Prêmio da Corrupção aos Mineiros. Que mais virá sobre nós depois desta desgraça chamada Copa?

Prêmio da Corrupção aos Mineiros. Que mais virá sobre nós depois desta desgraça chamada Copa?

Viaduto feito às pressas e com material de quinta categoria desaba sobre ônibus e caminhão e mata duas pessoas. Claro que isto “não é nada” em um país onde morrem aproximadamente 1.850 pessoas assassinads por dia. Duas vidinhas a mais ou a menos, que diferença faz? Para os coruptos que residem no Olimpo Brasileiro chamado Legislativo, NENHUMA.

Quanto terá lucrado a Cowan e os Políticos Petistas e não-petistas com a porcaria com que premiaram o povo mineiro? Alguém quer dar um palpite? A coisa funciona assim: o PARTIDO POLÍTICO está SEMPRE ávido por DINHEIRO. Seus êmulos (dedos inquietos da corrupção) entram em negociatas com cinco ou seis construtoras. Combinam com elas qual será a ganhadora de uma pantomima chamada Licitação Pública.

"E eu ainda vou ser eleito, podem crer..."

“E eu ainda vou ser eleito, podem crer…”

Os preços são, então, hiperfaturados (super é coisa do tempo do PSDB no Poder). Cada um dos atores do triste espetáculo POLITITICA leva uma parcela da “coleta pública” e uma das empresas corruptas, mas milionária às nossas custas, é escolhida como a atual vencedora (ela é aquela que mais dinheiro entregará ao dedinho ávido do PARTIDO POLÍTICO para que este o repasse aos cofres de Ali-babá).  A “vencedora por antecipação” contrata subempreteiras e a elas passa o trabalho duro de, com material de terceira e quinta categorias, construir às pressas alguma coisa “pra brasileiro boboca” ver. Ver e APLAUDIR, claro, pois polititica que é polititica não vive sem aplauso, nem que seja de sua claque cativa, os babaqueras que são filiados à Carvena do Ogro, o PARTIDO POLÍTICO.

E com o advento do “maior espetáculo de pouca vergonha chamada Copa do Mundo de Futebol”, onde só os cartolas saem lucrando e o país onde realizaram o “circo” sem pão fica a ver navios, o Brasil teve indigestão de obras podres que, de agora em diante, vão proporcionar-nos tristes espetáculos, inclusive com mais mortes, é claro.  Aeroportos inacabados continuarão por mais três décadas do mesmo modo; obras de infra-estrutura abandonadas também continuarão assim por anos e anos a fio. Educação indo para o vaso sanitário continuará em sua caminhada tétrica. Saúde no CTI permanecerá tal como está desde eras priscas. Tudo isto já prestou o devido serviço aos POLITICAS e deverão ficar assim, abandonados, até quando seja chegado o momento de serem retirados da cartola de algum partidão e recolocados no Palco da Vergonha do Brasil. Aí, então, novamente às carreiras e desorganizadamente (devidamente planejado, é claro) serão usadas como gato morto para que um Partidão bata com ele nas cabeças recém-coroadas  de “adversários” e, ainda por cima, servirem de bandeiras para a pantomima da eleição de “novos polititicas”, que na verdade são os mesmos pulhas de antes, com os mesmos discursos velhos e imundos dos tempos do ronca.

E você, alegremente, fará parte das mesmas peças velhas remontadas a cada quatro anos…

Que lástima, não é não?

"Meu senhor, quando a curra é inevitável, relaxa e goza. É isto que o brasileiro tem de fazer."

“Meu senhor, quando a curra é inevitável, relaxa e goza. É isto que o brasileiro tem de fazer.”

Tenho torcido para que o time do Brasil perca, toda vez que ele joga. Por que? Porque assim o povão burrão sairá da hipnose petralha e cairá na realidade do tremendo perigo que paira sobre sua cabeça: o dilema dicotômico: PT x RESTO (e é RESTO mesmo, no sentido de “o que está sobrando”). Se ainda não se notou, com a saída do BAT-MAN do Supremo, os filiados do petralhismo trataram de conceder liberdade aos patifes que logo, logo, virarão “heróis do povo”, ao gosto dos Socialistas enviesados sulamericanos. Mas a nação embriagada pelo “Circus” não percebe o que acontece à sorrelfa e sob seus narizes. O “Dia da Democracia dos Zé Nings” está bem aí, às portas de todos nós. E com toda a certeza, a maioria irá para as urnas alegre e sambando, embriagada de idiotice, se o time do Brasil vencer (e vencerá, custe o que custar). Desta vitória depende fudalmentalmente a prorrogação do Circo de Horrores Petralheiro e Vovozona tem de torcer com unhas e dentes (e muito dinheiro público desviado de hospitais, escolas e infra-estrutura) para que tal horror aconteça. Quando o capitão do timeco brasileiro erguer a taça, o PT terá dado o soco de nocaute no queixo do Brasil e jogara a todos nós na lona.

Que lástima!

Mas vamos que vamos, né não? E vamos cantando embriagdamente:

“Pra frente Brasil, Brasil,

Salve os babacões!”

AVÉ, ALOPRADA DO PLANALTO!