"Lula, tá sentindo aí, cumpãeiro? Tô jogando lenha na fogueira!"

“Lula, tá sentindo aí, cumpãeiro? Tô jogando lenha na fogueira!”

 Primeiro, foi a Lava-a-Jato. Uma fumacinha, que se adensou quando o Rei da Mentira e Irmão de Satã juntamente com sua mulher foram presos. Ela, rindo, debochada, como se a coisa fosse de brincadeira. Mastigava um chiclete e se encaminhou para dentro do prédio da PF como se fosse para um estúdio de TV para dar entrevista. Uma semana depois, trocou o sorriso por preocupação. Ninguém viera soltá-los. Nem mesmo viera fazer uma visita de solidariedade. A acomodação deixava muito a desejar. Fazer as necessidades num boi? Comer de marmitex? Não ter direito a passeios em iates de luxo e hotel de primeira? Logo ela? Tenha paciência! E de repente a língua começou a coçar…

A coceira na língua da mulher do Rei da Mentira foi a fumacinha que tirou o sono ao maior Ladrão que o Brasil já teve e jamais terá: a alma mais honesta do PT. Mas a fumacinha começou a mostrar labaredas. É que um punhado de aloucados promotores de São Paulo, doidos para concorrer com o Juiz Federal Moro, se apressaram a fazer desabar o triplex sobre a cabeça meio-calva do maior Ladrão do Brasil: Lula Cachacinha. E de quebra, também pediram a cana para a dondoca que acompanha o safado e seu filhote pernóstico, arrogante e tão ou mais ladrão que o pai. 

"Porra, cara! Que qui tu tá fazendo? Ficô doido, é? Tá esquecendo do Celso Daniel? Ele tá cumendo capim pela raiz faiz tempo!!!"

“Porra, cara! Que qui tu tá fazendo? Ficô doido, é? Tá esquecendo do Celso Daniel? Ele tá cumendo capim pela raiz faiz tempo!!!”

Agora, nesta semana, o incêndio se alastrou sem controle. Os desmiolados promotores de São Paulo pedem simplesmente a cadeia para o trio enfurece-país. E eis que, como nunca antes nesta republiqueta de banana, um ex-presidente corre desesperado em busca de uma toca para se esconder da cana dura. E, pasmem, a Doida do Planalto jogou o Poder Público no lixo mais imundo da Moral e da Ética: ofereceu um Ministério ao seu padrinho. Como ministro ele passa a ter o maldito fôro privilegiado e só poderá ser julgado pelo STF, onde todos os petralhas pensam que ainda mandam. Ora, há alguns doidos lá em cima que só pegam no tranco e dão a entender que podem votar para salvar a carcaça fétida da Alma mais Honesta do PT. MAS NÃO SÃO TODOS.

A Doida do PT pensou que se temos um larápio de carteirinha no comando da Casa Legislativa, por que não ter um Ministro do mesmo quilate em seu Desgoverno? Se temos outro larápio no comando da Casa Senatorial, por que não ter também um como Ministro de seu Desgoverno? Se temos um candidato oposicionista a Presidente que, além de latifundiário e oligarca, também está sujo junto à Lei, por que não se proteger e lutar para se manter no Desgoverno? Afinal, trocar Merda por Cocô dá em… NADA. Então, deixa como está e pronto. Se todo o Brasil se tornar um único instrumento do Mal, então tudo irá muito bem. É… Aloprados sempre pensam alopradamente.

Estamos desesperados. O Cachaça ainda está soltinho da silva e sua cana dura periga não ser tão dura assim, como é nosso desejo.

Este lema vai voltar a brilhar nas passeatas. Mas... E depois?

Este lema vai voltar a brilhar nas passeatas. Mas… E depois?

