Esse aborto da Natureza, com aparência de ser humano, é um doido de pedra, varrido, passado a ferro e sei lá mais o quê. O certo é que está doido para ver o mundo pegar fogo. Êta, capeta!

Um gordinho repugnante à visão de quem é ser humano normal, demonstrando insanidade até de alma, está doido para fazer chover teleguiados carregados com petardos atômicos sobre os ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA DO NORTE. Ele alardeia aos quatro cantos do mundo que não teme a intimidação dos EUA nas águas do mar que banha as costas da República Popular Democrática da Coréia e vai mandar “chumbo grosso em forma de cogumelo maldito” sobre a América e, por extensão, sobre toda a Europa, visto que os europeus não estão dispostos a deixar os EUA sozinhos na luta. Agora, vocês já notaram que todo comunista desmiolado sempre, em qualquer parte do mundo, usa e abusa dos vocábulos DEMOCRACIA, DEMOCRÁTICO e afins? Lula, Dilma e a corja de doidos que assolou o Brasil nestes últimos 15 anos de desencontros malucos que nos jogou de volta ao inferno do desemprego e da desorientação política não fugiram à regra. Quanto mais perdidos ficavam no emaranhado de corrupção criado por partidos anteriores ao PT no nosso PODER, mais abusavam destes termos. Você entende isto? Eu, não.

Ele representa o Espírito do Senhor das Armas, que encarna em todo aquele que se elege Presidente dos Estados Unidos da América.

Este negro foi um ideologista da Paz. Pena que tenha deixado a Presidência do Mundo.

Se os Governos Democráticos verdadeiros, não os nossos que são pura palhaçada sem graça nenhuma, são odiados pelos comunistinhas de fezes, por que estes desgraçados se aferram ferrenhamente aos termos “odiados” por eles? Vá entender!

Mas voltando ao gordinho inchado de fezes fedorentas, creio que ele é a besta mais feroz do Apocalipse de São João. Pra falar a verdade, eu nunca, antes, me interessei por ler, pesquisar e meditar sobre este tema que arrepia a espinha dorsal de padres, pastores e da plebe ignara em geral. Mas acho que vou mudar de atitude e pesquisar a fundo o que diabo quer mesmo dizer o tal Apocalipse. O que li, nos meus estudos ocultistas, não me despertou nenhum interesse. Pra falar a verdade, achei o assunto danado de insosso. Mas, como se costuma dizer, onde há fumaça há fogo. Então…

Xi Jinping, Presidente da China Comunista. Não se enganem com este sorrisinho maroto. Ele manda matar quem discorda do seu sistema tirânico e ainda cobra a bala do assassinato. De santo só tem o sorriso maldito.

A China está gritando cada vez mais alto: “Senta, gente, que o leão é manso!” Mas Trump, que trumpa qualquer coisa para se fazer notar como o Cavaleiro Montado em seu Cavalo Preto (o branco já morreu), não está nem aí para os gritos dos chins. Ele quer é mostrar ao seu desafeto russo, outro maluco de pedra, que tem a mão mais pesada deste mundo. Creio que é aqui que ele se enrola, pois a Rússia nunca foi fraca. Ao contrário, eu creio que ela é, em matéria de material bélico de destruição em massa, muito superior aos EUA, pois ninguém sabe até hoje se aqueles governantes sombrios realmente deixaram de se armar e de fazer pesquisas e mais pesquisas sobre como matar aos milhões com um simples apertar de um botãozinho safado… Aliás, pra que diabo se inventaram os tais botões? As roupas bem podiam continuar sendo fechadas por laços, cordões e coisas assim. Quando criança eu adorava as camisas de Errol Flinn, meu herói favorito de capa e espada… Mas voltando ao aqui e agora, talvez, sem a invenção do maldito botão, o mundo maluco da atualidade desvairada em que vivemos não estivesse à beira do extermínio pelo fogo atômico.

Errol Flynn com sua “rapeira”, a espada alemã  de lâmina comprida, cujo manejo perdeu-se no tempo. A rapeira é uma espada fina, de lâmina triangulada com os dez centímetros finais mais afiados que a lâmina de uma navalha.

Eu, particularmente, detesto a idéia de morrer queimado ou afogado. Qualquer coisa, menos isto. Acho que meto uma bala na cabeça antes de sentir o chamuscar de minha pele pelo fogo deflagrado por malucos democratas comunistas ou vice-versa, tanto faz.

Bom, o certo é que estamos assistindo de camarote, ou de cadeira, ou de banquinho, não faz diferença, um gordo feioso cutucando a onça com vara curta. A razão? Quem pode saber?

O certo, eu creio, é que o pessoal “lá do andar de cima”, cansou-se dos desvarios que nós, do andar aqui debaixo, estamos cometendo com maior intensidade a cada dia que passa. Não é necessário ir longe para verificarmos que estamos todos doidos. Lula e Cia estão aí para nos mostrar os desvarios políticos. Ele ainda afirma com toda a certeza e toda a convicção, que será eleito novamente em 2018. Bom, que no Brasil tem doido para tudo e burros suficientes para se venderem por dez merréis, não temos dúvida. Mas daí a reeleger o desvairado para tocar pra frente o que a metade com miolos deste Brasil vem lutando furiosamente pelas redes sociais (brasileiros só parte pro pau quando fica burro de pai e mãe, ou quando se torna petista e se vende por um sanduíche de mortadela) para pôr fim, vai uma boa distância. Pensando bem, será que vai mesmo?

Se o fedorento gordo coreano não incendiar o mundo ainda neste ano de 2017, cujo Arcano Maior é 1, que indica o recomeço e tem como fundamento o binário irredutível VIDA-MORTE e seu complemento BEM-MAL, a gente vai ver o mundo e a humanidade batalhando furiosamente contra o binário MAL-MORTE. Cair até este binário é a condenação; é o Princípio do Fim de que falou o Cristo. Dificilmente a humanidade sairá deste poço de dores e morte. É nele que estamos e a besta gorda coreana já ensaia troar a trombeta do Apocalipse sobre o mundo todo.

Ave Maria!