Este também é imundo e, no entanto, está na Presidência do Senado Brasileiro. Isto é mais que imoral. É inqualificável.

Este também é imundo e, no entanto, está na Presidência do Senado Brasileiro. Isto é mais que imoral. É inqualificável.

Salvar o lombo luzidio do Porca Gorda é a ordem do dia na Casa Legislativa brasileira. Não importa que o país esteja afundando vergonhosa e perigosamente diante dos brasileiros e do mundo. O que importa mesmo é salvar um patife de marca. Meu Deus, o que fizemos colocando lá em cima os cassados de outrora? Erramos. Todos, menos um: eu. Eu nunca votei em nenhum deles, pois sendo dos anos 60, conheci bem a história desses crápulas.

No entanto, o que me estarrece é a total falta de vergonha; total falta de patriotismo; total falta de Ética e de Moral dos que se colocam totalmente em defesa do Porca Gorda em absoluta indiferença com o país onde desgraçadamente nasceram, cresceram, se alimentaram e tiveram a maldita hora de ser admitido na Política. É o caso de Carlos Marum. Enquanto um bando de TRAIDORES DO BRASIL se locupletam em busca da salvação do couro de um patife, este, por sua vez, tenta colocar o país a enxergar o drama que vive sob a óptica falsa do antagonismo LEGISLATIVO X PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA (PT).

Esta briga é de mentirinha. Polititicas são mestres em representar a mentira e vendê-la como verdade.

Esta briga é de mentirinha. Polititicas são mestres em representar a mentira e vendê-la como verdade.

Não tem qualquer importância a falsa pinimba entre o Porca Gorda e a Afilhada do Cachaça. O que importa é retirar do Segundo Poder o bando de ladrões de colarinho branco que se aboletou lá e briga a mais não poder para jamais sair. O que importa é que o STF os mande, a todos, para a cadeia. Nem que seja por miseráveis dois anos, pois para eles, serão como dois séculos, visto que estão totalmente mal-acostumado ao caviar e ao champanhe importados. Mas se isto é importante, mais importante ainda é o povo brasileiro acordar de vez para a VIDA. É necessário que aprenda, do mendigo ao abastado abestado, que o mundo é uma ALDEIA GLOBAL. Ninguém vive mais sozinho e a ação de um só, mexe com o destino de todos os demais. Por exemplo: no atual Estado do Capim Grosso (ex-Mato Grosso) o fogo colocado por um peão criminosamente nas pastagens que substituíram a mata amazônica dali, aumenta violentamente o nível de gás carbônico na atmosfera e isto fará que a temperatura da Terra se intensifique perigosamente. O aumento da temperatura fará derreter os gelos nos polos e nas grandes montanhas. A água daí resultante elevará desastrosamente o nível dos oceanos e estes afogarão milhões de habitantes das costas dos grandes continentes e farão desaparecer populações inteiras de países insulares. Por sua vez, a falta das florestas transformadas em cinzas para que se abra espaço para o braquiara, descontrola totalmente o regime de chuvas. Elas se tornam raríssimas em algumas regiões, enquanto em outras desaba como cachoeira, matando afogados pessoas e animais. E tudo começou apenas com um irresponsável ignorante que só pensa até onde chega seu dedão do pé.

Isto está perto de não mais poder ser celebrado. E por total culpa nossa.

Isto está perto de não mais poder ser celebrado. E por total culpa nossa.

Brasileiros têm de despertar para a realidade cruel que está vindo sobre toda a Terra e vai esmagá-los impiedosamente. Nem de leve o mal que os polititicas nos causam chega perto do que virá pela Natureza violentada. O calorão que já nos esquenta as soleiras das portas não vem tão-só do tão cantado em prosa e verso El Niño. As águas quentes do Oceano Pacífico não são o bastante para a desorganização climática no mundo todo. Também não são senão coadjuvantes no que tange à nossa realidade cruel. Eu não sei se ainda teremos tempo para uma ação firme, capaz de minorar a desgraceira que já está escurecendo nosso céu do meio-dia. O céu sobre nossas cabeças. Mas a medida mais urgente, neste momento, é unir-nos com força total para apressar a derrocada dos patifes de colarinho branco. Não são apenas petralhas. São bandalhas (PMDB/PSDB/DEM/PC do B/PSC/etc…) à granel. Em todos os partidos, do mais nanico ( o Partido da Mulher- PM) até os mais avantajados (PMDB/PSDB/PT). Se não retirarmos o mais depressa possível esta corja de patifes lá de cima de nós, não teremos ESCOLAS DE QUALIDADE; não teremos SAÚDE PÚBLICA de qualidade; não teremos INFRA-ESTRUTURA de qualidade; não teremos SEGURANÇA de qualidade; não teremos TRANSPORTE PÚBLICO de qualidade. E não teremos vida por muito tempo, pois do Brasil de agora, já tão combalido pelo fogo e pela má política, só restará para nós terra arrasada. E isto não é figura de linguagem.

Este ano a Mãe Natureza já nos deu uma amostra do Poder de que dispõe contra nós. Ela é a Senhora de toda a água que corre sobre as terras deste país de aloucados. E, num gesto de pura caridade, fez que os paulistanos ficassem no sufoco sem o precioso líquido. Secou mananciais. Secou rios e quase zerou as águas das represas vitais para o Estado de São Paulo. No entanto, o Governador, um eterno chupador de dentes (aliás, isto ele faz muito bem), não tomou qualquer providência séria com relação ao aviso terno e piedoso da Mãe Natureza. Está assoberbado com as picuinhas do Poder Venal, como se este servisse para alguma coisa que preste.

Eia, sus, Brasileiros!

Eia, sus, Brasileiros!

Outros estados brasileiros também tiveram uma pequena amostra do que é a sede e a falta d’água potável. Mas sua lição, seu aviso carinhoso, foi desdenhado por todos, do mau polititica até o Zé Mané do campo. Não podemos colocar nas mãos dos maus políticos nossa capacidade de pensar, racionar e concluir por nossos próprios meios e a partir de nossas próprias vivências. Quem anda pela cabeça dos outros ou é piolho ou é petista. Fora isto, os outros têm miolos dados pela Mãe Natureza para pensar. Por que não o fazem? Pensar não dói. Se doesse, eu não estaria escrevendo aqui todo dia por anos a fio.

Brasileiros acordem! À Luta! Como dizia nosso Hino Nacional, antigamente, em seu início, hoje tão-somente tocado:

“Espera o Brasil Que todos cumprai
Com o vosso dever. Eia avante,brasileiros,
Sempre avante! Gravai com buril
Nos pátrios anais do vosso poder.
Eia avante, brasileiros, Sempre avante!
Servi o Brasil sem esmorecer,
Com ânimo audaz Cumpri o dever,
Na guerra e na paz À sombra da lei,
À brisa gentil O lábaro erguei
Do belo Brasil Eia sus, oh sus!”

Ouviram do Ipiranga às margens plácidas… O resto vocês conhecem. Se não, deviam.