APOSENTADOS EM FILA NO INSS

Idoso não será submetido a tortura? Vai pra fila do INSS para ver se isto é verdade.

Deve ser mais doce que açúcar para atrair tantos Poltiticas e levá-los às mais indignas manobras traiçoeiras do País a fim de permanecer ocupando uma cadeira lá em cima.

Vejam, por exemplo, a manobra negra do Presidente em exercício (ele não ocupa a cadeira presidencial por escolha do povo, mas sim porque a Presidenta que estava lá, por ser debilóide, aloprada e mentirosa, foi cassada). Está claríssimo, segundo a Lei assim determina, que uma vez cassada pelo TSE a chapa que elegeu Presidente e Vice, ambos são alijados do Poder. Mas no nosso País-de-faz-de-conta, não é o que vai acontecer, graças a manobras imorais tanto do Presidente em exercício quanto dos Ministros do STF, escolhidos por quem ocupa a Cadeira Quente do Poder Executivo, no caso, Michel Temer.

MICHEL TEMER

Fiel seguidor da filosofia neoliberalista, ele demonstra que acredita que idosos devem ser descartados. Menos ele, claro. É “Insolência”. Como descartar quem é desta “classe”?

Segundo noticia a Folha de São Paulo, neste último mês Michel Temer trocou dois dos sete Ministros que vão julgá-lo. Em um país sério (será que ainda existe algum que seja assim?) isto não seria problema, visto que os empossados não têm compromisso algum com quem os indicou para as vagas, mas com a Lei e a Justiça. Mas no nosso país isto é pura utopia e, como tal, jamais será alcançada. Os novos ministros, Ademar Gonzaga e Tarcísio Vieira, são “favas contadas”, segundo a opinião do articulista da Folha, Bernardo Melo Franco. Um jornalista não coloca sua assinatura em algo que não tenha um mínimo fôro de verdade e aqui, entre nós, brasileiros, esta exigência tem de ser cumprida à risca ou o desinfeliz vai terminar comendo capim pela raiz. O terceiro voto é de um homem que, cá pra nós, não merece muito este designativo, visto que vem demonstrando não ser muito digno do cargo que ocupa. Seus votos têm um sabor partidarista que repugna a quem os lê ou ouve. Trata-se de Gilmar Mendes. Temer, segundo Bernardo, o voto de Gilmar também é “fava contada” a favor de Temer. O quarto voto é de alguém não menos famoso por votar com gosto partidarista: Luiz Fux. O quinto voto é de uma “Excelência” desconhecida nos noticiários brasileiros e nas redes de fofocas políticas: Napoleão Nunes Filho.

Ora, sendo sete o número de Ministros do STE que devem julgar a chapa Michel-Dilma, parece muito óbvio que o pescoço de Temer vai ser livrado da guilhotina e a Dilma, coisa esdrúxula, vai ser cassada pela segunda vez. Se esta nova cassação aumentasse em mais oito anos seu impedimento para retorno à Polititica Nacional Brasileira isto até que seria aceitável, pois uma cobra tem de ser mantida muito, mas muito longe dos calcanhares das pessoas dignas. Mas não é o que vai acontecer e a nova cassação é um excremento estranho dentro de nosso Sistema Legal.

O articulista da Folha parece estar coberto de razão, pois Temer, o embusteiro, flana no Poder com uma desenvoltura e um estado de despreocupação dignos de nota. Realmente, como ele mesmo demonstra em sua postura, toda vez que se digna aparecer para os Zé Nings através das TV’s, parece ignorar solenemente a peça bufa que se apronta para ser levada ao palco brasileiro da desfaçatez.

Por que isto me preocupa tanto que me fez voltar a escrever sobre a polititica nacional brasileira? Porque vejo que eles, os usurpadores, estão agitando os “panos de touro” diante dos olhos da Nação não somente para desviar a atenção de todos nós, mas também para levar avante uma vingança sem-vergonha contra quem não pode se defender porque não há qualquer instância nem qualquer autoridade constituída que se digne defendê-los. Falo dos aposentados atuais e dos futuros “aposentandos” do INSS. Não compreendo, creio eu, a razão de os polititicas de carteirinha sempre jogarem a culpa da falência econômica do Brasil sobre os ombros dos velhos atuais e dos futuros velhos em que se constituirão os que me lêem agora e os que de mim nem tomam conhecimento. E este ataque covarde começou com muita intensidade a partir de Fernando Henrique Cardoso. Não sei a razão do desgraçado odiar tanto os idosos deste país, visto que ele também envelheceu. Não é porque nós o tenhamos impedido de enriquecer mais ainda (ele já possuía um bom dinheiro antes mesmo de entrar para a Polititica), visto que aposentado, no Brasil, não tem força para absolutamente nada. Segundo a visão de FHC, até para carregar o próprio caixão para a cova o infeliz dependurado do INSS não presta. É um vagabundo da Nação que não morre de teimoso.

Que o INSS não dá e jamais deu prejuízo está mais do que provado. E o FACE BOOK está prenhe de advogados e economistas provando que isto é verdade. No entanto, sem qualquer pejo, Temer e seus antecessores continuam acusando o INSTITUTO de ser deficitário. A mesma coisa fazem Rodrigo Maia e seus antecessores. Ninguém fala sobre as sangrias que nosso Seguro Social vem sofrendo justamente por parte dos “Insolências” aboletados nas cadeiras de Nosso Poder. Haja vista a “bonitinha, mas ordinária” Gleise Hoffman e seu maridinho de merda. Roubaram milhões e continuam lá no Legislativo a deitar falação petralha e a “defender” os trabalhadores. Como se alguém de bom-senso engolisse esta peta.

O Poder, o NOSSO Poder, tem mel. Mas deve ser mel podre, pois as moscas varejeiras da Política enxameiam dia e noite ao redor dele. Precisamos de alguém capaz de limpar isto. Lavar nosso Poder de cabo a rabo, ou seja, da vereança à “senatorança”  passando pela “deputança”. E isto fica a cada dia mais crucial, pois os bandidos de colarinho branco estão trabalhando afanosamente para não descer dos saltos altos que nós lhes demos de graça.

Pense nisto quando, em 2018, tiver de votar novamente. E se eles conseguirem empurrar para nós as tais “Listas Fechadas” vote nulo. Não em branco, mas NULO. O volume de votos nulos vai chamar a atenção do mundo para nós, os Zé Nings que só temos algum valor naquele dia fatídico para nós que somos os donos do Poder, mas que nele não mandamos mer… nenhuma.