"Diabo, por que você está escrevendo sobre mim? Não tenho culpa de sua insônia, homem. Eu também não tenho dormido bem!"

“Diabo, por que você está escrevendo sobre mim? Não tenho culpa de sua insônia, homem. Eu também não tenho dormido bem!”

Talvez, para sua angústia, apenas a Polícia Federal possa responder a esta pergunta. Acho mesmo que nem o Juiz Moro tem idéia de onde ele se meteu para fugir à sua responsabilidade pela zorra em que estamos mergulhados. Também creio que dizer que ele tinha merda na cabeça quando escolheu a Doida do PT para substituí-lo no desgoverno brasileiro é redundância. Até seus maiores lambe-sacos, hoje em cana dura e aporrinhados por mais e mais delações envolvendo seus nomes, já não devem fazer idéia de onde foi parar o “cumpãeiro” falastrão; a alma mais honesta deste país (cruz credo!).  Mas… Do que foge o Lula? Bom, a começar pela sua condição de papaizão, ele está às voltas com a impotência de defender seus filhotes, larapinhos em aprendizagem rápida. O Lulinha, espertinho, se mandou para fora do país. Pode ser que os tentáculos da P.F. não o alcance onde está (dizem que na Bolívia), mas a INTERPOL com certeza, na hora azada, zás! pega os bichinhos, tadinhos.

"Não fala de meus filhinhos que eu choro. Tadinhos deles, tão geniaizinhos e tão incompreendidos!"

“Não fala de meus filhinhos que eu choro. Tadinhos deles, tão geniaizinhos e tão incompreendidos!”

Mas se a história fosse só os filhotes até que Lulaça Cachaça estaria bem. O Brasil todo, os vermelhos, quero dizer, estariam solidários com o Herói de Pés de Barro. Mas tem a maldita história da delação premiada de toda a turma de traidores da Odebrecht. A começar pelo Léo Pinheiro, descendo pelos executivos de alta cúpula e indo até o merreca do esfregador de chão, tá todo mundo doido pra soltar a língua. Traidores! Como é que pode dizer que não vão aguentar uns aninhos de prisão em celas adredemente preparadas para recebê-los, limpinhas, com direito a livros, TV e alguns mimos mais que aos bandidos pés-de-chinelo são absolutamente proibidos? Claro que todo bandido tem isto e muito mais, mas não com a facilidade com que os cumpãeiros os obtêm. Isto é que é traição. A Odebrecht ganhou de lavada trilhões de reais e milhões de dólares. Bem podia ficar calada ou, senão, apenas entregar alguns anéis, deixando os dedos intactos. Mas não. Todo mundo, depois de enfileirados pelos patifes da P.F., de conluio com os malditos Procuradores Federais, deram de sentir coceira nas línguas. Isto é que é ser fraco. Talvez porque não sejam nordestinos dos bons, pois um bom nordestino perde até o cabaço, mas não entrega cumpãeiro de jeito nenhum.

Esses dois estão de sacanagem com o Lulaça. Por que ainda não conseguiram um palacete para ele às custas da ONU?

Esses dois estão de sacanagem com o Lulaça. Por que ainda não conseguiram um palacete para ele às custas da ONU?

Pior é que os estrangeiros não estão-se mexendo com a velocidade tão desejada pelo cumpãeiro Lula. O advogado contratado com mais um bocadão de dólares roubados e não reposto, dá declarações sobre a suposta inocência do Lulaça; passou a integrar o exército que joga pedras no Juiz Moro e coisa e tal, mas na verdade está demorando pra cara… para agir e safar o cumpãeiro desta camisa de onze varas em que se meteu. A CUT, em artigo publicado em 26/10/2016, na internet, diz que “A ONU aceitou a denúncia protocolada pelos advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 28 de julho. A petição ao Comitê de Direitos Humanos da ONU em Genebra, mostra a violação da Convenção Internacional de Direitos Políticos e Civis e abuso de poder pelo juiz Sérgio Moro e procuradores federais da Operação Lava-Jato contra Lula.” Ora, pensa o encurralado Lula, por que diabos a ONU não mandou que ele fosse levado para um guapo palácio no exterior, algo digno de uma personalidade internacional, logicamente com tudo pago pela instituição internacional? Ele, como ex-presidente da América Latrina tem todo o direito a isto… Terá mesmo?

"Não fala de meu rabo que eu choro! Você não sabe como é ruim ter este negócio!"

“Não fala de meu rabo que eu choro! Você não sabe como é ruim ter este negócio! E na forma de uma estrela é um horror! As pontas futucam onde não podiam futucar!”

O rabo de Lula é muito grande. Além da Odebrecht, tem a OAS e o BNDES juntos, tem a Operação Zelotes em SP, tem uma espada de Dâmocles sobre a cabeça de Dª Mariza, tem o Zé Dirceu, tem aquela história mal contada sobre ajuda a paisécos de ditadores africanos e tem a ajuda gigantesca dada a tiraniquinhos de titica aqui perto, bem pertinho das fronteiras brasileiras. Foi dinheiro a dar com o pau que Lulaça espalhou por aí, sempre levando aquele quinhão gordinho, gordinho, para si mesmo. O que é um miserável triplexe ou sitiozinho merreca em Atibaia, quando há bilhões ainda a devolver, embora Lulaça tenha náuseas e tonturas só em pensar em perder tamanha fortuna escondida, bem escondida, algures, dos abutres da Polícia Federal e do Brasil, país de traidores de nordestinos heróicos?

