PETROBRÁS PAGA R$ 9,54 BILHÕES A INVESTIDORES ESTRANGEIROS. MAS FOI MESMO A EMPRESA SAQUEADA QUE FEZ ESTE PAGAMENTO?

Deixe um comentário

EU

É pra rir, senão a gente chora.

Os repórteres da Rede Globo, dos quais tenho uma bronca danada, alardeiam como uma grande vitória da PETROBRÁS o pagamento de nove bilhões de dólares aos investidores norte-americanos. Uma grande vitória da empresa!

Mesmo???

Bom, vamos lá. Quem está caindo com uma grana preta, a cada segundo, nesta Terra que já foi de “Santa Cruz” e hoje é apenas da Cruz? Quero dizer, quem está sustentando a PETROBRÁS saqueada pelos petralhas, “bundalhas”, larápios de todas as classes etc, etc, etc…?

VOCÊ, seu tolo. A cada momento que pára num posto da PETROBRÁS você paga a mais cara gasolina do mundo para que esta empresa, celeiro de ladrões de todos os Partidos, cubra no exterior os rombos que os patifes daqui lhe fizeram nos cofres. Você reclama como um bebê chorão, MAS NÃO REAGE! Você é frouxo! Você é covarde! Você é o escravo ideal dos corruptos políticos que achincalham sua vida de todos os modos. Você, que é um bundão de marca, foi quem deu aquela grana preta para os norte-americanos ficarem alegrinhos com seus lucros! Mais

OS FOGOS SILENCIARAM. COMEÇOU OUTRO ANO PERIGOSO PARA O PAÍS.

Deixe um comentário

ADVOGADO DE TEMER MOSTRA QUE PATIFES TAMBÉM ENVELHECEM

Esse aí está podre de rico. Pudera! É advogado do maior ladrão de todos os tempos: TEMER.

Perdi o sono. Aliás, em minha idade, parece que isto é corriqueiro. Mas tenho perdido o sono também porque penso muito, e com muita raiva de mim, no que acontece neste país de coitadinhos. Graças a Gilmar Mendes e seus sócios, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli, a bandidagem está bebendo champanhe importado e comendo perus recheados. Tudo às nossas custas, é claro. Por que me enraiveço contra mim? Ora, sou de família de militares. Meu tio fez o que pôde para que eu entrasse para a Escola Naval. Aceitava até que eu concorresse para as Agulhas Negras (ele era da Marinha e não gostava muito do Exército). Eu, contudo, não quis. Fui obrigado a prestar as provas e passei em quase todas com notas que variavam de 8 a 10. Mas era necessário que ele me escoltasse até a Escola Naval, senão eu não entrava na sala. No último teste escrito ele deu bobeira e me deixou próximo ao aeroporto Santos Dumont. Pronto! Foi aí que o destino do Brasil foi selado. Se eu tivesse seguido a carreira militar muito sangue já teria corrido pelo país, mas que ele não estaria na merda em que se encontra, não estaria mesmo! E essa turminha braba que aí está há muito teria conseguido cadeira cativa no Inferno e estaria azucrinando Satanás. Mais

%d blogueiros gostam disto: