"Eis oque vocês merecem! Bala! Imundos! quem pensam que são?"

“Eis oque vocês merecem: Bala! Imundos! quem pensam que são?”

Este é o bordão do PTralhista, sempre que é flagrado no mar de lama da corrupção. Agora, os PMDBistas e PSDBistas também adotaram o mesmo bordão. Tudo foi feito estritamente dentro da Lei. Nenhuma doação foi criminosa. As empresas jogaram seus dinheiros no lixo da Moral e da Ética absolutamente dentro da Lei. É, na boa e na má ação, sempre quando o sapato aperta todos os iguais se irmanam…

José Serra, o Santo do Pau cheio de cupim, foi dedurado pela arraia miúda da Odebrecht, os executivos. Mas quem pode jogar a primeira pedra nele? Afinal, quem está no mar ou nada ou se afoga. E ele está nas águas turbulentas do Oceano da Polititica Nacional Brasileira desde quando o diabo ainda dizia “dá-dá”. Não tem jeito, gente, ou se faz uma revolução POPULAR, não OPERÁRIA, mas POPULAR MESMO, com a gentalha que estupidamente tem-se deixado esfolar pelos patifes de colarinho branco, ou nunca o brasileiro sairá da condição de escravo, mesmo que obrigado a usar gravata com camisa de qualquer cor, menos branca. O colarinho branco já tem dono neste país de patifes.

"Está vendo porque optei por integrar a Polititica? E olha que meu marido e eu só roubamos migalhas. Faça como eu! Vem pra nosso grupo, vem!"

“Está vendo porque optei por integrar a Polititica? E olha que meu marido e eu só roubamos migalhas. Faça como eu! Vem pra nosso grupo, vem!”

É verdade. Perdi o sono às 4 horas e fiquei cuidando de meu irmão até agora. Ele está muito mais velho que eu, embora seja cinco anos mais novo. Enfim… Já que fiquei sem sono, fui ler a desgraceira que a FOLHA expõe para quem tem olhos de ver e inteligência de compreender (sim, pois no Brasil da atualidade falta-nos e muito esta coisa chamada de “inteligência”. Culpa dos polititicas que vêm matando as escolas com denodada maldade. E nos desgovernos petralhas então, nem se fala).

José Serra diz que no tocante às finanças de campanha o problema é do PARTIDO. Mas agora que minha filha está mergulhada até os cabelos em política, vejo que esta alegação é pra inglês ouvir ou ler (brasileiro não sabe mais fazer isto. Imbecilizados, agora correm atrás de um tal Pokemon, uma besteira que logo, logo, lançará contra eles os bandidos profissionais de carteira e passe livre brasileiros). Todo político que se presa sabe perfeitamente o que “rola” nas entranhas de seu Partido. E se é uma figuraça, como é o caso de Serra, não somente sabe como também toma parte ativa em qualquer tramóia que se urda em suas fileiras.

"Um, dois três! O Brasil não é de vocês! URRRAAAHHH!"

“Um, dois três! O Brasil não é de vocês! URRRAAAHHH!”

Estou mais do que estarrecido com o que assisto no jogo traiçoeiro e vil da POLITITICA. Agora, posso ver por dentro como são as entranhas da corrupção. Não há Ética. Não há Moral. Não há dignidade. Brasilidade é algo que está morto e sepultado. VALE TUDO! Trair, mentir, sabotar o concorrente do modo mais vil que se possa usar, acumpliciar-se com o Partido cuja ideologia é totalmente incompatível com a daquele em que se milita, desde que esse partido possa oferecer vantagens… E vai por aí. E quanto mais se avança em tempo na direção do dia fatídico, mais os vermes se agitam. E como se agitam! A sede é pelo PODER (que a Constituição diz que pertence ao POVO. Mas não pertence). Nosso Poder pertence àquele que for mais feroz, mais desalmado de patriotismo e mais vil, traiçoeiro, despatriado e cruel. Na Polititica Nacional Brasileira o que vale é o CRIME. Só o Crime. Eis a razão pela qual a “classe política” faz de tudo para aliviar o lado dos bandidos. E como cúmplice idiota possui os Direitos Humanos, coitados. Inocentes úteis, nada mais.

Cara de menininho bonzinho. Mas quem quiser que o compre...

