"Sossega, cara. Eu não vou passar pelo vexame que você amargou. Sou mais esperta e meu partido é quem manda neste paízinho de..."

“Sossega, cara. Eu não vou passar pelo vexame que você amargou. Sou mais esperta e meu partido é quem manda neste paízinho de…”

Às 23 horas eu desisti de continuar “dependurado” no telão de minha TVzona. O sono, que sempre me chega às 22 h impreterivelmente, me fazia cabecear descontroladamente. Joguei a toalha. Estava entupido de palhaçada, de lenga-lenga, de irritante escárneo dos polititicas contra toda a Nação Brasileira. Havia os que não tinham conseguido mais 4 anos para continuar se cevando e, como é sabido, perdedor não perdoa. Vai à forra. Havia os que não podiam deixar escapar os R$ 748.000,00 da tão desesperadamente desejada verba destinada a Emendas Parlamentares. Como todo o Brasil devia saber, no “brasil” petralha e de colarinho branco, esta verba termina, sempre, carreando no mínimo 10% (dez por cento) para os cofres de cada parlamentar. Ou seja, cada um abocanha nada menos que R$ 74.800,00 extras. Não é de se largar um petisco destes, num país de ladrões, né não?

Ainda bem que não assisti à Derrota do Brasil e à alegria do “brasil” petralhista. Este, logo, logo, vai estar desesperado, de chapéu nas mãos, mendigando favores até a urubu, confundindo este carniceiro com papagaio. E urubu é o que não falta lá entre os Insolências…
E nós, como ficamos?
Ficamos, logicamente, entregues às mãos gulosas de vereadores, prefeitos, deputados estaduais e governadores que vão voar doidos para bicar o que der, diante de suas mãos insaciáveis. Esperem e verão.