ESTAMOS NO FIM DOS TEMPOS. PERGUNTA: VOCÊ ESTÁ SALVO? (I)

Deixe um comentário

Quem Mente Mais: E S T E?

É de preocupar a qualquer pessoa que tenha um mínimo de bom senso o que vem acontecendo ao nosso Planeta. A vida, nele, está-se extinguindo e esta extinção é responsabilidade do animal bípede que se auto-denomina “humano”. Mas será mesmo verdade que somos humanos? Se somos, desde quando? E como estamos na questão humanidade nesta atualidade de guerras fratricidas por assuntos inúteis aos quais chamamos de RELIGIÃO?

Ou este?

Líderes religiosos pululam pelo mundo “humano”. Sob as mais diversas denominações eles são tantos que eu precisaria de mais trinta páginas como esta para exibir suas fotos. E todos, sem exceção, todos eles são HISTÉRICOS, MENTIROSOS, FALSOS, VENDILHÕES DO TEMPLO e assassinos. Até o famoso Papa Cristão. É responsabilidade da Igreja desses sujeitos as maiores carnificinas cometidas em nome de Deus. São deles as maiores crueldades cometidas também em nome de Deus (e se você ainda não leu, leia tudo sobre a Santa Inquisição). A lenga-lenga de todos eles se fundamenta numa só: “me siga e pratique os rituais de minha religião, pague o dízimo religiosamente e você estará salvo. Eu garanto!”.

Mas esses líderes “mortos” podem garantir alguma coisa? Eu duvido. Mas vamos lá. Como você pode saber se já está salvo da Geena, ou Inferno, como queira?

Satanás, uma de suas representações. Ele é a figura menos conhecida entre os homens de boa ou má vontade. E a mais presente entre e nos seres que se dizem humanos.

Não é somente no Cristianismo que se acredita na existência deste local de dores e sofrimentos inauditos. Em todas as religiões ele existe. Em todos os livros ditos “Sagrados” o Inferno marca ponto firme e forte. Não vou enveredar pelo escarafunchamento da História da Religião em busca das origens desta crença. O que interessa é que o tal local de dores e rangeres de dentes existe desde mesmo quando o homem começou a se compreender como um ser privilegiado na Natureza. E Yehoshua, o Jesus Cristo de muitos religiosos, deixou em sua História muito firmemente gravado seu encontro com Satanás que o tentou, mas não levou. E como o Filho do Homem não mentia, aquele encontro foi para mostrar aos homens, bem como alertá-los quanto ao perigo, que Satanás existe e não brinca em serviço.

Vou recordar sucintamente um assunto que já abordei no post “Antakarana e Sutratma. Você sabe o que são estes ‘Caminhos da Salvação'”? Publicado aqui dia 18/06/2011. Aconselho que você o leia. Será muito bom para compreender o que vou abordar, hoje.

Cérebro, este mistério desconhecido pela Ciência e que gera uma infinidade de teorias
Nosso cérebro é pura energia transmaterial ou energia psi. Dentro dele está “O Caminho Estreito e Cheio de Espinhos” que todo ser humano terá de percorrer até alcançar sua Salvação.

Nós não somos apenas corpo. Não somos somente Sistema Nervoso Central (cérebro) e Periférico. Não somos somente coração e reações emocionais. Não somos somente pensamento e capacidade de inferir, deduzir, concluir, imaginar, fantasiar etc… Nós somos muito mais que tudo isto junto. É claro que se você é encabrestado evangélico ou desesperado suicida muçulmano você já está morto e, como disse o Cristo, devemos deixar que os mortos enterrem seus mortos. Mesmo assim, se fizer um esforço para sair do “livrinho de capa preta” que conta histórias fabulosas, poderá, se for jovem, dar marcha-a-ré e tratar de buscar o Caminho, a Verdade e a Vida. Não pense que o Caminho da Salvação é largo e florido. Não é não. Ele disse que “o caminho do céu é estreito, cheio de espinhos e difícil de ser palmilhado e cada um deve palmilhá-lo sozinho”. Aqui, se você ainda pode pensar, Ele dispensou solenemente a presença dos famosos “Pastores”, “Padres”, “Aiatolás”, “babalorixás” etc, etc, etc… À pergunta: Onde está este caminho dentro de mim? Você tem a resposta na nota de rodapé da foto do cérebro humano.

Eu

Eu paro por aqui, hoje, e explico. Nossa gente desaprendeu a ler e desenvolveu uma preguiça mental crônica. Então, ser prolixo e longo lhes causa curto-circuito nos cérebros embrutecidos e rudes. Por isto, vou desvendar este véu aos bocadinhos. Vai levar mais tempo do que deveria, mas minha esperança é que quem me leia, mesmo com o cérebro embotado por 13 anos de emburrecimento petralha, consiga vislumbrar a luz no final do túnel de sua existência. Senão…

FINAL DE ANO. O QUE GANHAMOS?

