"Eu li toda essa livraiada atrás de mim para chegar à minha brilhante conclusão. E você? O que leu?"

“Eu li toda essa livraiada atrás de mim para chegar à minha brilhante conclusão. E você? O que leu?”

Estou quase certo que sua resposta é NÃO. Mesmo com o destaque que os Togados do Supremo têm tido nestes últimos atribulados e infelizes anos de desgoverno lulopetralhista, pouca gente conhece os nomes dos homens que, no fim dos trilhos das intrigas brasileiras, podem fazer o trem da alegria descarrilar, parar ou se esborrachar contra a balança de dona Justa.

Agora, sim. Com esta pista que dei, você já tem uma leve recordação de quem seja o distinto. Para lhe facilitar a memória eu já coloquei, de saída, a foto do togado recém-entrevistado por Época durante suas gostosas férias nos EE.UU. Agora, você me pergunta: “E por que o togado veio parar aqui, em sua página de cacetadas?” E eu lhe respondo: “Porque ele, em sua entrevista, vem cheio de empáfia dizer que para o NOSSO Brasil a salvação está em mudar o sistema de governo, de Presidencialismo para Semi-Presidencialismo”. Mas o distinto se esqueceu que não é a panela que faz a boa refeição. Não adianta trocar a velha e queimada panela de ferro pela luxuosa panela elétrica, se o que vai para dentro delas for podre. E na nossa Política, os políticos da velha guarda estão mais que podre: estão em decomposição. Mudar o sistema de governo para qualquer que seja o modelo sem mudar radicalmente a gangue imunda que está aí desde quando o diabo era bebê, não adianta. Ou você discorda de mim? Se discorda, responda SIM, EU DISCORDO. Se concorda, responda NÃO, EU NÃO DISCORDO.

"Lulapetismo é a p.q.p. seu idiota safado! Eu sou honestíssimo! Eu sou da família do digníssimo Justo Veríssimo, meu saudoso mentor!"

“Lulapetismo é a p.q.p. seu idiota safado! Eu sou honestíssimo! Eu sou da família do digníssimo Justo Veríssimo, meu saudoso mentor!”

Barroso diz que “O grande problema do Presidencialismo é que o presidente só pode ser removido legitimamewnte em caso de crime de responsabilidade (no qual a Dilma está afundada até o gogó). Trata-se de um procedimento complexo e traumático, com bem sabemos”. Você concorda com ele? Se concorda responda: SIM, EU CONCORDO COM LUÍS BARROSO. Se discorda responda; NÃO, EU DISCORDO DE LUÍS BARROSO.

Bom, eu discordo dele. Não devemos mudar nosso sistema presidencialista, mesmo considerando sua argumentação de que desde o grito de “Independência ou Lula!” dado às margens de não sei que riacho já seco em nossas terras brasilis nordestinas, que o Sistema Presidencialista só dá errado. Não é o sistema. São as Constituições aprovadas sem a participação do povo e montadas, estruturadas e escritas por espertos trapalhões e embusteiros, onde sempre incluem ressalvas sem-vergonhas para eles mesmos. A vigente, montada, estruturada e escrita por um enorme grupo de safardácios, mantém firme as ressalvas para os que foram eleitos deuses olímpicos num sistema de governo que afirma categoricamente que “Todos são Iguais Perante a Lei”. No Brasil manipulado por eles, só se for diante da Lei de Deus, mas esta está fora de nosso alcance e ninguém quer ir ver como é que ela está escrita, visto que para tanto é preciso morrer. Brasileiro quer ir para o céu, mas morrer? Necas! Nem de brincadeira, meu nêgo!

"Eu morri com o Chico, mas fiz escola aí em baixo."

“Eu morri com o Chico, mas fiz escola aí em baixo.”

Nós precisamos, sim, é de uma NOVA CONSTITUIÇÃO. Uma Nova Constituição alinhavada com a participação direta do povão que sofre com o que a velha Constituição mantém de errado em seus artigos. É simples. Basta que nela se incluam os seguintes artigos:

1 – Nenhum político está acima da Lei.

2 – Político vem do povo e para o povo a Lei é clara: todos são iguais perante ela. Então, sendo gente do povo, o político não tem porque ter proteção constitucional contra a própria Lei.

