Quem viver, verá... Ou o naufrágio do "brasil", ou a vitória do Povo Brasileiro.

Quem viver, verá… Ou o naufrágio do “brasil”, ou a vitória do Povo Brasileiro.

Ainda há “inocentes” que defendem a camisa vermelha com a estrela solitária do PT. Gente que não tem olhos de ver nem ouvidos de ouvir. Mas, além destes, há os que, pegados pela PF com a boca na botija e a mão no melado, tentam, desesperadamente, estabelecer uma guerra pessoal contra os que, chamados às pressas pela Aloprada do Planalto para colocar ordem na bagunça que ela, manipulada pelos PETRALHAS, fez em tudo o que prestava no nosso País, se esforçam para encontrar uma frincha que lhes permita não deixar que o transatlântico chamado Brasil faça água. A Peste conseguiu ir além dos desmandos PMDEBISTAS, quando FHC e quadrilheiros de sua turma bagunçavam nossa Nação.

Entre os que tentam manobras de herói a favor do povão que trai há muitos anos de modo descarado, encontra-se ninguém mais que Renanzinho. Aquele que tem os fundilhos colado na Cadeira de Presidente do Senado Federal e que, de há muito, faz parte do grupo de larápios tratados com incompreensível “ternura” pela Mídia com diminutivos carinhosos. Em outras palavras: a imensa quadrilha dos “inhos”.

"Eu acuso o Governo Petista de estar querendo sabotar o PMDB!"

“Eu acuso o Governo Petista de estar querendo sabotar o PMDB!”

Olhando do alto a História do PT não há como não recordar a saga do Cavaleiro de Triste Figura. Os cabeças petralheiros sofrem de ataque de ilusões megalomaníacas, tal e qual a personagem de Cervantes. Em uma coisa única não erram: o Pote do Melado Nacional. Onde quer que haja daquele mel, lá vão eles secos por meter a mão ali e sugar o mais que possam. A PETROBRÁS é somente um dos depositários do Melado Nacional.

"Pega leve, meu Deus. Eu juro que não queria me envolver com o PT, mas não deu. Não sou culpada de nada, juro!"

“Pega leve, meu Deus. Eu juro que não queria me envolver com o PT, mas não deu. Não sou culpada de nada, juro!”

Entretanto, ficou cabalmente comprovado que não são somente os petralheiros que se danam buscando meios escusos de nos furtar o mel que produzimos com muito suor. As grandes empreiteiras, quem diria, estão nesta sugação há muito tempo. Antes mesmo de a República ser proclamada. É lógico que os “civis” empreiteiros, agora que o cinco arrocha, vão ficar sozinhos, ainda que tenham trabalhado junto com a gangue dos “inhos”. Os membros desta, estão mais é querendo encontrar um meio de se safar ileso ou, no máximo, apenas arranhado.

Mas não vai dar. Os Zé Nings estão despertos, graças ao solavanco que a Aloprada do Planalto e seu Mentor, o Cabeção do Petralhismo, deram no Transatlântico Brasil. Agora, quando, desesperada, ela manda às favas toda a doutrina ineficiente do Socialismo-Imperialista-e-Corrupto, e pede socorro a qualquer um, independente de que filosofia seja, até mesmo daqueles egressos do pensar Mercadológico Globalizante e Neoliberalista, Renanzinho trata de dificultar ao máximo que as medidas – amaríssimas, por sinal – sugeridas pelos socorristas consigam passar além de sua mesa. Não interessa a ele, a Nação Brasileira. Interessa-lhe seu EGO inflado. Interessa sua percepção de si distorcida, que o faz crer que ele é um distinto herói nacional brasileiro. Por que não? O Zé Dirceu não é isto?

"Estão pensando que vou estelar sozinho esta peça sacana? Pois sim!"

“Estão pensando que vou estrelar sozinho esta peça sacana? Pois sim! O pote de merda é deste tamanho”

Posudo, arrogante, tentando maliciosamente aparentar estar ao lado do Zé Povão, Renanzinho barra uma das principais medidas para o Ajuste Fiscal (que vai cair como látego no lombo magro dos Zé Nings, agora acordados e saltando de banda como podem, encostando as costas na parede e abanando as mãos à frente do corpo aos berros de “sai pra lá linguiça!”) porque, alega, o documento, uma Medida Provisória, fere qualquer coisa no emaranhado de rapapés criados para tramitar seja o que seja na Casa Legislativa. Bom, quem ficou aliviado por um tempinho a mais foram os empresários, sobre quem cairá, um pouco mais tarde, o peso do aumento de impostos.

"Tá falando mal de mim? Faz isto, faz isto. Fale mal, mas fale de mim!"

“Tá falando mal de mim? Faz isto, faz isto. Fale mal, mas fale de mim!”

