A RESSURREIÇÃO DE LÁZARO – LXX – ISSA PRISIONEIRO DOS GERMANOS – III: A CONFUSÃO ENTRE GERMANOS E ROMANOS.

Deixe um comentário

A Senhora era mãe zelosa.

A Senhora era mãe zelosa.

Lēntulo passeava nervosamente dentro de sua tenda de campanha. Mandara chamar o outro centurião que o acompanhava na batalha iminente contra os germanos da tribo rebelde de Haimirich e Hrodulf para com ele discutir sobre como agir. Depois dos acontecimentos insólitos para si, já não estava certo se devia continuar com aquele encontro sanguinário. “Teu medo reduzir-se-á ao nada como água que corre”. Esta sentença caraminholava em sua mente e o incomodava de modo absurdo. Sentia que ela ia além das palavras que foram ditas a seguir, pelo misterioso homem cuja mãe, uma feiticeira com toda certeza, o havia praticamente resgatado da morte. Levanta-te tu também da Morte em que te encontras”. O que ele quisera dizer com isto? Desde quando estava morto, se caminhava como sempre e agia como sempre? Por que esta sentença o incomodava tanto? Uma coisa é certa: o estranho confirmara que estava morto e voltara à vida depois daquele beijo que sua mãe lhe dera. Mas como se podia ressuscitar alguém apenas com oscular-lhe a face? Que poder tinha aquela feiticeira? E de onde vinham os dois? Não eram celtas. Ela lhe dissera: “Eu sou Aquela a quem o Senhor deu a fortaleza para guiar Seu povo na Terra”. Teria ele sido visitado por Minerva? Ou pela mãe dos Deuses, Juno? Então, o homem que estivera sob sua tenda de prisioneiros era um semi-deus? Se isto fosse verdade, de quem era ele filho? Mais

YEHOSHUA EXPLICA O SIGNIFICADO DE SEUS ENSINAMENTOS.

Deixe um comentário

O Rei dos Reis olhava meditativo para a aldeia celta. Quanto trabalho teria seu discípulo para incutir na mente daquele povo rústico as novas idéias trazidas por ele, Yehoshua.

O Rei dos Reis olhava meditativo para a aldeia celta. Quanto trabalho teria seu discípulo para incutir na mente daquele povo rústico as novas idéias trazidas por ele, Yehoshua.

Issa estava calado e quieto. Parecia olhar meditativo para a aldeia lá embaixo, onde os celtas se atarefavam. A maior parte das atividades deles voltava-se para as armas. Polir, afiar, desamassar. Primus, que observava o Mestre encostado ao tronco da árvore, decidiu aproximar-se para com ele conversar.

— Estás pensativo. Isto é bom ou mau?

O romano sentou-se ao lado de Issa e apanhou um graveto no chão, pondo-se a desenhar inconscientemente uma estrela de cinco pontas no pó do solo.

— Jamais encontrarás maldade em mim, Primus — respondeu Issa, voltando-se para olhá-lo. — Vês os aldeões? Nem parece que me ouviram a noite toda, ou quase. Estão agindo como sempre agiram por gerações e gerações. O que concluis disto?

— Eu?! — Espantou-se o romano. — Como assim, eu? Mais

RESSURREIÇÃO DE LÁZARO LV – YEHOSHUA EXPLICA SUAS LIÇÕES OCULTAS.

Deixe um comentário

Yehoshua sempre foi uma interrogação que me atraiu como a lâmpada atrai a mariposa. E o que descobri sobre Ele é assombroso e lindo...

Yehoshua sempre foi uma interrogação que me atraiu como a lâmpada atrai a mariposa. E o que descobri sobre Ele é assombroso e lindo…

Era o entardecer daquele mesmo dia. O céu estava claro, mas o vento que soprava mais forte que o comum prenunciava tempestade. Os aldeães se atarefava no recolhimento de lenha para fogueiras dentro das casas e no meio da aldeia. Issa e seu discípulo ajudavam na faina. Veio a noite e o vento se transformou num vendaval com chuva chicoteando tudo.

Sentados ao redor da fogueira e tomando vinho, os anciãos conversavam com Issa e Primus. Entre eles estava o guerreiro forte e louro que havia interrogado Issa durante a reunião do dia. E foi ele quem primeiro começou.

— Issa, tu és um mago de outras terras e nós te respeitamos muito. Mas tuas palavras nos deixaram muito incomodados. A toda a aldeia.

— Que parte do que eu vos falei incomodou tanto?

 O guerreiro pensou um pouco e com um sorriso encabulado, respondeu.

— Acho que tudo. Todas as tuas idéias nos perturbaram. Mais

A RESSURREIÇÃO DE LÁZARO LV – YEHOSHUA DÁ A TODOS LIÇÕES OCULTAS.

