É, o negócio é assistir de camarote. De preferência bem longe do palco fétido...

É, o negócio é assistir de camarote. De preferência bem longe do palco fétido…

Os “santinhos do pau oco” encontraram um lugar no rio de lama em que foram mexer onde não há vau para eles. Pensavam em somente bater nas Forças Armadas. Expor ao mundo uma corporação malvada, cruel, assassina, pior que o Estado Islâmico e conseguir, com isto, voltar contra os fardados brasileiros o ódio acéfalo dos que, aqui no Brasil, nem tinham ainda nascido quando tudo aconteceu por culpa dos “inocentes” mesmos; no exterior, esperavam contar com o apoio dos socialistas, dos comunistas, dos esquerdistas, dos bandidistas, dos “patifistas”, dos “perdidistas”, enfim da quadrilha toda dos “istas” de esquerda e vai por aí a fora. Mas o feitiço virou contra o feiticeiro. Agora, vozes começam a exigir que o Brasil vá adiante na investigação dos crimes cometidos durante a tão execrada Tirania Militar e também investigue e exponha ao mundo os crimes que eles, os “coitadinhos” daquela época (e que agora mandam e desmandam no nosso país e afundam a PETROBRÁS) sejam também investigados, expostos a público e punidos. Só assim, dizem aquelas vozes estrangeiras, o Brasil poderá dizer que realmente é um país justo e Democrático. 

E agora, José? Como diziam meus avós: “Quem com muitas pedras bole, uma lhe dá na cabeça”. A Aloprada e sua gangue de “vinditeiros” já começam a achar que não foi uma boa idéia ir com tanta sede ao pote de m…

"Eu vou pra detrás das grades, mas vou botar a boca no trombone e soprar com toda a força de meus pulmões. Os polititicas que se cuidem!"

“Eu vou pra detrás das grades, mas vou botar a boca no trombone e soprar com toda a força de meus pulmões. Os polititicas que se cuidem!”

A Lei da Anistia, que tinha como objetivo salvar o lombo de torturadores e violentos de ambos os lados, está, agora, na balança. O ativista chileno José Miguel Vivanco, Diretor Executivo da ONG Organização dos Direitos Humanos, entrou na liça contra o “caolhismo” da CV (Comissão da Verdade).

Dizem que “a vingança é um prato que se come frio“, mas eu já disse aqui que este prato jamais devia ser comido. Nem mesmo provado. Mas parece que a turma da velha guarda não entende a coisa assim. Vivem ainda na Lei de Talião: dente por dente, olho por olho. E por serem míopes não vêem o que os hebreus andam sofrendo desde mesmo antes da vinda de J.C. até eles, justamente porque não arredam pé da Vingança a qualquer custo. Agora, como mostrar o olho podre ao Brasil e ao Mundo? E vamos rebolar em busca de uma escapada estratégica. Afinal, quem tem de ser sujado e execrado são as Forças Armadas do Brasil, não os revoltosinhos, coitadinhos. Estes, somente agiram no fogo da juventude enganada. Mataram? Claro que sim, mas somente para escapar das masmorras dos demoníacos milicos brasileiros. Qualquer um, se vivesse naqueles dias, também teria matado para se defender. Algum inocente foi pras cucuia por balas disparadas por eles? Que lástima, mas foram balas perdidas, disparadas no sufoco da fuga apavorada e não podem ser levadas em conta. Alguns morreram em ataques súbitos e desorganizados? Ora, foi puro acidente e eles pedem encarecidamente o perdão dos parentes chorões. Sim, chorões, pois, afinal, o incidente sem importância ocorreu num passado tão distante… Para que mexer com o que está quieto? Com o que já passou e não tem mais remédio? E blá-blá-blá… blá-blá-blá… blá-blá-blá. Já os milicos, não. Os milicos foram demônios infernais que viveram para perseguir e torturar os santos defensores do Santíssimo Comunismo Russo e Cubano. Foram e são demônios que só pensam em torturar, em sufocar pensamentos divergentes daquele do servilismo à tirania norte-americana etc, etc, etc…

Este é o Chavez "danado". Ele não é aquele...

Este é o Chavez o “danado”. Ele não é aquele…

Vivanco não deve ser bem-visto por nossas bandas petralhistas, já que chegou a ser expulso da Venezuela por ter batido de frente com um dos heróis dos petralhas ativos de nosso pobre país: Chavez, o Danado (CUIDADO! Não confundir com o Chaves do seriado que é amado pelo mundo todo).

