Este é o símbolo que os zumbis brasileiros estão adorando atualmente. Chorarão sobre ele, logo, logo.

Este é o símbolo que os zumbis brasileiros estão adorando atualmente. Chorarão sobre ele, logo, logo.

Alguma coisa está podre no Reino Brasileiro.  E põe podre nisto. Depois do fracasso da investida conjunta dos imorais advogados de defesa dos criminosos corruptos e corruptores, surge, agora, contradições deles em suas delações. Diante de Moro, eles gaguejam, desdizem o que tinham dito, ainda que sabendo que isto os lançará de volta à cadeia e à vida da qual desesperadamente tentaram escapar. Quem está por detrás deste recuo? Quem está pressionando os “coitadinhos” para que desdigam o que disseram? Estas são perguntas que todos nós devemos fazer. Há uma quadrilha orquestrada, talvez por advogados nada éticos, nada moralistas, que, capachildamente agem para obrigar os que já estavam em prisão domiciliar. Ou, pior, talvez haja alguém implantando entre nós o caos de propósito e o PT seja seu instrumento para isto. O fato é que estamos sendo lançados ladeira-abaixo por uma mulher que, convenhamos, ainda quando totalmente “abobalhada e estúpida”, de burra não tem nada. Pode até estar sendo instrumento de “forças ocultas” que agem de fora. Podemos até apostar que há, mexendo os pauzinhos do PT, a mão criminosa de PUTTIN. Espantou-se? Ele esteve aqui, visitando Dilma. Brasília foi fechada para sua passagem. Os encontros foram secretos… Por que?

Eu já vi esse filme. E não gostei nadica de nada do que vi e vivi.

Eu já vi esse filme. E não gostei nadica de nada do que vi e vivi.

Eu vivi os anos 60 totalmente no Rio de Janeiro. Em 1960 o Brasil se encontrava exatamente como está agora, mesmo que não contando nem de longe com a capacidade de veiculação de informação à velocidade da luz que a internet nos proporciona. Mas se no quesito comunicação nós aparentemente avançamos, no quesito intriga política não demos nem um passo à frente. Nós ainda somos bugres que preferimos a alegria do “OBA! OBA!” irresponsável a tomar uma atitude séria. A fechar o cerco, todos nós juntos, de mãos dadas com a Lei, para defender este torrão que é nosso por obra e graça sei lá de quem. Dos portugas com certeza é que não foi. Mas em lugar de ficarmos atentos como suricates, boicotando tudo o que é ópio do povo, das massas, como o carnaval e o futebol, para mostrar aos larápios que o bicho está atento e vai pegar, nós irresponsavelmente vamos para o OBA! OBA! a que chamamos CARNAVAL. Estamos dependurados, com nossas finanças à beira do precipício (tal e qual em 1960), com o descontrole total da política e dos políticos (tal e qual em 1960), faltando só o povo partir para a anarquia e a desobediência civil absoluta (tal e qual em 1960), mas ainda assim vamos “festar” como dizem os deste lado de cá.

E vamos bater palmas a isto; vamos aplaudir a perda dos limites morais e sociais. É a Liberdade, gente!

E vamos bater palmas a isto; vamos aplaudir a perda dos limites morais e sociais. É a Liberdade, gente!

Uma idiota aparece na telona dizendo que “sim, estou apertada. Mas carnaval é para descontrair e eu acho que devemos nos divertir. Depois… Bom, depois a gente cai na real e vai lutar pela vida”. IMBECIL! BURRA! IDIOTA! A cada carnaval a que nos atirarmos como zumbis, cavamos fundo a sepultura onde querem nos enterrar. Os brasileiros, de Norte a Sul do país, deviam SABOTAR o Rei Momo. Não devia haver qualquer passeata; qualquer desfile; qualquer bloco nas ruas e nas avenidas. Nos três dias dedicados tradicionalmente a isto, devia haver SILÊNCIO e PRONUNCIAMENTO POPULAR EM APOIO À LAVA-A-JATO e à Polícia Federal. Devíamos mostrar, juntos, que o estrangeiro não deve pensar que se assenhorear de nosso país será fácil, mesmo contando com os já desgraçados países periféricos, como Venezuela e Colômbia, que poderão (e provavelmente sê-lo-ão) ser usados para nos invadir em socorro do Stédile, do Lula e do PT, quando o cerco do Moro se fechar sobre eles.

A Besta do Apocalipse? Ou apenas uma dentre as demais?

A Besta do Apocalipse? Ou apenas uma dentre as demais?

Mas nosso povo é idiotizado. E este trabalho paciente vem-se concretizando com força, nesta atualidade, quando a Educação foi esfacelada; quando a Saúde foi abandonada; quando a Infra-Estrutura está no bagaço; quando os políticos, como aconteceu recentemente aqui, em Goiânia, trocam as frotas de automóveis comprados com o dinheiro público por carros zerinhos e novinhos, em detrimento do socorro aos serviços públicos em frangalhos. Os salários dos servidores públicos, de Norte a Sul, são usados como arma contra eles mesmos por políticos absolutamente sem ética nem moral nem honra nem civismo. Eles se dão aumentos imorais. Todos eles. Dos vereadores aos Senadores. Mas arrocham o Salário Mínimo e impõem pesados impostos que inviabilizam os pequenos empreendedores alavancar seus negócios. Tudo está estagnado no país.

Mas vamos “festar” porque o Carnaval é feito para isto. BURROS!

Isto é que é vida, não?

Isto é que é vida, não?