Não adianta, “pelintrazinho”. O Procurador da República já pediu investigação sobre seu passado inconfessado. Agora, saltar, pular, gingar e macaquear possivelmente não vai adiantar, pois os mares não estão para peixe graúdo e você é um, daquele tamanho. Mesmo que você consiga safar-se acobertado pelas togas de alguns Togados Vendidos (Teori Zavascki entre eles), os Zé Nings vão-lhe dar o castigo que merece: você não será reeleito, com certeza. E sabe por que? Porque a tal Reforma Política, sempre sacada como bandeira salvadora dos” patifalhos” (= patifes em frangalhos) de todos os partidos polititicas, agora tem de ser aprovada. E tem de vir bem clara, para não ter brechas por onde os escorregadios membros da quadrilha dos “zinhos” se escafedem. Como acontece, hoje. Você, “pelintrazinho”, tenta criar uma cortina de fumaça numa suposta briga entre PT e PMDB com suas implicâncias com as medidas sugeridas por aqueles a quem a Aloprada do Planalto pediu socorro. Esta peça bufa, que vem sendo apresentada no Poder Brasileiro há tanto tempo, talvez desde quando o Diabo era bebê, já não mais é agüentada pelo nosso povo.

"Não me metam neste saco de gatos. Eu sou salvo! Sangue de Cristo tem poder e vai me tirar do sufoco, garanto!"

“Não me metam neste saco de gatos. Eu sou salvo! Sangue de Cristo tem poder e vai me tirar do sufoco, garanto!”

Nada pode ser mais maligno para um País que a perda de sua credibilidade internacional. Pois bem, a Aloprada do Planalto conseguiu nos envergonhar internacionalmente. Nâo fez isto sozinha, temos de reconhecer. Sua burrice não chega a tanto poder. Mas por detrás dela, ao seu redor e sob seus pés estão os aloprados petralhas. Estes, sim, ferraram com o esquema de ladroagem bem bolado há tanto tempo. E ferraram tão bem ferrado que nós perdemos nossa credibilidade diante dos investidores internacionais. Com isto, fomos mais atolados ainda, rumo a uma esculhambação nacional que é de meter medo. E Renanzinho está-se esforçando para que a queda seja mais rápida e mais desastrosa. Ele não vai brigar em defesa de si mesmo, que já percebeu ser uma batalha perdida (a não ser que ainda esteja embriagado com o sonho de que vai sair ileso como saíram os Marajás do Maranhão, os Sarneys). Mas vai brigar para fazer que todos paguemos por seu castigo. Não quer sofrer sozinho. Ah, maldito espírito de solidariedade, não é não?

"PETROBRÁS? Nã, nã, nã, não! Nunca mais!"

“PETROBRÁS? Nã, nã, nã, não! Nunca mais!”

A PETROBRÁS é vista internacionalmente como uma empresa com alto risco de dar calote em seus investidores. Nada afasta mais um investidor que a ameaça de perda de seu rico dinheirinho. Zé Ning ou não, ninguém quer perder o vil metal.

Estamos vendo até onde a falta de Moral, a falta de Ética, a falta de Dignidade, a falta de Patriotismo e a falta de Honradez podem levar uma Nação. Nosso Transatlântico chamado Brasil mostra ao mundo até onde. E continua adernando mais perigosamente, para mostrar que “este buraco é mais embaixo”.

"E eu não fiz isto tudo sozinha, não."

“E eu não fiz isto tudo sozinha, não.”

Por que o “socialismo capitalista de Estado” se esboroa entre nós? Simples: o modelo que o “brasil” petralha escolheu é um aleijão político sem precedentes. Uma colcha de retalho. Não há objetivo, não há metas definidas. Há desejos individuais, secundados por poderes partidários e de gangues que só visam levar vantagem em tudo. Há populismo exagerado, desenfreado; há clientelismo crônico, que, atualmente, virou doença grave; há a prática de compadrio vergonhoso até os extremos do limite suportável por qualquer nação. E há o câncer maligníssimo da Corrupção em todas as áreas fundamentais de quaisquer nações do mundo: a Área da Educação; a Área da Saúde; a Área da Segurança Nacional; a Área da Segurança Pública; a Área da Infra-estrutura e a Área da Economia e Finanças. 

O "Escovão de Virilha" está com o rabo preso no petrolão. De que partido ele é? Hein? Hein?

O “Escovão de Virilha” está com o rabo preso no petrolão. De que partido ele é? Hein? Hein?

A briga contra os corruptos, agora, vai ficar muito mais atraente para nós, Zé Nings. Os protagonistas dos capítulos quentes vão ou não vão ser expostos pelo Togado do Supremo? Ele não está nada confortável. Ou fica ao lado da JUSTIÇA ou fica ao lado dos LADRÕES. Mas se optar pela segunda alternativa, apenas retardará o que já é quase totalmente do conhecimento público, pois a IMPRENSA, a única força popular que realmente persegue a patifaria de perto, como cão perdigueiro, já revelou grande parte destes anti-heróis de nossa história podre.

Ah, que peninha para os petralhas não terem podido fazer a “regulação da Imprensa” a tempo…