"Eu não eito a imprensa! Eu evito o Moro! Um dia vou dar um jeito dele amanhecer comendo capim pela raiz"!

“Eu não evito a imprensa! Eu evito o Moro! Um dia vou dar um jeito dele amanhecer comendo capim pela raiz”!

Lulaça está há meses evitando o quanto pode a maldita Imprensa Livre. Ah, se tivesse podido colocar uma mordaça na desgraçada!… Bom, na verdade não teria funcionado, pois seus inimigos mortais, a turma de canalhas traidores do PMDB, juntos com o maldito PSDB, logo já a teriam retirado. Seja como seja, o melhor é sempre escafeder-se se fareja algum zangão da Imprensa zoando por perto. Telefone? Nem pensar! Não atende nem que o diabo em pessoa apareça e lhe ordene que o faça.

E como se não bastasse, o desgraçado do Juizeco de Primeira Instância, o tal Moro, tem recusado centenas de apelações impetradas pelos advogados do Nove Dedos. É uma perseguição desalmada!

"Lula, eu te avisei que o Moro era perigoso. Mas tu não quis me ouvir! Agora, ele tá nos teus calos. Te segura!"

“Lula, eu te avisei que o Moro era perigoso. Mas tu não quis me ouvir! Agora, ele tá nos teus calos. Te segura!O bicho é selvagem. Eu sei disto! E como sei!”

O tal juizeco é vingativo e parece não entender que na Política jogar merda na honra dos outros é natural, é comum. Basta ir ao banheiro e tomar um banho bem demorado, usar sabonete importado e adredemente preparado para isto, e pronto: a sujeira sai rapidinho e o sujeito fica limpinho para outra rodada de bosta política. Mas o Moro, que o diabo o tenha, é vingativo e não perdoa suas escapadas, suas mentiras, suas bravatas. Ora, tenha santa paciência! Ele é um PO-LÍ-TI-CO, diabo. E ser político é agir exatamente assim: primeiro, rouba tão logo se torna candidato; depois, rouba para o Partido (a tal caixa-2); em seguida, rouba para os familiares e os amigos mais chegados. Depois, faz uma varredura no fundo do tacho, pois com toda a certeza a brutal carga tributária e mais alguns artifícios, como a Indústria das Multas em todo o país, logo, logo, terão recolocado a dinheirama ali dentro. É tão simples! Como diabo é que um juizeco de primeira instância não entende isto? Ah, sim! Talvez porque seja um simples juizeco! Mas, droga, é exatamente esse juizeco que está dando aquela dor-de-cabeça no Filho do Brasil!

"Comigo, negada! Quem é o filho mais querido do Brasil?"

“Comigo, negada! Quem é o filho mais querido do Brasil? Matem o peste que disse que é o Moro! Sou eu, diabo!”

A propósito, gente, há filhos do Brasil sobrando por aí. Por que implicar com um só? Tem o Renan, a bola da vez. Mas ainda tem o FHC, tem o FCM, tem o Coroné do Maranhão e sua filha que, a propósito, vão voltar por cima, de novo! Todos são filhos do Brasil. Por que, então, implicar apenas com ele? Não dá pra entender. Pode ser porque no fundo ele é somente um metalúrgico que luta bravamente contra os burgueses… Dizer que ele também se tornou burguês apenas porque surrupiou alguns bilhões é uma traição sem tamanho. Mesmo que tivesse roubado todos os dinheiros do Mundo, Lulaça jura que jamais seria um burguês. Continuaria como sempre, um simples metalúrgico. Bilionário, é vero, mas metalúrgico, gente. Fidelidade é isso: é não mudar a origem. É não desejar ser o que não se é. Mas por que ninguém parece entender uma verdade metalúrgica tão óbvia?

Lula pegado no flagra soltando sua vulgaridade.

Lula pegado no flagra soltando sua vulgaridade (.

Sim, sim. Lula está sumido. Meteu-se em algum buraco de onde nem sua catinga deve escapar, pois os zangões da Imprensa Livre podem voar para o local e aí a Federal vai vir azucrinar sua paz. E tudo culpa do desgraçado advogado estrangeiro que até agora não fez nada para retirá-lo daqui, do meio desta gentalha, gentalha, GENTALHA!

Purta-que-o-pariu! Que situação… Que qui é? Metalúrgico diz palavrão, sim. Metalúrgico é povão, filho-da-puta! Não me viu naquele filminho cretino que fizeram de mim,às escondidas, soltando a língua, não? Ali eu sou eu! Sou eu tal como sou, não aquela coisa melequenta, amaciada por viados metidos a conhecedores de etiqueta la do Palácio do Planalto. Eu sou um metalúrgico dos bons, viado!