E novamente lá vamos nós para as ruas. Em todo o Brasil. Há temor de que os vermelhos tenham coragem de partir pra cima dos verde-amarelos e cair matando em cima deles. Mas o buraco é mais embaixo, meu! O povo, a massa mesma, é naturalmente pacífica. Mas lá estarão famílias inteiras e se houver ameaça à integridade familiar, não haverá um único verde-amarelo que não aceite o quebra-pau. E aí, vermelhos dos infernos, vocês verão que a quantidade supera a selvageria. Principalmente se entre os verde-amarelos houver rapazes que amem seus pais e seus irmãos menores e os vejam em perigo. Praticantes ou não de Artes Marciais, eles reagirão com a Lei da Física que diz que a reação é igual à ação em força e contrária em sentido.

Mas, gente, o que é que estaremos defendendo? A queda da Doida do PT e a banição do partidão dos aloprados. Será mesmo? Se for, me digam: quem vamos colocar no lugar deles que seja absolutamente diferente em seu modo Polititica de polititicar? 

Quem assumir o NOSSO PODER terá de mexer drasticamente nos interesses de grupos altamente privilegiados no que toca à distribuição de nossos recursos, de nosso Dinheiro Público. Vocês acreditam mesmo que as Licitações passarão a ser limpas, honestas e legais, como deveriam? Não, meus caros, jamais. É dali que saem os gordos Caixas 2 dos Partidos Políticos. Como mexer num manancial tão pródigo? E disputando nosso dinheiro continuarão os ferozes lobos de sempre: os maus políticos; os insaciáveis bancos; as empreiteiras sem freios nem escrúpulos (nelas, o que vale é o ditado: “rei morto, rei posto”. Se um Odebrecht foi em cana e saiu de cena, não tem qualquer problema. Haverá sempre outro para seu lugar e a música nunca mudará de tom); os sindicatos, estes carrapatos ensandecidos pela doutrina distorcida de um Social-comunismo onde a tônica é apenas uma: nós contra eles, continuarão lutando pelo atraso e pela manutenção do pensamento fracassado: nós contra eles. E  o Funcionalismo Público de encabrestados (não concursados que se dependuram em qualquer lugar, sem competência, mas ganhando um dinheirão no final do mês para não fazer absolutamente nada. E quando tentam, só fazem fezes). Estamos fadados a seguir o mesmo modelo que nos levou ao fracasso todas as vezes que pensamos ter votado certo. Neste sistema, quem terá a batuta, como sempre, serão os Marqueteiros, os quais, neste desgoverno petralha, já mostraram que não têm nada que se possa aproveitar, pois são êmulos do próprio Diabo – adotam e pregam a MENTIRA como o maior galardão do Homem. 

O que fazer, então?

 Sim, vamos para as ruas. Sim, vamos derrubar a Dilma, o Cunha, o Renan, o Collor de Melo e todos os larápios e corruptos tradicionais. Mas depois que alcançarmos isto, não retornemos para dentro de nossos lares. Deixemos de lado a horrível ladainha “eu não gosto de Política” e partamos para a INVASÃO dos quadros dos Partidos Políticos. Levemos lá para dentro nosso ardente desejo de MORALIZAÇÃO da Política. Tomemos os postos de comando e imponhamos um modo de agir ÉTICO. Imponhamos a MORAL PATRIÓTICA NACIONAL BRASILEIRA. Derrubemos os privilégios imorais e as mais imorais ainda medidas adotadas pelos corruptos para se protegerem, em Leis e Artigos Constitucionais com os quais não concordamos. Refaçamos as Leis para os “de colarinho branco”. Extingamos a Classe Política e criemos em seu lugar os Cargos Temporários de Políticos. Derrubemos a “carreira política”. Não permitamos que eles tomem nas mãos as rédeas de nossos destinos. Façamos que entendam que não podem decidir através de conchavos e empáfias, o destino nosso e de nossos descendentes. 

Se não continuarmos nossa luta, agora dentro dos Partidos, contra os que pensam que nos enganam, não valerá a pena termos ido às ruas.

Pensem nisto.