"Vencemos! O STF foi ótimo. Vamos enrolar, enrolar, enrolar...!"

“Vencemos! O STF foi ótimo. Vamos enrolar, enrolar, enrolar…!”

Peraí, eu não sou PSDBISTA nem a pau. Também sei que o maior elã dos de Colarinhos Brancos do PSDB é derrubar a Doidona do Alvorada daquela cadeirinha em que todo “bom” polititica se contorce de desejo de colocar ali seu vetusto rabo, levando consigo, a reboque, a camarilha partidária, pois tão logo consiga isto, fazendo uma barulheira maior que a que o Cunhão vem fazendo, logo, logo, voltarão a remontar o esquema de subtração da bufunfa pública (que é isto só na hora da arrecadação, é necessário que se frise), como era feito desde quando o Furioso chegou lá. A briga de cachorro grande foi cair no colo dos Togados do STF e não deu outra: houve um racha. Uma togada, Maria Thereza Moura, não quer entrar na briga entre Câmara (leia-se Cunhão) e Senado (leia-se Renanzinho). Se se der o que o Cunhão anseia por conseguir, que é derrubar da Cadeira Quente a Doidona do Alvoradao Brasil pode virar de cabeça para baixo, pois os CUTENSIS estão sendo estimulados por um retardado mental e atrasado no tempo, a sair por aí, Colt.45 em punho, atirando pra todo lado. Eles só não estão contando é com a reação das Forças Armadas…

 

"Fiz uma jogada de mestre, não foi não? Me aplaudam, por favor!"

“Fiz uma jogada de mestre, não foi não? Me aplaudam, por favor!”

Fux deu uma de João Sem Braço e pediu tempo para estudar o processo de cassação da Dilma. Como ele tem amores reprimidos pelo PTralhismo e considerando o futuro nebuloso que nos ameaça com ventania e trovoada, com toda a certeza vai ficar estudando… estudando… estudando… até findar os quatro anos do segundo mandato. Neste meio tempo, numa jogada de mestre, Luis Roberto Barroso, Ministro do STF, decidiu que o julgamento das “pedaladas fiscais” da Doidona do Alvorada deve ser votado em sessão conjunto do Congresso Nacional. Danou-se! Ele simplesmente mandou que Cunhão Raivoso e Renanzinho Escaposo fiquem cara a cara para decidir o que cada qual defende com sinal contrário, ou seja, um quer derrubar a Doidona do Alvorada; o outro quer que ela permaneça lá até o final dos quatro anos. Nenhum dos dois leva em conta o Brasil, apenas seus enormes Egos que só desinflam um tiquinho assim quando a P.F. ameaça roer seus calos. 

No entanto, longe da esculhambação lá de cima, A Lava a Jato vem que vem danada. Vai pegando arraia miúda que não é brincadeira. Até um vereadorzinho paulista, lá do interior, foi em cana porque, tadinho, foi pegado com a boca no melado. Quem mandou?

"Eu vou voltar a sentar bem ali, cumpãeiros. E tudo volta a como era e tem de continuar sendo. A PETRÔ é nossa e ninguém tasca!"

“Eu vou voltar a sentar bem ali, cumpãeiros. E tudo volta a como era e tem de continuar sendo. A PETRÔ é nossa e ninguém tasca!”

E como se não bastasse, avança com tenacidade em busca dos calcanhares do Lulaça Cachaça, que anda pulando miudinho dentro do Palácio da Doidona do Alvorada na procura de socorro urgente. Se consegue realizar seu desejo, mais um gol contra o Brasil e nós que somos este país das Maravilhas e das Sacanagens.

Mas não tem nada não. É a luta do Diabo contra Deus (ou contra o Filho d’Ele, pois Deus é grande demais até para Satanás que se julga o tal). Lulaça deve ter respirado aliviado com a tacada de mestre do Togado do STF, o qual, por sua vez, safou a cara de todos os demais “cumpãeiros” togados. Quem é que se atreve a meter a mão nesta panela fervente?

O chefão da CUT só pensa no Colt.45 (e se esquece dos “de verde”). A Doidona do Alvorada ainda deseja reatar a amizade com o tal Maduro e aprender com ele como arrasar definitivamente um país. Lulaça anda, certamente, caraminholando um plano para salvar Fidelinho Castrão da vergonha de agüentar a bandeira listrada branco-vermelha tremulando nas terras cubanas.

É… Definitivamente a América Latrina anda de cabeça para baixo. Acho que é por isto que há uma terrível fedentina no ar…