Tenho tido choque de Realidade com o que venho escrevendo sobre a Vida Desconhecida de Yehoshua, o Jesus dos que se dizem “Cristãos”. Depois que publico suas falas, volto a lê-las e relê-las a fim de apreender toda a profundidade que há nelas. Sou bom escritor, mas não seria capaz de inventar tais pronunciamentos. Até porque desconheço quase totalmente a Bíblia, principalmente no que tange ao Velho Testamento. Além disto, há um quê de transcendental nos pronunciamentos do Mestre dos Mestres que é difícil captar. Pouca coisa do que Ele fez e disse está lavrado em documentos. A Bíblia é uma coletânea de acontecimentos que, para mim, não fanático religioso, parece sem pé nem cabeça. São fragmentos de fatos que intencionalmente objetivam realçar a divindade de Yehoshua, mas que o tornam algo esquisito, no mínimo. Por isto, eu não seria aprovado num teste mínimo de conhecimentos sobre o conteúdo bíblico do que se decidiu chamar de Novo Testamento.

Entretanto, algumas das sentenças de Yehoshua são eternas. Entre elas, a do título deste post.

Vejo a foto do “Luladrão” com expressão de Mártir religioso. Mãos postas, olhar perdido à frente, expressão de compungido. O próprio Santo do Pau Oco. E leio, nas notificações que me chegam a todo instante no computador, que “há mais perseguição a Lula”. Passo adiante. Quem diz que o patifão petralha é um perseguido é no mínimo puxa-saco-de-imbecilizante-de-carteirinha.

Já a revista Exame dá a notícia de modo crua, sem juízos de valor: “Juíza endurece a prisão de Lula e restringe as visitas de Haddad na condição de seu defensor”. Ora vejam só: eu nem sabia que o Haddad, um antibrasileiro de marca, se tinha tornado defensor do Luladrão. Que desligado que eu sou, né não? Ah, sim: que fim levou aquele sujeito antipático, que advogava o safardácio? Morreu, foi? Que o diabo o leve!

Creio muito mais, absolutamente muito mais, na notícia veiculada em Exame. Ninguém persegue essa “praga de mãe”, como se diz no Nordeste, de onde ele infelizmente é egresso. Ele se perseguiu sozinho, uma façanha e tanto para um ganancioso, iletrado, rude, burro e que, apesar de tudo isto, foi eleito, pasmem, Presidente da República do Brasil. Ele é comunista. Verdade que é um comunistinha de bosta, mas é. Igual a Maduro e seu patrono. Ah, sim, e Luladrão tem como patrono aquele que já está ardendo aos gritos de desespero nas profundas do Hades: Fidel Castro. Como pode ter sido eleito para um país que é definido desde há muito como uma REPÚBLICA DEMOCRÁTICA? Não uma República Socialista, não. Friso: REPÚBLICA DEMOCRÁTICA.

A bem da Verdade, Democracia é o que menos nosso povo conhece. Confundem Democracia com Anarquia. Nesta, tudo pode. Matar pode. Mentir pode. Falsear a Verdade pode. Corromper e ser corrompido também pode. Trair pode, mesmo que seja a pior das trações: aquela contra uma Nação inteira. Luladrão e sua trupe de espertalhões, criminosos conscientes de que o são e que nele grudaram porque nele viram um inocente útil, é o líder da comuna brasileira voltada inteiramente para a prática da mais alta traição a um Povo.

Éramos alegres; éramos festeiros; éramos folclóricos; éramos bons recepcionistas de estrangeiros que nos vinham visitar e se deslumbrar com este país das maravilhas. Éramos tudo de bom. Mas aí veio o Luladrão e nos transformou numa Nação de desesperados odiosos. Rachou nossa unidade em vários fragmentos e lançou estes fragmentos uns contra os outros. Hétero contra Homo. Pretos contra brancos. Ricos contra pobres. Bandidos contra trabalhador. Operários (que jamais o foram, como os tais sem-terra, vagabundos profissionalizados pelo PT, partidão do Lula) contra patrões (menos contra os do PT, todos ladrões de carteirinha e todos traidores do nosso torrão natal; enriquecidos à custa de muita, mas muuuuuiiiiiitaaaaaaaa corrupção). E nosso país virou algo amórfico e caótico. Esta foi a herança maldita dos tempos do Luladrão e sua cria idiota por natureza: Dilma, a Aloprada do Planalto.

