NO BRASIL ROUBA-SE TUDO. ATÉ A DIGNIDADE DO PAÍS.

Deixe um comentário

Eu sorrindo

Sou um brasileiro que gostaria de ver o Brasil ao menos dar o primeiro passo rumo à sua Grandeza…

Nós estamos aos berros contra os ladrões de colarinho branco que, por sinal, fomos nós mesmos que colocamos nas cadeiras das casas legislativas em todos os níveis, desde o municipal até o federal. Fico achando muito gozado esta grita generalizada. Principalmente contra o “Luladrão” e sua família de rapinas. Ora, por que condenar pessoas que de alguma forma se sobressaem dentre os demais, quando estes demais também roubam à granel? Vejamos o exemplo das bicicletas em São Paulo. O Jornal das Dez da Globo News mostra, com alarde, os roubos e assaltos que vêm acontecendo naquela metrópole. Muitos podem perfeitamente arrazoar com a desculpa de que há tantos ladrões exacerbando a paciência dos paulistanos e incrementando o medo em toda a população porque os políticos vêm roubando nosso Erário descaradamente. Em função disto, os Municípios estão com o pires nas mãos, pedindo esmola literalmente. Os empregos sumiram por causa da corrupção; o desespero tomou conta de muita gente que antes tinham o que comer e, agora, passam fome ou se sentem ameaçados de sofrer tal agrura. Em parte, só em parte, isto é verdade. A realidade é outra e está bem claro: há roubos de objetos de valor, como bicicletas, televisões, computadores, celulares, rádios de automóveis e dos próprios veículos, porque há cidadãos que se prestam a serem receptadores dos objetos roubados. Conhecem os bandidos; bebem cerveja com eles, contam piadas a eles e convivem muito bem com eles, tudo isto sem qualquer sentimento de vergonha diante de tamanho despudor. E até encomendam tal ou qual objeto a ser surripiado do cidadão para incrementar seus próprios negócios, geralmente lojas aparentemente lícitas, onde, desmanchados, descaracterizados, os objetos roubados são revendidos como se fossem legais. Estes cidadãos, que gritam unânimes com os espoliados, acreditam ser honestos porque se revoltam com aquilo que eles mesmos sustentam com sua falta de patriotismo e civilidade. Mais

ONDE ESTÁ O LULA?

Deixe um comentário

"Diabo, por que você está escrevendo sobre mim? Não tenho culpa de sua insônia, homem. Eu também não tenho dormido bem!"

“Diabo, por que você está escrevendo sobre mim? Não tenho culpa de sua insônia, homem. Eu também não tenho dormido bem!”

Talvez, para sua angústia, apenas a Polícia Federal possa responder a esta pergunta. Acho mesmo que nem o Juiz Moro tem idéia de onde ele se meteu para fugir à sua responsabilidade pela zorra em que estamos mergulhados. Também creio que dizer que ele tinha merda na cabeça quando escolheu a Doida do PT para substituí-lo no desgoverno brasileiro é redundância. Até seus maiores lambe-sacos, hoje em cana dura e aporrinhados por mais e mais delações envolvendo seus nomes, já não devem fazer idéia de onde foi parar o “cumpãeiro” falastrão; a alma mais honesta deste país (cruz credo!).  Mas… Do que foge o Lula? Bom, a começar pela sua condição de papaizão, ele está às voltas com a impotência de defender seus filhotes, larapinhos em aprendizagem rápida. O Lulinha, espertinho, se mandou para fora do país. Pode ser que os tentáculos da P.F. não o alcance onde está (dizem que na Bolívia), mas a INTERPOL com certeza, na hora azada, zás! pega os bichinhos, tadinhos. Mais

COMO FAZER PARA ENTENDER O DIABO DO ECONOMÊS QUE NOS SACODE AS VIDAS?

Deixe um comentário

Eu sorrindo

Tá rindo de quê, palhaço!

Não sou economista. E acredito que a maioria dos que me liam e dos que ainda me lêem também não o são. Por isto, por não entender a linguagem cifrada desta coisa dita “Ciência Econômica”, nós vamos aos trambolhões sendo engolidos, espremidos, empurrados de um lado para outro, enfim, esmagados pelos interesses empresariais que só visam com absoluta totalidade o diabo do LUCRO. Este nominho safado esconde dentro de si sangue, suor e lágrimas de todas as gentes desde os tempos de Jesus, o Cristo Cósmico. Nele, no LUCRO, também se oculta o crime hediondo do desmatamento da Amazônia brasileira, a maior de todas as demais, a ponto de abalar perigosamente o clima em nosso país e em toda a “América Latrina” e, quiçá, em todo o planeta. Tudo acobertado pela corrupção dos desgraçados que o povão, em sendo idiotizado e incapaz de compreender o perigo da Má Política, elegeu para desgraçadamente nos governar. É culpa do povo, deste mesmo povo que se revolta, e chora, e se desespera, e é abandonado e morre à míngua esquecido, ignorado e desrespeitado pelos de Colarinho Branco. Mais