É preciso derrubar os maus políticos num combate definitivo e sem tréguas.

É preciso derrubar os maus políticos num combate definitivo e sem tréguas.

Eu diria que estive de quarentena, entupido com a avalanche de falta-de-vergonha que assolou nosso país estes últimos anos. Delações e mais delações; penas reduzidas e até aliviadas ao extremo como prêmio pela traição constitucional dos criminosos a seus pares. E, estarrecedor, todos os nossos políticos, de um ou de outro modo, têm os rabos mergulhados no lodo da corrupção. Mesmo assim, aparecem fantasiados de Zorro em seu Cavalo Branco, prontos para combater furiosamente os que são colocados sob a luz da Lei. Dá nojo, desculpem-me dizê-lo. Vejo, agora, os estudantes de São Paulo, invadindo o Parlamento Estadual exigindo CPI para descobrir e punir quem desviou por anos e anos o dinheiro da merenda das escolas. Dilma, furiosa, esbanja o que resta do Erário Público, aumentando até às nuvens o rombo que deseja deixar para seu sucessor, também criminoso indiciado em processos no S.T.F. (embora ele diga que investigação é somente isto: investigação. Não, não é. Um político não pode ter nem sequer a suspeita de crime em seu histórico. Isto, em país sério, é motivo de ser imediatamente afastado de suas atividades parlamentares até que se prove, sem sombra de dúvidas, que ele é ficha limpa).

Dificilmente uma face expressa tanta arrogância quanto a deste político brasileiro...

Ele está em vias de ser o Presidente Tampão e já vem não somente com a imoral distribuição de Ministérios como também a investida contra nós, desejando aprovar o Regime Parlamentarista sem consulta ao povo brasileiro. Eles nos representam, mas nem tanto.

Não tem jeito: estamos atolado até os narizes num oceano de lama moral e ética. Os antigos raptores ferozes dos atuais partidos de oposição conseguiram afastar de sobre nós a sombra macabra dos ferozes pterossauros petistas que nos empurravam inexoravelmente para as condições dantescas em que vivem os chineses. Lá, eles são assassinados pelo Politburo comunista e suas famílias, além de serem obrigadas a pagar pela bala assassina, ainda não podem nem piar como protesto, sob pena de também levarem bala.

A Furiosa do Planalto, hoje Derrotada Vermelhona, cospe veneno como a cobra cuspideira africana. Mas vai ter de sair do Claustro Privilegiado e, quiçá, enfrentar o STF onde ela, por ironia, colocou mais de 60% dos Ministros, certa de que estaria acobertada ali. Não funcionou. Duzentos milhões em ação não permitiram que os seguidores petistas agissem para defender o Mal. E aí…

"Peraí! Peraí! Foi só uma propinhinha deste tamanhinho. Não deu pra eu enricar como fez o Lula. Tenham paciência! Como o Brasil pode ir pra frente com tamanha perseguição?"

“Peraí! Peraí! Foi só uma propinhinha deste tamanhinho. Não deu pra eu enricar como fez o Lula. Tenham paciência! Como o Brasil pode ir pra frente com tamanha perseguição? (Romero Jucá, eventual ministro de Temer)

Temer está nos cascos. Finalmente, seu partido vai, pela primeira vez, colocar os fundilhos de um de seus êmulos na Cadeira Quente. E que maravilha! Ele terá o poder de distribuir Ministérios à vontade para seus correligionários e para os que lhe derem apoio político… O quê?! Você se espanta com o ressurgimento do fisiologismos descarado? Como?! Não mora no Brasil, é? Pois bem, o fisiologismo é o único pecado político sacramentado pelo Espírito Santo Senatorial. Pode-se mudar até a Constituição Republicana, impondo-nos o desejo-mór dos tucanos e PMDBistas, mas não se pode modificar um til nesta doença crônica da Polititica Nacional Brasileira. E estamos ameaçados de ter de suportar mais uma estrepolia polititica: vamos deixar de ser Presidencialistas para sermos Primeiro-Ministristas, desculpem-me o neologismo. Ou seja, para os que ainda não se tocaram: o Presidente eleito vestirá as saias da Rainha da Inglaterra, sem o respeito que esta merece de seus súditos. Quem vai mandar e desmandar a torto e à direta é o Primeiro Ministraço que nos será imposto através de uma tremenda “PEC!” na cara de nossa Constituição Republicana. O que vai mudar com isto? Só o Diabo sabe, mas que tem vantagens para os criminosos de colarinho branco, lá isto tem sim. Pode estar certo que tem e nós vamos descobrir e novamente fazer valer nosso desgastado e já cansado “jus sperniandis” do saudoso Joaquim Barbosa. Em tempo: já se tentou esse troço aqui no Brasil e não deu certo. Foram tantas as confusões que até os de colarinho branco se renderam: é melhor o Presidencialismo. Ali, a desordem é organizada…