“Aloprada é aquela vaca que te pariu, Filho da Pu….”

Mas tem muito mais operários ricos do PT que trabalharam “arduamente” para nos transformar em capachos da Rússia e celeiro de minérios da China. Mas nossa terra é rica porque o Criador assim o quis. Bem que as mineradoras e outras que tais tentam desesperadamente sugar toda a nossa riqueza mineral, mas temos tanta que dá para afogar os gananciosos e ainda sobra de montão. Pena que quem esteja morrendo sejam brasileiros que a VALE Vendida não mais respeita nem zela por eles. Seus malditos açudes ultrapassados há séculos, mataram, matam, e se Bolsonaro e seus Milicos não tomarem providências duras e com punições exemplares aos vampiros do exterior, ainda vamos ver muitas mortes e muito de nossa terra envenenada por séculos devido à falta de respeito dos que compraram a empresa que era nossa e a transformaram em instrumento de desrespeito e morte para nós. Graças a Fernando Henrique Cardoso, diga-se a bem da verdade, um socialista convicto e traidor mais convicto ainda. E só para acrescentar: há anos os Oligarcas mantêm projetos de Lei empacados no Legislativo. Estes projetos, se tivessem sido aprovados, tais calamidades não teriam acontecido. Agradeçamos a eles. Mas não o façamos votando nos desgraçados. São POLITITICAS, isto é, AS MERDAS DAS CIDADES. Nunca mais elejamos tais monstros para administrar o PODER que é nosso.

Aí, um dia, incomodados em suas zonas de conforto e depois de milhares de mortes à torto e a direito, o povo brasileiro se levantou nas panelas e foi para as ruas e mandou às favas o modus operandi dos Oligarcas e elegeu um Presidente militar, coisa que arrepia os pelos dos lombos dos Petralhas, do mais pequeno ao maior de todos. O vocábulo MILITAR faz que todo comunistinha de bosta sinta cólicas uterinas, sejam eles mulheres ou “omens”. Um assassino a soldo foi mandado matar o milico escolhido pelo povão. Falhou e deu como resultado um deputado “bichona” (a palavra é da verve carioca, não minha criação) se apressar em sair correndo do Brasil, pois a casa está ameaçando desabar com força sobre sua cabeça desmiolada. Coisa de petralhas desmiolados.

A milicada brasileira é como cão de fila. Uma vez farejado o osso vai atrás dele e, quando o abocanha, não o larga nem a pauladas. Pois bem, o tal deputado se “depudanou” (neologismo que quer dizer um deputado que se danou; que se ferrou; que levou a breca etc e tal) e, agora, está-se vendendo, ao menos tenta, como vítima de perseguição e ameaças de morte porque é gay (coisa de americanos. Aqui, entre nós, é bichona mesmo). Bom, é verdade que vez por outra um aloprado brasileiro machão pra burro ou bichona enrustido, tanto faz, mata um transviado por nada. Este é um comportamento que fere o principal mandamento da Lei que se diz que é de Deus: NÃO MATARÁS. O sujeito que faz isto, depois de morto vai-se arrepender porque vai fazer companhia àquele a quem tirou a vida estupidamente, pois a Terra tem espaço para todos os tipos humanos e todos têm direito à vida, pois a Vida não é dada a ninguém senão pelo Criador. Só Ele pode pedi-la de volta.

Mas voltando à vaca-fria, os brasileiros elegeram um milico e este encheu o Planalto Central de Milicos de toda espécie. Agora, é milico pra todo lado, para desespero dos que se dizem idiotamente “socialistas” ou “comunistas”, mas que nada sabem a respeito de tais ideologias totalmente fracassadas mundo a fora e História a dentro.

E que fiquem de orelhas de pé, em alerta, pois o Vice-Presidente, também um Milicão de Marca, autorizou a um bando de empregados públicos devidamente confiáveis segundo os padrões militares, a botar o sinete de “Secreto” ou coisa semelhante em documentos que não se deseja que sejam expostos a público antes do tempo. Ora, milico quando põe o selo de “secreto” num papel é porque ali estão coisas que são de arrepiar e fazer cair cabelo de careca.

Vem cacetada pra riba dos desmiolados que um dia sonharam vender estas terras para os tortos do mundo… E isto significa que os novos poderosos não estão dispostos a “perdoar os que os ofenderam”. Vão perdoar, sim, depois de umas boas porradas…

Te segura, petralhada!