Corrigido em alguns trechos.

PENSANDO BEM...

Como Jesus falou com o Pai enquanto estava no escuro, sobre o topo de um morro que se acreditava assombrado pelo diabo? Ninguém sabe.Pacífico, sim. Covarde, jamais.

Um mês se passara desde que Yehoshua impedira que seus dois irmãos fossem mortos pelos mongóis nômades. Agora, ele viajava em companhia de seus três discípulos. Iam numa carroça, puxada por quatro belos cavalos, direto para uma das aldeias mais violentas entre os celtas e que ficava próxima do território dominado pelos germanos, outro povo guerreiro e conquistador. Uma batalha sangrenta estava a ponto de se estabelecer entre os dois povos. A manhã era fria e uma bruma preguiçosa se estendia por entre as grandes árvores de copas altas e densas. Issa cantava baixinho enquanto se entretinha em trançar uma corda com finos fios de lã de carneiro. Olhando-o trabalhar absorto naquela tarefa cansativa e meticulosa, Primus e Atonchau cochichavam sobre o desperdício de tempo de Issa. O Mestre, que não os ouvia, cantarolava sua canção em idioma desconhecido pelos dois.

Ver o post original 3.604 mais palavras