3 – Político, sendo gente como a gente, pode ser preso dentro de casa ou no parlamento ou no senado ou seja onde for, como  qualquer brasileiro comum. E deve ser premiado com algemas como qualquer cidadão do povo. Nada de exceções para que a Lei não seja violada já de saída.

4 – A penitenciária é uma casa destinada à reeducação social do cidadão criminoso. Ora, se o político é um cidadão do povo 100% dos dias do ano (e não como é agora, quando ele se apresenta como sendo cidadão do povo só nos dias de propaganda eleitoral), ele deve curtir sua pena dentro das cadeias comuns. E se estas estão cheias de cidadãos abandonados por eles mesmos, então, é mais que justo que passe uma temporada com os seus abandonados. Assim, quando saír de lá, certamente irá correndo tratar de melhorar as condições dos presídios nacionais.

5 – A Corrupção Política é crime contra o país, logo, é crime de lesa-pátria. E o criminoso de lesa-pátria deve receber as penas mais duras do Código Penal e estas devem ir de prisão com tempo não inferior a 40 anos em regime fechado até prisão perpétua com trabalhos forçados, se na corrupção se descobrir uma teia criminosa igual ou superior (o que duvido) à que o lulapetismo petralhista desenvolveu e implantou em nosso meio.

6 – Todo político se aposenta pelo INSS e não faz jus a qualquer vantagem sobre o cidadão comum. Sendo brasileiro, o político é um cidadão comum brasileiro e não se justifica que tenha privilégios imorais perante a Nação e o Mundo.

7 – Nenhum político faz jus a auxílios imorais, como o auxílio paletó, o auxílio moradia, o auxílio prostituta, o auxílio motel de luxo, o auxílio de vôos em jatos da aeronáutica etc, etc, etc… O usufruto de tais vantagens condena o político à execração pública, à cassação de seu mandato e ao confisco de seus bens, exceto da cueca com que tenha sido arrestado pelos homens de preto (principalmente pelo japonês da Federal).

8 – Nenhum brasileiro pode fazer carreira no exercício da política. Assim, nenhum brasileiro pode ser reeleito para o mesmo cargo público eletivo para o qual tenha concorrido e ganhado no pleito anterior. Uma vez cumprido com seu dever cívico, o político em final de mandato presta conta de seu trabalho à nação e se retira por um prazo inabalável de quarenta anos, findo os quais, se ainda estiver vivo e não gagá, poderá retornar a mais um mandato eletivo.

9 – Todo partido político flagrado em roubalheira para alimentar seu caixa-2 terá seu registro caçado sem qualquer direito a defesas jurídicas e sua sigla será banida do país até os dias finais da humanidade na Terra (o que não deve estar muito longe).

10 – O político é um cidadão que assume o dever e o trabalho de lutar para melhorar a vida de seus compatriotas e se usar de seu cargo para qualquer outra manobra vil e traiçoeira, deverá ser preso e condenado sem leniências de quaisquer espécies, à prisão perpétua com trabalhos forçados até seu último segundo de vida nas terras do país que ele traiu.

11 – Todo e qualquer advogado de defesa, tenha ou não sido Ministro do Supremo, não poderá lançar mão de mais que três apelações em defesa de seus clientes. Uma vez negados seus apelos, seus clientes vão em cana sem choro nem vela. E se o advogado aparecer na mídia atacando imoral e desrespeitosamente as Instituições Nacionais, como acontece hoje, terá seu cargo cassado, sua carteira de advogado rasgada em tribunal e pegará uma pena não inferior a trinta anos de cadeia em regime rigidamente fechado.

"Se você votar com este m... eu vou mandar matá-lo! Eu juro!"

“Se você votar com este m… eu vou mandar matá-lo! Eu juro!”

Ora, a meu ver, se a população do Brasil exigir em grita nacional, AGORA, JÁ, quando a batata de todo mundo está assando na fornalha do lulapetismo, a revisão da velha constituição, substituindo-a por uma nova mais dura com os políticos, creio que nosso Presidencialismo estará plenamente azeitado.

Se você concorda comigo responda: 1 – SIM, EU CONCORDO COM O BLOGUEIRO.

Se não concorda responda: 2 – NÃO. EU NÃO CONCORDO COM O BLOGUEIRO PORQUE SOU LULAPETRALHISTA E QUERO MAIS É QUE ELE VÁ T. NO C.

Pode responder. Eu não vou mesmo!

Não sou irmão de quem responder o 2. Por isto, num tô nem aí, ó!