Dificilmente uma face expressa tanta arrogância quanto a deste político brasileiro...

“Fiquem quietinhos aí! Eu sei o que faço. O Brasil vai-se curvar, prometo!”

2017 já começa quente. Quentíssimo! Os velhos oligarcas avisam que não vão largar o osso chamado Erário Público nem tão cedo. E por isto, já se agitam para bolar um plano de amealhar dinheiro para a campanha a Deputados (os velhos conhecidos da P.F. e do Brasil). Logicamente, com a ajuda involuntária do povo trabalhador. Como? Explico: eles planejam fazer a toque de caixa um fundo de garantia para a gastança inútil com faixas, panfletos mentirosos, santinhos horrorosos (com aquelas caras patifes sorrindo da impotência do povo brasileiro) propaganda paga imoralmente às nossas custas, palanques, viagens de avião pelo Estado dos candidatos etc, etc, etc… e tudo isto às custas do Fundo Partidário, cuja verba, monumental, é toda retirada de NOSSO ERÁRIO PÚBLICO e, pasmem, sem qualquer pitaco de SIM  ou de NÃO de nossa parte. Eles criaram esta excrescência unicamente para se sustentarem às nossas custas, mantendo seus Partidões de pé sobre nossos ombros.

Ele está no rolo e não treme, pois é macaco velho.

Ele está no rolo e não treme, pois é macaco velho.

O temor do partido de Temer é que sem a aprovação da criação de um “fundo eleitoral próprio”, o PMDB perca deputados que, sem qualquer senso de vergonha ou fidelidade ao ideal partidário (que no PMDB é nenhum), se mudem de malas e cuias para legendas até contrárias em filosofia “roubacional” mais acanhada que aquela da dupla satânica PSDB/PMDB. Perder velhos raposas? Um terror! Isto, sim, qualquer partido político teme. Pior é se os senhores traidores se bandearem de mala e cuia para o PT. É, isto mesmo: pmdbistas e psdbistas e ppistas e demistas e sei lá mais que diabo, podem se bandear para o PT de Lula sem qualquer pejo. E pior: o PT vai aceitá-los de braços abertos, pois eles levam grande quantidade de votos certos para o retorno do diabo petralha pra cima de nós novamente. Guenta!

Vejam vocês que situação esdrúxula é esta em que nosso país se encontra. Ou vota nos patifes de carteirinha não-petralhas, ou estes se bandeiam para o partido do Diabo; ou aceita a imoral criação de um “fundo eleitoral próprio para cada partidão”, ou os senhores deputados se bandeiam para o petralhismo e afins. Estamos entre a cruz e a caldeirinha (a cruz dos cristãos e a caldeirinha dos druidas).

E agora, povão brasileiro, o que vai ser? Bater panelas contra o tal fundo eleitoral próprio, que vai sangrar mais um tiquim nosso minguado salário mensal, e perder para o petralhismo, ou ir às ruas em grandes e vistosas passeatas pacíficas, como os políticos gostam, em nome da Democracia?

Vejam, o Lula está voltando, goste você ou não, gostem os que ainda pensam, ou não. E até a VEJA nos mostra isto. O povo brasileiro, totalmente inconstante e não confiável, está de novo se bandeando para o lulismo, decepcionado com a corja da DUPLA SATÂNICA PMDB/PSDB. Mas do que nos adianta ficar pulando de um barco que nos afunda para outro que nos naufraga? Vamos morrer afogados em qualquer destas opções. PENSEM!

"Eu estou por aqui com vocês, ó! Vou voltar e vocês vão-se danar, eu prometo!"

Eu estou por aqui com vocês, ó! Vou voltar e vocês vão-se danar, eu prometo!”

Lula está entupido de ódio contra a Polícia Federal (ameaçou a todos os que o foram buscar coercitivamente dizendo que vai voltar à Presidência e quando isto acontecer vai-se lembrar de todos eles, pois tem boa memória); está afogado em mágoas contra os que, segundo seu entendimento, “assassinaram sua esposa” e  fica com os olhos injetados de sangue, como um vampiro, quando pensa no Juiz Moro. Se ele desgraçadamente vier a ser candidato o perigo é iminente, pois desmiolados e dependurados é o que não falta nas falanges do PT. E havendo a debandada de traidores de partidos para as bandas dos petralhas…

"Eita! Aí mesmo é que eu não vou nem a passeio para o país de vocês!"

“Eita! Aí mesmo é que eu não vou nem a passeio para o país de vocês!”

Agora, você já imaginou o que o Lula vai aprontar contra o país, agora que não volta como herói, mas como bandido eleito por uma maioria de zumbis iletrados, pés-de-chinelos; ou pelos letrados espertalhões que o que mais desejam é meter a mão na cumbuca e o resto que se dane? Não adianta você dar de ombros e dizer com um muxoxo: “eu não gosto de política”. A Polititica adora você, meu(minha) idiota amigo(a). É dos desmiolados que ela gosta mais. E se você não gosta de política, então você é um desmiolado(a) e lenha para a fogueira deles.

Este ano de 2017 é crucial para todos nós. Temos de olhar cuidadosamente para o que está acontecendo, pois não será neste século XXI que vamos conseguir mudar radicalmente o modus operandis político dos brasileiros e dos eleitos. Tem que morrer pelo menos uma geração totalmente, antes que se possa vislumbrar um alívio em nosso horizonte. A briga que começou há pouco, vai-se estender por anos e anos eleitorais. E você não verá qualquer mudança no cenário que aí está. Enquanto as 10 Medidas contra a Corrupção não forem aprovadas integralmente, não teremos nenhuma arma em mãos contra os ladrões de colarinho branco. Não descuidemos, pois. Pra cima deles sem trégua e sem piedade, assim como eles não têm piedade de nós, que os elegemos.