grades. E com isto o pobrezinho do Genoinozinho, que é branquinho, tadinho, não pode comer em companhia do LUlão Cachaça ou da Aloprada do Planalto. Não pode decidir como e quando meter a mão no melado; não pode indicar afilhados para os postos-chave de lugares onde eles possam sangrar o erarário público em benefício do PTzão,  que anda se ressentindo pra diabo da falta do dinheirinho sangrado que seus atuais presos não mais conseguem fazer como vinham fazendo. Claro que isto é apenas ilustrativo, pois mesmo atrás das grades em meio tempo, o Genoinozinho pode, sim, mandar que tal ou qual patifezinho assuma o controle de empresinhas como a PETROBRÁS ou um ministerinho como o a FAZENDA. Coisa de somenos…

"Vai tomar..." E foi assim, com o punho erguido numa ameaça velada, que ele foi retirado da peça bufa  do  PTzão... Ao menos do Primeiro Ato.

“Vai tomar…” E foi assim, com o punho erguido numa ameaça velada, que ele foi retirado da peça bufa do PTzão… Ao menos do Primeiro Ato.

O certo é que a queda de braço entre Genoinozinho e “Bat-Man” ainda está fazendo tremer a mesa do PTzão. Quem vai vencer? É lógico que o tadim do Genoinozinho, claro. O “Bat-Man” afirma que vai cair fora da liça antes do tempo legal para isto. Ou está com medo, ou já está de saco cheio de tanta patifaria. Qualquer que seja a motivação, ele vai-se mandar. Mas se pensa que vai ficar fora dos palcos da POLITITICA NACIONAL BRASILEIRA, tá muito enganado, moço. O PT mandou um cão de fila grudar em seu pé e este cão é feroz, nada menos que Cândido Vacarreza, um ginecologista que achou que a vagina doBrasil é muito mais lucrativa e menos trabalhosa que as das brasileiras trabalhadoras.

E dá uma grana preta…

Não adianta muito saber que um dos paus mandados do PTzão vai assumir a liderança quando o “Bat-Man” cair fora do Supremo. Genoinozinho não suporta ter sua arogância de Insolência humilhada desse jeito. Tadim, gente. Se os demais ladrõezinhos continuam roubando descaradamente, em que pese os esforços da PF, por que diabos implicar com o tadim do Genoinozinho? Eu acho que é o nome. Ele não se enquadar muito bem na quadrilha dos “inho” de colarinho branco. Só que seu dono descobriu que mamar na gata chamada Brasil é danado de gostoso e vai daí que fez e andou pro nome e mergulhou de cabeça na lama do Planalto e não quer sair de lá “nem a pau, Juvenal”.

Quando o necrológio acabou (dura quase 3/4 do tempo de duração do jornal), meu velho se voltou para mim e perguntou:

— Home, no Brasil num tem terrorismo, não?

Eu ia responder no automático, mas parei. Orozimbo não fazia pergunta à-toa.

— É o que dizem, mas eu não garanto — respondi, olhando-o desconfiado.

— Mas num é verdade, home. Óia só essa tar de Grobo. A danada põe munta gente pra fazê a apo… apo… cuma é mermo o nomezim qui vancê bota nos qui faze elogio de arguma coisa?

Pensei um pouco e respondi, rindo.

— Apologia.

— Isso mermo — disse ele sem se agastar. — a Grobo faz a apologia das ação dos bandido. E inté faz os brasilêro se condoê de um coisa isquisita, que já foi fotografado de fuzi nas mão,  quando trabaiava pros marginá.  E véve noticiando tudo o qui os bandido faiz. Mas é difirce ela dá uma notiça qui preste. É difirce a gente uvi arguma coisa que num seja dinigri o Brasil. Pru qui é qui ela faiz isso, home?

Os Orixás ficariam doidos  se alguém quisesse saber alguma coisa sobre a Caixa Preta da Polititica Nacional Brasileira.

Os Orixás ficariam doidos se alguém quisesse saber alguma coisa sobre a Caixa Preta da Polititica Nacional Brasileira.