A Corte Interamericana de Direitos Humanos já havia sentenciado o Brasil a investigar crimes da época da assim propalada “Ditadura Militar”, punindo seus autores para confirmar que o Direito evoluiu e que a impunidade é inaceitável. Coitadinho do pessoal dos Direitos Humanos Interamericano, gente. São tão inocentes! Como exigir que os bandos entronados por nossos votos irresponsáveis se punam a si mesmos? Mas nunquinha, Mané! Já imaginou o “herói nacional Lulaça Cachaça” pondo a mão no coração e bradando com aquela voz de bebum: “Eu confesso: sou culpado!” Desde quando um plebeu que provou do melado do Dinheiro Público à granel vai se queimar diante da nação que lhe deu todo aval pra deitar e rolar? Nunquinha, Mané!

Este é o Chaves, o Amado.

Este é o Chaves, o Amado.

Os “santinhos daqui” copiaram “in totum” os procedimentos do Chile, da Argentina e do Peru, onde a investigação também foi caolha. Por que só aos daqui se exige que se entreguem de bandeja à punição merecida? Eu, hein! Vade retro Satanás!

Só que Chile e Peru consertaram suas investigações e suas CV e puseram a nu a patifaria de ambos os lados, levando a julgamento os criminosos de ambas as partes. Ao menos é o que diz a Imprensa, pois eu não estive em nenhum desses dois países nem vivi os dramas de seus povos. Só posso ecoar o que diz a Imprensa informativa supostamente séria. E digo supostamente porque entre nós, até prova cabal e inquestionável em contrário (coisa que jamais aconteceu desde que Pindorama virou Brasil), todos são mentirosos e falsos até à medula dos ossos.

"Vai tomar no...! Vê se me esquece, diabo!"

“Vai tomar no…! Vê se me esquece, diabo!”

Mas uma investigação séria, que aponte as responsabilidades dos “deuses de pés de lama” que estão no Poder Brasileiro, como a Aloprada do Planalto, ou o Presidente do Senado Federal, ou, ainda, o Presidente do Legislativo (sem mencionar os 40 ministraços do Des-Governo da Aloprada), terminará em punição para eles? D U V I D O! Haja vista o que vem acontecendo com os envolvidos no MENSALÃO PETISTA (Falta levantar a lama dos demais mensalões – PMDBISTA, DEMISTA, PPISTA etc, etc, etc…). Eles querem e berram até ficar roucos que os milicos “cruéis e desumanos” sejam punidos exemplarmente, mas jamais, em tempo algum, pedem que eles também sejam levados às barras da Justiça, que, aqui no Brasil, é boazinha, boazinha com eles, temos de admitir.

"Ih! Apelou feio. E é um Presidente do Legislativo brasileiro? Ainda bem que não nasci lá!"

“Ih! Apelou feio. E é o Presidente do Senado brasileiro? Ainda bem que não nasci lá!”

Mesmo tendo uma Justiça sem máscara nos olhos e que, por isto mesmo, sempre é favorável e adoça até o infinito as penas para os mensaleiros de quaisquer partidos políticos, todos os Ladrões de Colarinho Branco “e criminosos do passado” não querem nem sonhar em ficar um diazinho sequer dentro de um quadrado de cinco por quatro, defecando de cócoras e tomando banho frio em banheiro sem paredes. Mesmo que tenham todas as regalias que a outros brasileiros da camada dos Zé Nings são furiosamente negados, eles não podem suportar tamanha desdita. Os tadinhos até perdem peso e têm pico de pressão alta! Envelhecem numa rapidez espantosa, tadinhos. Até mesmo porque não foram fabricados para ver o Sol nascer quadrado. Por isto, vivem da suposta cadeia para o quarto refrigerado de um hospital e deste, para a “cela” todo dia. Passeio e mais passeio às nossas custas! Não é uma gracinha?

E apois, como diria meu velho amigo Orozimbo. Nós estamos no palco para o Mundo nos Ver e nos aplaudir ou vaiar. Mas lembremos a todos que ainda é válida a sentença do Rei dos Reis:

“Atire a primeira pedra aquele que nunca pecou”.