Deixe um comentário

A neblina da noite tornava tudo frio, mas ao redor da fogueira o tema era caloroso.

A neblina da noite tornava o amanhecer frio e Primus não atinou com o lugar onde despertara.

O dia amanheceu com uma neblina fria permeando tudo e penetrando nas roupas de couros e de peles de ovelha. Primus levantou-se com o corpo dolorido. Nãos sabia quando fôra dormir, mas recordava-se bem de ter falado muito a várias aldeias reunidas naquela a que fôra com Issa tentar resgatar os prisioneiros. Olhou ao redor e em princípio não reconheceu onde se encontrava. Levantou-se tiritando e procurou com os olhos os aldeões, mas não havia ninguém ali. Estava sozinho?

Rodou sobre si mesmo, desorientado, e viu Issa enrolado em grande cobertor de lã. Encaminhou-se até ele e o tocou no ombro. Seu amigo abriu os olhos e lhe sorriu.

— Que grande dorminhoco tu me saíste, Primus — disse Issa, sentando-se. Mais

UM POUCO SOBRE OS CHAKRAS (2)

4 Comentários

Vimos alguma coisa sobre os chakras e creio que, se você é leigo neste assunto, foi muita coisa o que aprendeu. Até aqui tenho buscado fazer que você compreenda que o seu Verdadeiro Ser está muito além do que seu pensamento vulgar pode alcançar. Você, como a maioria da humanidade atual, vive pelo Elemental Físico e pensa que agindo aqui e ali do modo que julga ser correto porque todos assim o afirmam, principalmente os padres e os pastores, está salvo e irá ganhar os céus, quando se for. Mas creio que já lhe desponta na Mente duas idéias altamente incomodativas: 1ª) não há céu. Pelo menos no sentido cristão deste termo. 2º) A salvação – ou Iluminação – não é absolutamente fácil de ser alcançada. Há dezenas de crenças que ensinam que você pode saltar etapas e se tornar um iluminado bastando agir de tal ou qual modo. Isto não é verdadeiro, pois a Natureza não dá saltos. Entretanto, há ações recomendadas pelos taoistas que são muito válidas, como é o caso, por exemplo, de se praticar a gentileza. Em qualquer situação, seja gentil. Isto, eu lhe garanto, não é fácil, visto que nosso Elemental Físico é eminentemente medroso, odioso, egoísta e possessivo. Mas ensinar-lhe a gentileza como boa e necessária é um tremendo caminho já palmilhado na Senda da Evolução. Se os atuais muçulmanos praticassem a gentileza e a hospitalidade que seus ancestrais praticavam, certamente não haveria terroristas no mundo. Mas isto não aconteceu nem acontece porque o atual império mundial, EUA, nunca primaram por ser gentis com os outros povos. Nem eles, nem seus aliados, a maioria esmagadora que se diz cristã. Eu, particularmente, acredito que o Cristo se entristece quando olha para a Terra e vê o que os homens fazem dizendo-se cristãos. Ser Cristão é seguir os ensinamentos do Cristo e isto é tudo o que um cristão não faz. O cristão apega-se a mímicas inúteis, a rituais fúteis e a gritarias idiotas, como se Jesus fosse surdo. No entanto, esquecem do que Ele mesmo disse: “Quando quiseres orar, entra em teu quarto, fecha tua porta e ora em silêncio ao teu Pai que está nos céus. Ele te dará conforme teu merecimento”. Caramba! Existe algo que se possa dizer que seja mais objetivo que isto? Duvido! No entanto, os “omens” se aprazem construindo templos luxuosos, vestindo roupas esmeradas, comprando carrões para mostrar que Deus lhes deu aquilo de presente porque frequentam tal ou qual religião. Apegam-se à letra morta da Bíblia, aglomeram-se em horários determinados naqueles templos pomposos e sacodem a Bíblia ao ar aos berros de “Aleluia! Aleluia” e outros que tais. Alguns, seguram copos d’água diante de câmeras de TV, careteiam furiosamente e se contorcem como se estivessem com dor de barriga, ordenando a Deus que abençoe e fluidifique aquela água. Depois de bradar um pedido que esconde uma ordem peremptória, descontraem-se e dizem, convictos, olhando direto para a câmera: “Pronto! agora, irmão, você pode beber seu copo d’água que Deus fará um milagre por você!” HIPÓCRITAS! VÍBORAS! Como podem ousar-se crer capazes de dar Ordens ao Inominado? Foi contra os antepassados destes biltres atuais que Jesus se insurgiu e foi pelas mãos deles que foi parar na Cruz. Mas, como diz o velho adágio popular: “Deixa estar que o que é deles está guardado!” Mais