 Taí uma pergunta que nem o Tarô nem os Búzios Africanos podem desvendar, meu velho. Mas numa coisa você está certíssimo: a Globo foi criada para noticiar o macabro e fazer a apologia do que não presta. Você, nem ninguém neste país, verá a Globo colocar em destaque e permanecer falando daquilo, algo que seja VERDADEIRAMENTE útil e de valor para nosso país, por mais de um minuto. A não ser, lógico, das novelas chinfrins e de seus artistas robotizados que são massacrados para fazer exatamente aquilo que fazem: caras e bocas. Dia e noite, a GLOBO só tem olhos e ouvidos para a desgaça e o terror que está presente no dia-a-da dos brasileiros, ainda que se negue de pés juntos que isto, aqui, não existe. Fora do tema terror às claras, A GLOBO não alcança outro assunto. Ela só fala de crimes, de ônibus queimados, de assalto a mão armada, de estupro, de filhas assassinas que mataram seus pais por ganância. Você só verá a notícia de polititicas pegados com a mão na botija. Se um POLÍTICO realmente está lutando por algo justo, como a eliminação  do instrumento de tortura criado pelo PSDB atraves de seu demônio FHC contra os Aposentados do INSS, ela jamais fará menção a isto.  Ela é como oURUBU que só se compraz com muita carniça. E o Brasil, pelo que entendo, é um grande monturo de lixo onde a GLOBO tudo faz para pescar as mesmas porcarias para levar ao ar.

Se isto não é terrorismo urbano, então, o que é?

Se isto não é terrorismo urbano, então, o que é?

— E apois — concordou Orozimbo acendendo novamente seu pito e dando uma grande baforada nele. — Qui adianta dizê qui aqui num tem terrorismo se tudo tá às crara com Grobo ou sem Grobo? Ela divia de procurá falá de otra coisa qui num fosse o qui os disgraçado dos bandido faiz. Ela só dá asas prus peste, né não? Véi num se alembra de tê uvido um repórte da Grobo falá bem dos sordado poliça. Nem no tempo do Cangaço eles era tão discriminado, home. O Brasil num é tão merda quanto a Grobo qué qui seja. Há munta gente boa, mermo entre os pulititica, cuma vancê chama os home de Pudê. 

— Óia só,  uma dia desses aí, véi uviu arguém falá qui há munta manobra safada do tar de PTzão, cuma vancê diz, qui num forum aprovada lá noPudê pruqui há ainda munto político qui luta de verdade contra elas…

— Não se engane, meu velho. Nenhum político faz nada que não seja visando o lucro par seu Partido. No Brasil quem manda de cabo a rabo são os partidos políticos. E os nanicos, como são chamados os que têm menos eleitores filiados a eles, são os que mais são venais. Precisam de qualquer migalha e, para isto, vendem seus apoios aos grandes, desde que recebem algum prêmio por isto. Quando um político se opõe a uma manobra de lesa-pátria que outro tenta fazer aprovar pelos demais…

— O qui é lesa-pátria? — Cortou ele.

— Um crime que prejudica não uma empresa nem um grupo de pessoas, mas prejudica principalmente os interesses do país. Os roubos e a dilapidação do dinheiro da PETROBRÁS foi um escandaloso crime de lesa-pátria e os patifes que o levaram a cabo deviam ser fuzilados e, não, presos com regalias para serem soltos dentro de no máximo 6 meses.

Mesmo atacado assim, ele não tomou vergonha.

Mesmo atacado assim, ele não tomou vergonha.

— E os bicho vão mermo sê sorto em seis meses? — Espantou-se Orozimbo.

— Claro! Eles são crias de gente como Fernando Collor e outros de tal estofo. Nunca serão mantidos atrás das grades e jamais devolverão a grana desviada.

Orozimbo coçou a carapinha, levantou-se e foi dar uma grande cusparada lá na grama. Depois, voltou, me olhou sério e dise:

— Véio vai imbora, num sabe? A tar de Grobo me infezô, mas vancê piorô meu infezamento. Inté mais tarde.

E lá se foi ele pisando duro. Fiquei rindo. Certamente ele dividiria o que tinha conversado comigo em sua roda de pretos-velhos…