Cara de menininho bonzinho. Mas quem quiser que o compre…

Hoje, posso ver a enormidade dos Monstros que se travestem de pessoas ou, pior, que se dizem humanos. Não, não. Político, para ser realmente POLITITICA, tem de abdicar totalmente de Vergonha, Moral, Ética, Patriotismo, Nacionalidade e Honra. Por isto não creio que minha filha vá ser eleita. Ela é teimosa e não aceita absolutamente fazer qualquer mínima jogada polititica. E como lhe oferecem imoralidades éticas, cruzes! Ainda não chegaram ao ponto das ameaças perigosas, mas creio que se ela se mantiver, como vai-se manter, firme no seu propósito de fazer uma campanha honesta, limpa e ética, logo, logo, chegará à beira do perigo até mesmo de vida. E é aí que terei de rejuvenescer do modo mais perigoso que posso ser.

A cada hora que avançamos, nós, os membros de minha família, no lodaçal da POLITITICA, mas percebo que nosso país não sairá do poço de merda em que se encontra com passeatas, gritarias e panelaços. Ou se parte para o FUZIL pura e simples — e se prende e manda fuzilar sumariamente a corja que aí está, pois isso não é gente — ou quem puder deve mudar de país. Por pior que esteja lá fora, aqui está mais profundamente pior. Isto que se chama Brasil nunca foi, não é e jamais será uma Nação. Uma nação é honrada por seu povo. O Brasil é absolutamente desonrado por todos nós. Não há um único reduto de honra e ética entre nós, desde a Religião até a desgraceira chamada Polititica Nacional.

Para a nossa juventude estragada, perdida e animalizada pelos Direitos Humanos e pela ideologia absolutamente vazia do ECA tem de voltar a Lei da Palmatória. Facilitou na desobediência aos mais mínimos princípios de civilidade? Uma dúzia de bolo de palmatória corrige o desgraçadinho rapidamente. Eu apanhei muito de palmatória e, nem por isto, sou contra a sua aplicação. Mormente agora, quando a liberdade sem freios transforma os jovens, desde a infância, em futuros monstros em nome da Liberdade. Isto não é Liberdade. É libertinagem; é criminologia aplicada pelos que deviam Educar.

Sei que poucos me lerão, pois até a capacidade de ler se perdeu neste país de miseráveis. Graças a Deus, espero eu, não viverei para ver o rumo que esta gente vai tomar. Acho que é aqui, no Brasil, que começará a hecatombe. Se não houver um líder MACHO MESMO, DECIDIDO MESMO, capaz de tomar o PODER pelas armas, colocar os patifes sob 7 palmos de terre e impor a Educação Moral e Cívica como matéria obrigatória, pondo um pé de chumbo no cangote dos grandes empresários juntamente com a palmatória como auxiliar nas escolas (desculpem o eco), este povo terminará por envenenar o mundo.

"Aqui pro Brasil! Aqui pra vocês! Eu tenho um filho gênio das finanças e ninguém pode mexer com ele. Se tentar, chamo o Exército do Stédile!"

“Aqui pro Brasil! Aqui pra vocês! Eu tenho um filho gênio das finanças e ninguém pode mexer com ele. Se tentar, chamo o Exército do Stédile!”

Vejam só. Os negros haitianos que aqui vieram dar com os costados, já se transformaram em criminosos e agem descaradamente assaltando em São Paulo. Formam devagar, mas firmemente, a máfia de estrangeiros negros. Logo estarão em guerra furiosa com os mulatos nativos, que, sem mínimas chances, campeiam pelas cidades, por seus morros e socavões, aprendendo como se organizar para cometer os mais variados crimes e do modo o mais cruel possível. A “Mala Noche” mexicana que se cuide. Aqui, no Brasil, encontra-se o Pós-doutorado no Crime. Não dá pra ninguém competir com “nosso” pessoal…

Os haitianos Vieram pensando que aqui encontrariam o “el dorado” e encontraram POLITITICAS BRANQUELOS agindo furiosamente para salvar a própria pele e manter a qualquer custo o status quo em que enricaram imoralmente. E seria tão fácil prender todos eles… Bastaria a Receita chamar a todos para uma conversa franca sobre como foi o milagre de entrarem na Polititica com dez merréis e em um passe de mágica terem filhos com metade do Pará em mãos.

E no meio desta guerra já perdida para o brasileiro nato, nossa prole vê-se entre a cruz e a caldeirinha: e optam pela Cruz, pois já não mais têm família onde os pais podem educar livremente seus filhos. E quando falo em cruz, não me refiro àquela, supostamente santificada pela coisa chamada Religião Católica Apostólica Romana. Eu me refiro àquela onde a Moral, a Ética e os bons propósitos são crucificados em defesa da ganância e da posse de bugigangas eletrônicas.

Para onde correr?

Eu não sei.