NO BRASIL ROUBA-SE TUDO. ATÉ A DIGNIDADE DO PAÍS.

Deixe um comentário

Eu sorrindo

Sou um brasileiro que gostaria de ver o Brasil ao menos dar o primeiro passo rumo à sua Grandeza…

Nós estamos aos berros contra os ladrões de colarinho branco que, por sinal, fomos nós mesmos que colocamos nas cadeiras das casas legislativas em todos os níveis, desde o municipal até o federal. Fico achando muito gozado esta grita generalizada. Principalmente contra o “Luladrão” e sua família de rapinas. Ora, por que condenar pessoas que de alguma forma se sobressaem dentre os demais, quando estes demais também roubam à granel? Vejamos o exemplo das bicicletas em São Paulo. O Jornal das Dez da Globo News mostra, com alarde, os roubos e assaltos que vêm acontecendo naquela metrópole. Muitos podem perfeitamente arrazoar com a desculpa de que há tantos ladrões exacerbando a paciência dos paulistanos e incrementando o medo em toda a população porque os políticos vêm roubando nosso Erário descaradamente. Em função disto, os Municípios estão com o pires nas mãos, pedindo esmola literalmente. Os empregos sumiram por causa da corrupção; o desespero tomou conta de muita gente que antes tinham o que comer e, agora, passam fome ou se sentem ameaçados de sofrer tal agrura. Em parte, só em parte, isto é verdade. A realidade é outra e está bem claro: há roubos de objetos de valor, como bicicletas, televisões, computadores, celulares, rádios de automóveis e dos próprios veículos, porque há cidadãos que se prestam a serem receptadores dos objetos roubados. Conhecem os bandidos; bebem cerveja com eles, contam piadas a eles e convivem muito bem com eles, tudo isto sem qualquer sentimento de vergonha diante de tamanho despudor. E até encomendam tal ou qual objeto a ser surripiado do cidadão para incrementar seus próprios negócios, geralmente lojas aparentemente lícitas, onde, desmanchados, descaracterizados, os objetos roubados são revendidos como se fossem legais. Estes cidadãos, que gritam unânimes com os espoliados, acreditam ser honestos porque se revoltam com aquilo que eles mesmos sustentam com sua falta de patriotismo e civilidade. Mais

“GOVERNO TEMER É IGUAL AO DA DILMA” – PESQUISA DIVULGADO PELA FOLHA.

2 Comentários

"Caramba, cara, esta sujeira não vai ter fim, não?"

“Caramba, cara, esta sujeira não vai ter fim, não?”

Não é que um governo seja igual ao outro. O que acontece é que o SISTEMA PODRE DE SE PRATICAR POLÍTICA não mudou nem uma vírgula como resultado desta grande barafunda em que nos lançaram os desgovernos petralhas de Lula e Dilma. Vejam só este exemplo: há em Goiânia (e no Rio, e em São Paulo e em todas as cidades brasileiras) um sistema comercial de compra e venda de votos que absolutamente em nada foi alterado. Fala-se nele amplamente. Escreve-se sobre eles em todos os jornais e revistas do país. Mas nunca é efetivamente combatido. Pessoas há que durante as eleições se dedicam integralmente a trabalhar para um candidato, que lhe paga, evidentemente, comprando votos de quantos puderem convencer a vendê-los. Ora, é justamente esta população que grita e esperneia e vai às ruas contra o “status quo” que está aí, nos desmoralizando para o mundo todo (para nós não há desmoralização, senão que a manutenção pétrea do vício da corrupção). E isto está quase bem claramente expressado nos jornais daqui. Em Goiânia ainda vige com força o coronelismo do assassinato, quando um político se vê ameaçado pelo cidadão que esperneia contra a roubalheira entronada no Poder. Há uma pequena nota no meu Face, que postei outro dia, e que se constitui em um questionamento à população sobre se alguém já viu algum diretor de OS dando entrevista; se alguém sabe onde se encontra tal ou qual OS fisicamente instalada e à qual o Governo de larápios transfere as verbas estaduais para que cuidem da exploração dos serviços essenciais que é dever do Estado prestar aos cidadãos. Ninguém respondeu às perguntas que ali fiz. E isto é porque até hoje, a maioria esmagadora de nossa população não faz idéia de onde se escondem os que devem trabalhar na Diretoria de tais Organizações. São como fantasmas. São como os Diretores das empresas de telefonia. Você não vai jamais conseguir entrar em contato com um Diretor ou Administrador da TIM, por exemplo. Eles não estão no país. Mas as diretorias das tais OS deveriam estar aqui. No entanto, a pergunta é: Onde? Mais

POR QUE O SISTEMA POLÍTICO BRASILEIRO É UM CRIME DE LESA-PÁTRIA?

Deixe um comentário

"Falou em Deputado? Eu quero minha cadeira de volta, já! Esse negócio de ter sido Presidente não presta. Perdi mina segurança, minha imunidade. Agora, tenho que me virar feito minhoca em areia quente! Quero uma cadeira de Parlamentar para ontem!"

“Falou em Deputado? Eu quero minha cadeira de volta, já! Esse negócio de ter sido Presidente não presta. Perdi minha segurança, minha imunidade. Agora, tenho que me virar feito minhoca em areia quente! Quero uma cadeira de Parlamentar para ontem!”

Quando você vai votar para DEPUTADO, cargo exclusivo do Poder Legislativo, seja ele Estadual ou Federal, você os autoriza, a eles, candidatos a Deputados, a abandonarem os deveres e os trabalhos para os quais são eleitos e irem de mala e cuia tomar posse em um Ministério no Poder Executivo? Sei… Você não faz idéia, não é? Mas devia. Devia saber o que está colocando nas mãos de um estranho… Não sabe? Pois eu lhe digo: você coloca nas mãos de um estranho o Poder de determinar como você e sua família irão viver. Veja o que aconteceu porque você optou por escolher uma ideologia que desconhece profundamente, a Ideologia da Social-democracia-Comunista, e colocou nas mãos de pessoas totalmente desconhecidas suas (Lula e Dilma) o Poder de, juntamente com a trupe por eles escolhidas, definir seu futuro, o futuro de sua família e, pior, o futuro de todos nós.

"Gente, eu sou tão conhecido que até no exterior as pessoas me conhecem!"

“Gente, eu sou tão conhecido que até no exterior as pessoas me conhecem!”

O quê?! Lula não é um estranho para você? Por que? Você viveu junto com ele? Conheceu-o pessoalmente? Comungou de suas idéias? Conversou com ele longamente sobre seus planos para o Governo? Sabe até onde ele pode ser venal? Sabe o que ele é capaz de fazer diante de uma montanha de dinheiro? Sabe dizer se ele age desta ou daquela forma porque foi doutrinado intensamente em uma determinada ideologia política? Sabe dizer se ele realmente tem estofo para dirigir uma Nação de 200 milhões de pessoas que precisam desesperadamente de verdadeiros políticos em seus destinos? Não. Nem mesmo os mais íntimos o sabem. No entanto, no “Oba! Oba!” você foi às urnas e deu seu voto de irresponsável mau cidadão a um total desconhecido seu. Que lástima! Mais