Ele não disse oitenta por cento do que está na Bíblia e mais de 90% do que disse ali não consta.

Ele não disse oitenta por cento do que está na Bíblia e mais de 90% do que disse ali não consta.

Disse o Rei dos Reis: “Não julgueis para não serdes julgados”. Então, quando eu digo: EU CONDENO, infrinjo esta sua Lei. No entanto, tenho em minha defesa que Ele próprio julgou  e condenou quando disse, numa parábola sobre o mal que se fizer às suas “crianças” (os pobres, os indefesos, os que não têm ninguém por eles): ” Deixai vir a mim as criancinhas. Delas é o Reino de Meu Pai. Em verdade em verdade eu vos digo: ai daquele que mal fizer a um destes meus pequenos. Melhor seria que não tivesse nascido. E melhor será àquele que assim agir, que se lhe amarrem uma mó ao pescoço e seja atirado ao mar”. Eu sei que é duvidoso que Jesus tenha dito tal coisa, pois não encontrei n’Ele nada que fosse contraditório com seu pensamento e sua pregação, enquanto o que aqui está dito conforme a Bíblia Cristã, coloca-o em contradição consigo mesmo. Na sentença que lhe é atribuída podemos enxergar muito mais a Maldade Humana do que a Bondade Divina. Onde está o Perdão que Ele pregou durante toda a sua vida terrena? Nesta condenação não há isto. Há um ressaibo de ódio, de rancor, de vingança. E isto é absolutamente impróprio do Filho de Deus, ainda que feito homem… 

Mas deixando de lado as considerações filosóficas sobre religião exotérica, eu realmente condeno.

Sim, eu condeno.

Sim, eu condeno.

Condeno a soberba dos políticos, que aparecem posudos nas telas de TV, travando uma guerra ideológico-partidária que a nada ajuda a Nação em desespero devido aos desmandos de uma mulher absolutamente incompetente para o Governo de um país como o Brasil.

Condeno esta velha de idéias caquéticas, retrógradas e dinossáuricas.

Condeno esta velha de idéias caquéticas, retrógradas e dinossáuricas.

Condeno a cumplicidade de políticos bons com os polititicas, estes, larápios de carteirinha e que jamais são enquadrados em uma Lei feita pelo Povo para punir patifes de colarinho branco – a Lei da Ficha Limpa, já quase esquecida de tanto ser defenestrada da Casa onde devia brilhar como uma estrela celestial.

Isto só faz barulho. Nenhum efeito prático.

Isto só faz barulho. Nenhum efeito prático.

Condeno nossa passividade e nossa omissão enquanto cidadãos. Passividade que nos faz ficar restritos a passeatas pacíficas demais, a panelaços divertidos e ao retorno ao aconchego de nossas casas, como se gritar nas ruas desse algum resultado entre os patifaços que estão há séculos assenhoreados do Poder.

Eis a consagração do voto de cabresto. Nela, não há voto sigiloso. Os políticos sabem muito bem quem votou, em quem votou e onde votou.

Eis a consagração do voto de cabresto. Nela, não há voto sigiloso. Os políticos sabem muito bem quem votou, em quem votou e onde votou.

Condeno o escárnio dos polititicas para conosco, os eleitores encabrestados pela obrigação de votar, querendo ou não, neles, os safados engravatados. Condeno não termos a alternativa, na maquininha de encurralamento do eleitor, de dizer “NÃO VOTO NOS ESCOLHIDOS PELOS PARTIDOS PORQUE SÃO CRIMINOSOS E ACOMODADOS À ENGANAÇÃO DA NAÇÃO”. 

Condeno o Sistema reinante em todos os partidos políticos de sempre e sempre dar respaldo a patifes reconhecidos até dentro dos ditos partidos, tão-só porque acreditam que eles “têm poder” para mandar e desmandar quando bem quiserem, abusando das vidas das pessoas filiadas à agremiação partidária;

"Eu mando e desmando aqui. A Casa é minha!"

“Eu mando e desmando aqui. A Casa é minha!”

Condeno a omissão dos bons cidadãos, que, com isto, abrem espaço para que os polititicas se espalhem e façam com a Nação Brasileira o que bem entenderem, com a certeza de que jamais serão incomodados;

Condeno o abuso dos polititicas que aproveitam da grita do povo para tirar vantagens para si e para seus partidos políticos;

Condeno uma Reforma Política de mentirinha, que mantém todos os privilégios para a imunda “Classe Política”, deixando as verdadeiras Classes Sociais à deriva e ao Deus-dará;

"Vai, Luluzinha, dá a mãozinha ao papai, dá!" - parece estar dizendo o tal Haddad

“Os polititicas não se incomodam com o Povo. E a cupa é do povo mesmo.

Condeno o afã com que os políticos metem as mãos criminosas em nossos bolsos e nos roubam, literalmente ROUBAM o ganho honesto de nosso trabalho duro e suado, servindo-se para tanto de Leis imorais que criam às pressas para “corrigir” distorções que eles mesmos, em suas incúrias, nos criaram.

Condeno o fato de os polititicas e políticos exigirem de nós, povo, que arquemos com o pagamento de suas roubalheiras e desvios de verbas; que arquemos com o pagamento dos rombos monstruosos e assustadores que a corrupção que criaram, implantaram e exploraram à exaustão fizeram em nosso Erário.

"Roubar e enganar são as únicas coisas que sabemos fazer. Por que quer exigir mais de nós?"

“Roubar e enganar são as únicas coisas que sabemos fazer. Por que quer exigir mais de nós?

Condeno o não sacrifício de NENHUM  TOSTÃO dos senhores Políticos e Polititicas em contribuição JUSTA E MERECIDA na luta para tirar a Nação Brasileira da situação calamitosa que eles criaram com a incapacidade de gerir a coisa pública, mas com uma capacidade monstruosa de roubar a Nação em benefício próprio.

Condeno a monstruosa carga tributária a que todos estamos condenados por Leis imorais e inumanas criadas pelos senhores Polititicas.

Condeno as benesses que os Polititicas se concedem, enquanto o povo padece esmagado sob o tacão de seus sapatos importados e polidos;

"Collor, você fica com os 20 milhões, mas me apóia no que eu precisar, tamos combinado?"

“Collor, você fica com os 20 milhões, mas me apóia no que eu precisar, tamos combinado?”

Condeno o imoral e insultuoso hábito do toma-lá, dá-cá, cultuado e cultivado por todos, Polititicas e Políticos.

Condeno o condicionamento do povo brasileiro ao viver dependurado nas tetas de um polititica em troca de alguma esmola retirada da montanha de dinheiro da corrupção em que vivem mergulhados.

Condeno a passividade deste povo que herdou do Criador o mais belo país do mundo para transformá-lo no mais vergonhoso país sobre o planeta.

Eu condeno o povo brasileiro porque não reage à altura e com a força devida para amedrontar os patifes que estão escarnecendo de todos nós com a palhaçada a que levam a efeito bem diante de nossos olhos e sob nossas barbas.

Condeno esta Democracia de mentirinha, criada e mantida aos gritos por todos os Polititicas e Políticos, para engabelar o povo, visto que não há democracia verdadeira em nosso país. Há o império do laissaiz-fare, o que nos levou aonde estamos.

E eu me condeno por ter nascido brasileiro.