"Eu fiz a zorra! Eu quero a Zorra. E explico: é em desagravo ao grande herói que foi pro inferno por ter boas intenções com seu povo amado!"

“Eu fiz a zorra! Eu quero a Zorra. E explico: é em desagravo ao grande herói que foi pro inferno por ter boas intenções com seu povo amado!”

É, a coisa está ficando boa. Nâo sei quem foi a Noca, mas sei que quando nasci, em 1940, já se falava na talzinha. A coisa não devia ser muito boa na casa da tal Noca. O pau devia quebrar tanto entre seus moradores que terminou entrando para o folclore nordestino. Isto me lembra a casa de meu avô materno, onde minhas tias se engalfinhavam todos os santos dias. Era uma gritaria danada e vez por outra minha mãe, que era esquentada que nem pimenta malagueta, atracava os cabelos de alguma de suas irmãs e aé é que a zorra era danada. Bons tempos aqueles de 1947, em Teresina, Piauí… E não era somente em casa de meu avô materno, não. Na rua toda o pau comia e todas as casas eram casas de Noca.

E a Noca ficou na História.

E o pau comeu nja Casa de Noca. Até a vovozinha aqui entrou na gravata, ah, ah, ah!

E o pau comeu na Casa de Noca. Até a vovozinha aqui entrou na gravata, ah, ah, ah!

A ponto de restar o dito acima que se tornou até uma música nordestina. Ontem, a Casa de Noca estabeleceu-se no Congresso Nacional, mais precisamente na Casa Legislativa. Os senhores “insolências”, juntamente com os Políticos e Polititicas de mistura, se atritaram com os Zé Nings que tiveram tempo e coragem de comparecer para fiscalizar o golpe baixo que a Aloprada do Planalto tenta empurrar goela abaixo da Nação Brasilileira. Não que não houvesse mais gente interessada em participar do “Teatro Macabro dos Polititicas Brasileiros”. É que somente 50 entre os mais de 200 que pretendiam estar presentes foram autorizados a entrar (e dizem que aquela é a casa do povo. Resta saber a que povo eles se referem…).

"Não, senhores! Nada de os mandar para cá! Eu gosto muito do rico dinheiro de vocês, mas deles? Jamais! Quem pariu Mateus que o agüente, ora essa!"

“Não, senhores! Nada de os mandar para cá! Eu gosto muito do rico dinheiro de vocês, mas deles? Jamais! Quem pariu Mateus que o agüente, ora essa!”

Os cinqüentinha berravam a plenos pulmões: “FORA PT! VAI PRA CUBA! PT LADRÃO!”. Não diziam mais que a verdade, mas os que ali estavam eram filiados ao PSDB na quase totalidade, logo, havia envolvimento político na manifestação e resta saber até onde o PSDB manobrou para que somente aqueles cinqüentinha pudessem estar lá, fazendo claque subliminar para seus acólitos. A coisa fica mais dúbia porque os PSDBISTAS E PMDEBISTAS mais alguns outros a eles associados logo subiram até onde estavam os manifestantes e se puseram “patrioticamente” a seu lado, defendendo-os contra a truculência dos seguranças da Câmara. Empurra-empurra, socos no vazio, mulher de mais de setenta anos engravatada por um braço troncudo de um segurança autômato e vai por aí.

A Aloprada do Planalto quer o AVAL DO POVO através de seus dúbios representantes, para burlar a Lei e se safar das patifarias que andou comentendo nos quatro anos anteriores. Os malabarismos contábeis e econômicos devem passar custe o que custar para que o terninho, agora azul, da Presidenta, não se manche com a sujeira dos desmandos de seus quatro anos anteriores.
A base petralha e aliados querem que a sujeira seja aprovada para safar a dondoca palaciana de se ver enroalda mais ainda nas facaltruas do escândalo dos petrodólares (ficou até bonito, né não?) e daquela maldita história de Passadena, onde o rabo da dita cuja está preso, ainda que ela rebole como pode para ver se o arranca dali. É preciso ir em frente e dar de ombros para o que passou. O que foi feito foi feito e está acabado. Desculpe, gente, mas vamos em frrente que há muuuuuiiiiittttttooooo que se roubar, ainda, nos cofres tanto da PETRÔ quanto no Erário Público. Afinal, o dinheiro é público, logo, também é dos petralhas. Quem pode afirmar o contrário?

Continua em http://lavsiro1.wix.com/pensando-bem..