Os bancos estão, de novo, oferecendo empréstimos ao povo já totalmente descapitalizado. E os BURROS FESTEIROS, passada a euforia da imbecilidade grupal, em desespero pelos gastos que não deviam nem podiam fazer para conseguir uma alegria que, no final, será horrivelmente amarga para uma enorme maioria, correrá a fazer exatamente o que o plano maquiavélico do PT e do Puttin determinam: vão-se dependurar em empréstimos que os sufocarão. E vão perder seus bens em leilões em que só os petralhas poderão participar e comprar. A descapitalização do brasileiro será horrível. BURROS!

Vejo as Forças Armadas sendo obrigadas a sair novamente da Caserna. Vejo soldados, perdidos, desorientados, desinformados, vagando pelas ruas como fantasmas, tal e qual em 1964, batendo em quem é um bobão e só quer viver e, errando o alvo, deixando fugir bem debaixo de suas barbas os que são realmente os maquinadores ferozes da esculhambação que já está sobre nós. Só que, idiotas, nos quartéis não há mais nenhum Castello Branco. Nos quartéis de hoje há muita revolta e muita sede de retaliação. O que vai acontecer, quando os tanques forem para as ruas? Balbúrdia e guerra. Isto mesmo: guerra! Venezuela e Bolívia estão prontas para “socorrer a irmã Dilma” e o irmãozinho PT e seus apaniguados. E isto, um imbecil de lá já expressou bem alto. Mesmo assim, vamos festar… IMBECIS!

"Égua! Eu sou um cão e entendi tudo. E vocês, que são humanos, não?"

“Égua! Eu sou um cão e entendi tudo. E vocês, que são humanos, não?”

Se não pararmos para nos dar as mãos e lutarmos juntos enquanto é tempo, sem derramamento de sangue, iremos nos ver em um verdadeiro vendaval descontrolado de ataques e mortes e dores e rangeres de dentes. O momento é crucial, como foi em 1963. Os desgovernos petralhas cumpriram bem as ordens “ocultas” recebidas do exterior: lançar o Brasil para o passado e reorganizar a bagunça de antanho. Recomeçar do zero e obter a vitória. Não nossa, mas deles. A política do NÓS CONTRA ELES está firmemente implantada entre nós, e embarcamos nela sem pensar. Somos um povo dividido em vários “nós contra eles”. Negros contra Mestiços (o Brasil não tem Brancos); Pobres contra “ricos”; operários contra patrões; filhos contra pais; pais contra filhos; estados contra estados; amorais contra morais; ladrões contra o povo… Enfim, se formos à Bíblia, em Marcos 13:2, vamos ler: “E, saindo ele do templo, disse-lhe um dos seus discípulos: Mestre, olha que pedras, e que edifícios! E, respondendo Jesus, disse-lhe: Vês estes grandes edifícios? Não ficará pedra sobre pedra que não seja derrubada. E, assentando-se ele no Monte das Oliveiras, defronte do templo, Pedro, e Tiago, e João e André lhe perguntaram em particular: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá quando todas elas estiverem para se cumprir. E Jesus, respondendo-lhes, disse: Olhai que ninguém vos engane, porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E, quando ouvirdes de guerras e de rumores de guerras, não vos perturbeis, porque assim deve acontecer; mas ainda não será o fim. Porque se levantarão nações contra nações, e reinos contra reinos, e haverá terremotos em diversos lugares, e haverá fomes e tribulações. Estas coisas serão o princípio das dore. E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai ao filho; e levantar-se-ão os filhos contra os pais, e os farão morrer. Porque naqueles dias haverá uma aflição tal, qual nunca houve desde o princípio da criação, que Deus criou, até agora, nem jamais haverá. Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão. Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai. Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo. E as coisas que vos digo, digo-as a todos: Vigiai!”

Vigiar e AGIR é um modo de Orar. Não é cabível ir para templos e igrejas e agitar a Bíblia acima da cabeça ou levantar as mãos agitando-as no ar, como se com isto fôssemos afastar a praga que se abate sobre nosso país. É preciso ORAR COM A AÇÃO. Não a guerra. Não o derramamento de sangue; mas sim com a resistência firme e o boicote das festividades que são aproveitadas para, por baixo da estupidez geral, às esconsas,  os maus maquinarem nossa escravidão e nossas dores. Mas somos MASSA DE MANOBRA PARA O MUNDO TODO. E somos massa de manobra para os “espertos” de nossa própria Pátria.

Que ignominiosa é nossa brasilidade, gente. Ignominiosa e repulsiva. Vão. Vão “festar”, idiotas. Depois, vão chorar de tardio arrependimento. Farão rir os abutres e se alegrar os corruptos deste país. Mas festejem. Riam. Embriaguem-se. Enlouqueçam-se como em Sodoma ou em Gomorra. E, depois, suportai as cinzas do vulcão da Corrupção que está corroendo tudo o que devia haver de bom em nosso benefício. Lava candente e cinzas ardentes do arrependimento tardio; do chorar sobre os corpos de nossos filhos morrendo à míngua diante de hospitais abandonados propositada e planejadamente pelos filhos do inferno. Vão festar e embriagar-se e se entregar uns aos outros nos motéis sem nem mesmo sabendo a quem se entrega. E depois, vão chorar e se desesperar nas filas intermináveis de ônibus, de hospitais, de postos de saúde e de tudo o que não foi feito em nosso benefício porque NOSSO DINHEIRO foi desviado para o crime de colarinho branco.

Vão, seus imbecis. E danem-se!

.