Olhem bem as fuças deste merda. Ele vai trazer muitas lágrimas para as mães brasileiras com sua revolução proletária.

Olhem bem as fuças deste merda. Ele vai trazer muitas lágrimas para as mães brasileiras com sua revolução proletária.

https://youtu.be/S1-vPuCbAzM

Este bordão de telenovela cabe perfeitamente na situação do Brasil petralha. É o Caos; é a Treva; é o inferno Socialista-Comunista planejado e desabando com força sobre nossas cabeças. E o cabeça militar desta droga chama-se Demônio Stédile. A cada notícia das andanças desta praga pelo nosso território eu me sinto insultado até à alma. Não adianta eu me repetir constantemente: “Meu reino não é deste mundo”, pois ele é, queira eu ou não. Estou invariavelmente inserido na Lei do “Todos Somos Um” e por listo sinto ferver meu sangue nas veias quando vejo gente como esta praga andando livremente pelo meu país. Renegado! Filho de uma égua! Cretino traidor.

Eu queria que por somente um dia me fosse dado voltar à minha forma física e ao meu treinamento de atirador de elite. Juro que Dilma, Cachacinha Maroto e Stédile já estariam no inferno há tempo. E levando as malas deles também teriam partido “alegremente” Fenando Collor de “Merda” e Fernando Henrique Cardoido. Mas estou preso na dimensão tempo-espaço e ainda não se descobriu como retornar no Tempo…

Creio que a queda da Malvada do Brasil, seja por renúncia, seja por impeachment seja pelo que for, é o ponto crucial pelo qual esperam ansiosos os “Miseráveis do Stédile”. Afinal, com as mentes totalmente lavadas pela doutrinação de anos e anos em comunismo travestido de socialismo, eles são como autômatos: não pensam. Esperam a cutucada no botão de liga e partem automaticamente para a destruição, acreditando que primeiro é preciso destruir para, depois, construir uma ideologia escravagista que de nova não tem nada.

Fomos lançados de volta aos idos de 1960. Agitação estudantil e desorientação do povo. Só que “a fila andou” e os tempos e as gentes não são mais aqueles de outrora. Não há mais comunistas românticos, capazes de fazerem músicas deliciosas, cantadas e queridas até hoje. Não. O que há é  ranço amargoso e o odor fétido do Bolivarianismo capenga e doentio. O que há são gentalhas espalhadas pelos acostamentos das estradas brasileiras, sem fazer nada e dependuradas no INSS, ganhando o que não fizeram por merecer e esperando a ordem do “Comandante de Merda” para pegar em armas (bolivarianas ou de outra qualquer republiqueta socialista capenga) para invadir as cidades atirando pra todo lado e acreditando que estão fazendo guerra. Idiotas! Que venham! Que morram! Merecem.

A juventude atual ainda está muito desinformada e seus pais continuam como foram: “inocentes”. O que os petralhas comunas fizeram no nosso país foi diabolicamente magistral. Primeiro, corromperam as grandes empresas e os três poderes. Segundo, institucionalizaram o crime. Terceiro, arrazaram com a Educação e a Saúde; a infra-estrutura e a segurança pública. Quarto, esculhambaram com os valores sociais, cumprindo à risca os Protocolos dos Sábios de Sião, mesmo que possivelmente sem terem conhecimento deles. A seguir, lançaram o caos no sistema econômico-financeiro e nos fizeram retroagir até os idos de 1060, quando a primeira tentativa de comunizar o Brasil deu com os burros n’água. Como febre amarela, que fica a se repetir por muitos e muitos anos, a filosofia da “terra arrasada” comunista está-se tornando endêmica no Brasil. A menos que haja uma intervenção duríssima das nossas Forças Armadas, os de vermelho vão-nos vencer pelo cansaço. E o povo brasileiro cansa depressa… Entretanto, as FA começam a se mexer. Não podem sair dos quartéis e tomar o país no grito, segundo sonham os desinformados. Eles têm de esperar que os maus mostrem as caras, como o Stédile está fazendo. É preciso, ainda, que a situação se torne muito mais insuportável em termos de ódio de irmãos contra irmãos do que já está. É preciso que a baderna se instale, a violência desembeste e sangue, muito sangue de gente jovem e de inocentes seja derramado. É preciso que muitas mães chorem amargamente a perda de seus filhos ou de seus entes queridos. É preciso que a DOR EMOCIONAL se transforme em fúria e ódio quase descontrolado, só então, as baionetas virão em nosso socorro. E aí, que o exército de merda do Stédile se cuide, pois será o tempo de eles chorarem. E se os bolivarianos patifes decidirem vir em socorro do patifão-mór brasileiro, então será a farra do boi para nosso Exército, há tanto tempo aquartelado, treinando sem, contudo, ter uma guerra de verdade para forjar homens de aço na ação.

Enganam-se os que pensam que os militares estão acovardados e recolhidos aos seus quartéis envergonhados diante da devassa levada a efeito pela tal Comissão da Verdade. Uma verdade parcial, caolha, cretina de pai e mãe.

Eles virão. E não virão com um êmulo do Castello Branco no comando, mas com um seguidor feroz de Costa e Silva, que fará que o desejo dele se cumpra agora: nada de cassação. Fuzilamento dos traidores e ponto final.

Escutem o que está no youtube há muito tempo:

https://youtu.be/eZML29Ie-pQ

https://youtu.be/-yf2xNl5DE0

https://youtu.be/KpjKjL8i7vM

https://youtu.be/ThWZ6D2YGn8.

Brasileiros, estamos na beira de uma guerra civil com intromissão bolivariana, o que significa terrorismo em nossas cidades e muito choro e ranger de dentes. Mas podem crer: O BRASIL JAMAIS SERÁ COMUNISTA.