"Nós quebramos o país. Vai fazer o quê, Mané?"

“Nós quebramos o país. Vai fazer o quê, Mané?”

É isto aí. Acredite quem puder. Numa população de 220.000.000 de pessoas, só 9,2 milhões vão levar todos a ficar de pires nas mãos. Mesmo que você faça um esforço titânico, gigantesco, não vai conseguir chegar à catástrofe aonde chegaram os PSDBISTAS e os PETRALHISTAS sobre nós, os criminosos vivos do “brasil” e considerados por FHC “vagabundos da nação”.

O aumento para os que ganham um salário mínimo será de 7,71 e para os desgraçados que ganham acima disto, 5,3.  Ou seja: 2,41% é a diferença que os PETRALHAS E BPSDBANDALHAS afirmam que vão dar um rombo de 11 bilhões no Erário Público e vão afundar o País dos coitadinhos riquinhos safadinhos e bandidinhos.

Ele tem toda razão de rir de deboche de toda a Nação de Coitadinhos.

Ele tem toda razão de rir de deboche de toda a Nação de Coitadinhos.

É demais, gente. É imoral. É insultuoso. É pior que as pedaladas da Dilma. No entanto, ao aprovar a ridícula “Reforma Política”, os senhores Polititicas não tiveram pejo em incluir na tal reforma o cano por onde continuará escorrendo para seus bolsos traidores do país o Dinheiro Público. E este cano se chama doação empresarial para campanhas políticas. Na “Reforma Política” fica determinado que uma empresa PODE, SIM, doar nada menos que R$ 20.000.000,00 (vinte milhões) a partidos políticos (ou seja, os tesoureiros dos partidos vão continuar acachapando os empresários brasileiros, agora, amparados por Lei). E isto sem levar em conta a absurda reserva de numerário sacramentado no imoral Fundo Partidário Público. Este fundo recebe, limpinho, limpinho, nada menos que 867 MILHÕES DE REAIS (R$ 867.000.000,00) para entregar aos caixas dos Partidos Polititicas do “brasil” (NOTA: polis = cidade; titica = merda. Polititica = a merda das cidades e do país).

Nós padecemos em filas indecentes. Os Polititicas fazem "puxadinho" no Senado Federal para mais comodidades além das imorais que já possuem. Expliquem, se puderem.

Nós padecemos em filas indecentes. Os Polititicas fazem “puxadinho” no Senado Federal para mais comodidades além das imorais que já possuem. Expliquem, se puderem.

Nós não temos força política para batalhar contra os polititicas que decidem o que querem sobre nosso final de vida. Não é verdade. Temos a arma do voto. Somos, ao todo, 16 milhões e mais alguns. É um poder muito grande em nossas mãos. Mas falta-nos UNIÃO. Que é que adianta nos unirmos em Federações se estas não contam com a BASE POLÍTICA DOS APOSENTADOS para se fazer presente em massa no Congresso Nacional? Para lá vão alguns abnegados velhinhos que os polititicas olham com desprezo. No entanto, se ao menos um terço dos dezesseis milhões que somos comparecesse em massa ao Congresso Nacional, chamando para cobertura do movimento toda a Imprensa Internacional e colocando em jornais de grande circulação (nós pagamos uma fortuna às tais agremiações de aposentados) desmentidos sistemáticos às balelas des-governamentais não estaríamos sendo tangidos para a vala da mendicância como estamos.

Mas o que fazem as Associações de Aposentados e Pensionistas do INSS? Com o dinheiro que arrecadam, como acontece aqui em Goiânia – Goiás, programam viagens de férias pelo Nordeste brasileiro e por outras cidades turísticas. Ou, pior, programam  viagens de férias para gastança no exterior. Quantos aposentados do INSS podem dispor de dólares ou euros para deixar lá fora? Só os que se aposentaram também pela caixinha dos Advogados ou têm aposentadoria (antiga) federal ou estadual. Os coitados do INSS entram com sua contribuição para os demais “se divertirem”.

Explica, Dilma, esta quantidade imoral de ministérios e os gastos sigilosos nos Cartões Corporativos.

Explica, Dilma, esta quantidade imoral de ministérios e os gastos sigilosos nos Cartões Corporativos.

Isto está errado. É imoral. Nosso dinheiro devia ser todo empregado num esforço conjunto para espremer os desgovernos de todos os partidos eleitos depois do maldito FHC contra a parede e obrigá-los a serem justos conosco. Não aprovamos dependurarem às nossas custas os que jamais pagaram um centavo de Seguro Social, tanto quanto não aprovamos a Dilma criar 30 Ministérios para distribuir a polititicas, os quais, por sua vez, fazem deles cabides de emprego para manter o eterno voto de cabresto e o maldito toma-lá-dá-cá que nunca se acaba neste país de sem-vergonhas.

São estas “benesses políticas” associadas a uma centena de outras que afundam o país, e não o Seguro Social que todos os que trabalharam duramente juntaram no INSS para contar com uma aposentadoria digna. O Congresso Nacional pesa em nossos ombros com R$ 8.000.000.000,00 (oito bilhões de reais) POR ANO. E os congressistas são 81 senadores e 513 deputados. E aí eu pergunto:

E SOMOS NÓS, OS APOSENTADOS QUE GANHAMOS ACIMA DE UM SALÁRIO MÍNIMO QUE VAMOS QUEBRAR O BRASIL?

O Cartão da Pouca Vergonha. As despesas daqui não contam na quebradeira do Brasil.

O Cartão da Pouca Vergonha. As despesas daqui não contam na quebradeira do Brasil.

Não há informação sobre a despesa total com todos os Ministérios para compadrios polititicas, por isto não posso informar a respeito. Mas há informação em todas as grandes revistas de circulação nacional sobre os GASTOS SIGILOSOS com os malditos CARTÕES CORPARATIVOS criados para roubar descaradamente o Erário Público. A ISTOÉ Independente, edição 2318, de 25/04/2014 (na Internet) nos mostra que os gastos são astronômicos. No entanto, só uma pequena parcela é divulgada e esta pequena parcela é de estarrecer.

E SOMOS NÓS OS APOSENTADOS QUE GANHAMOS ACIMA DE UM SALÁRIO MÍNIMO QUE VAMOS QUEBRAR O BRASIL?

Quem é o VERDADEIRO POLÍTICO QUE DENUNCIARÁ À NAÇÃO ESTA LADROAGEM SEM LIMITES? Nem Moro consegue frear a ladroagem Institucionalizada Brasileira. Vai dar um sacolejo digno de nota na que estava comendo nossa Saúde, Educação Escolar, Segurança Pública, Infra-Estrutura etc…, mas eles vão continuar a nos impor a roubalheira e, pior, vão pugnar para, através de REFORMAS POLÍTICAS FAJUTAS, institucionalizá-las como acabam de fazer com a torneira da roubalheira sob o título de “doação empresarial”.

EMPRESA NÃO DOA DINHEIRO. Empresa faz investimento de verba. Empresa quer e necessita de LUCRO. É insultuosa esta Reforma de Mentirinha com vistas tão só a salvar o cano por onde continuará escorrendo nosso dinheiro para bancos estrangeiros através de falsas doações empresariais.

QUEM É QUE, DENTRE OS SENHORES DEPUTADOS E SENADORES SE HABILITA A NOS EXPLICAR ESTA IMORALIDADE?

O Brasil está à espera. E como espera, afff!