Mas, diga-me cá: você sabe o que é a Ideologia Republicana, que nosso país copiou dos EUA? Com certeza, não. E isto é uma lástima. Se nosso povo ao menos fosse ensinado sobre a ideologia básica que fundamenta a nossa Constituição, com certeza PT’s e semelhantes aberrações comunistas jamais teriam vez entre nós. Mas a Instrução Escolar foi pro brejo ainda quando vigia o PSDB no NOSSO Poder. E os petralhas tentaram por todos os meios enterrá-la de vez. Não conseguiram totalmente, mas nos impuseram estudar a história de índios e negros e, com tremendo racismo venenoso, varreram de nossas escolas o ensino tradicional da História Geral, onde realmente se conhece como esse bípede idiota moderno chegou a tal desgraceira. Em lugar disto, impuseram o estudo do tal Kit Gay (ferindo diretamente e desrespeitando Artigos Pétreos da Constituição Republicana Brasileira: X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;” e  XI – a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por determinação judicial;”),  para angariar votos para sua legenda, um crime igual ao cometido pelos nazistas na Alemanha. Esclareço que no vocábulo CASA está inserido o direito dos pais de EDUCAR SEUS FILHOS de conformidade com suas tradições morais e religiosas que, no Brasil, são Éticas e Morais com base no Cristianismo. O “gayismo”, ainda que tolerado pelo PAPA, não pode ser imposto a toda a Nação à revelia da tradição Moral e Ética do nosso povo, pois isto vai contra o que determina as alíneas supracitadas. Evangélicos, que não obedecem ao Poder Papal, são absolutamente contrários à disseminação nas escolas do gayismo como matéria obrigatória para crianças a partir dos sete anos de idade. Como se vê, o petralhismo desrespeitou, como sói acontecer quando o pensar Socialista-Comunista vence em um país sem defesas, como o nosso, não somente nossa Constituição, mas também nossa tradição religiosa. 

A Família, por outro lado e segundo nossa Constituição Republicana, tem todo o direito de educar sua prole de conformidade com as tradições republicanas-cristãs e sem a interferência de um tal ECA, que desautoriza os pais e estabelece o controle estatal sobre a família, o que, como se pode ler nos incisos acima, não pode ser legal pois é inconstitucional. Parece que os novos donos de NOSSO Poder querem ressuscitar o defunto, a História Geral, sem defenestrar aquela que nos impuseram os petralhas, isto é, estudar também a história dos negros importados da África para o trabalho escravo e a história dos verdadeiros senhores desta terra tomadas a eles pelos portugueses: os silvícolas brasileiros, chamados indevidamente de “índios”. Tudo bem, pois esta é nossa História e estas duas raças humanas têm muito a dizer sobre nosso passado e, quiçá, a razão de nossa Política ter-se transformado em uma imoral Polititica.

Outra ação louvável dos velhos polititicas que retornam: o curriculum escolar de primeiro e segundo graus terão ênfase no estudo da Gramática de nossa língua. Até que enfim algum juízo em alguém. Os petralhas quase nos transformam em uma gigantesca Babel, com base inamovível em São Paulo, onde o estraçalhamento de nosso idioma é uma catástrofe.

Mas os vícios velhos e terríveis não foram mexidos. Os políticos ainda se aferram ao direito imoral que se colocou disfarçadamente no Art. 56 de nossa Constituição, que reza que “Não perderá o mandato o Deputado ou Senador: I – investido no cargo de Ministro de Estado, Governador de Território, Secretário de Estado, do Distrito Federal, de Território, de Prefeitura de Capital ou chefe de missão diplomática temporária;

Enquanto vigorar este artigo constitucional contrária à boa Ideologia Republicana, nosso país jamais vai deixar de ver a imoral “dança das cadeiras” toda vez que ou se iniciar um mandato, a cada 4 anos; ou um determinado tipo de ideologia política vier a ser colocada para fora do NOSSO Poder à força de cassação, como é o que acontece agora com o PT.

Político é eleito para trabalhar no LEGISLATIVO. Ele não tem o direito, mesmo que isto tenha sido introduzido à sorrelfa em nossa Constituição Republicana, de abdicar do mandato que o povo lhe outorgou para justamente trabalhar como vigilante do Poder Executivo, para ir ser empregado deste Poder, visando interesses partidários e pessoais. Isto, além de imoral, é anti-ético e antipatriótico.

Você, que me lê, pense nisto. E se é jovem e não bem informado, leia a Constituição com atenção. Então, voltem às ruas para que uma PEC MUDE ESTA ESPERTEZA DOS POLITITICAS DO PASSADO.