Deixe um comentário

A besta fubana que destruiu o Brasil e jogou seu povo num poço de bosta.

Durante o reinado de 13 anos de Petralhismo nosso País ganhou quotas. Fomos divididos em quotas de negros, quota de brancos, quota de ricos, quota de pobres, quota de operários, quota de patrões (inimigos dos proletários), quota de homofóbicos e quota de homoafetivos, quota de cabelos lisos e quota de cabelos tuim, quota de comunistinhas de bosta e quota de inimigos de comunistinhas de bosta e por aí foi. E foi até que nossa gente se revoltou e foi atrás de alguém que fugisse a esta estupidez absurda nascida nos miolos doentios de um metalúrgico bebum, ignorantão retardado que foi doutrinado até a loucura por um demente que o Diabo já levou pras profundas. Um cubano de merda chamado Fidel Castro. Tanto o metalúrgico bebum quanto sua desmiolada aloprada estudaram intensamente a porcaria do des-pensamento castrista. E como no Brasil em se plantando tudo dá, deu merda à vontade. Que merda!

E ele veio literalmente como o Salvador da Pátria Amada Idolatrada Salve, Salve!

E foi aí que surgiu um Capitão do Exército. Grosso como um pé de jatobá, rude como um milico subalterno deve ser, ele foi aclamado pelo povo desesperado pelo fedor da merda que o Petralhismo tinha espalhado no país de Norte a Sul e de Leste a Oeste passando pelo Centro-Oeste, Sudeste, Sudoeste etc e tal. E o Capitão foi logo dizendo que em matéria de Economia era Zero à esquerda. Então, por isto, trouxe a reboque um Economista Banqueiro e empregado de Banqueiros internacionais. Um tal de Lorenzoni, careca e que, como todo banqueiro, gosta de trabalhar nas ocultas. E surgiram os planos para recuperar o país. Reforma Trabalhista, Reforma da Previdência, Recuperação da Moralidade Cristã das Famílias Evangélicas (aliás, só dá pastores aloprados no que é chamado de Casa Legislativa do POVO. Do povo mesmo não tem nada, pois onde entra evangélico não entra mais nada. Todos os acessos são entupidos. Você nunca encontrará nas CASAS LEGISLATIVAS DO POVO um Deputado Umbandista, nem um Candomblecista, nem um Cardecista nem nada. Só dá o pensamento emburrecedor do evangelismo torto). Tudo bem. Afinal, a Primeira Dama é evangélica e quem manda na “Casa” é ela e ponto final. O Presidente do Povo, que se dizia católico, bandeirou-se pro Evangelismo porque senão… Com estrelinhas e tudo sua vaca iria pro brejo rapidinho…

Como diabo vou fazer para agradar meus patrões banqueiros e engabelar esse povo?”

Lorenzoni logo tomou conta da dinheirama nossa. Como banqueiro, ele jamais iria começar obrigando o LEGISLATIVO DO POVO a dar o exemplo, cortando na própria carne (aliás, na própria gordura, porque é isto que eles têm de sobra às custas de nosso Erário Público). Deputados e Senadores ricos têm contas inchadas em filiais de bancos estrangeiros no Brasil. Não se pode cortar nada nesta gordura, senão o diabo sai da garrafa. Então, como fazer? Ah! As reformas do Temer! É preciso usar de manha e levar o povo a aceitar que o Brasil está como está porque os aposentados ganham demais! Por quê, se são velhos já com o pé na cova? E se ainda não estão nestas condições, a gente os coloca. Basta reduzir ao máximo seus proventos!” Sacada genial. Reduzir os proventos dos aposentados (dos servidores públicos, pois dos do INSS não dava para fazer isto nem a pau. Eles já estavam no rés do chão) e não mexer nem obrigar nenhum Excelência a se atrever a mexer nas gorduras imorais que os Oligarcas se deram ao correr de décadas e décadas de despotismo sem-vergonha. Eis o caminho! E Lorenzoni se atirou afanosamente a encontrar meios de enganar a Nação Brasileira. E nós, que já tínhamos sido arrombados pelos petralhas, caímos de quatro e aceitamos pacificamente a trolha.

Brasil contrário,vermelho, furiosamente lutando contra o Brasil verde-amarelo. E a torcida bolivariana-cubana-brasileira vai à loucura!
Brasil verde-amarelo do Capitão Salvador da Pátria com a bola no pé e torcedores bolsominianos vão ao delírio!

Enquanto seu Minsitraço dava nó em pingo d’água buscando meios de nos convencer de que estava fazendo o melhor possível para nossa Pátria, o Capitão se atirava numa guerra particular contra a Rede Globo de Televisão. Com rapidez digna de manobra de ataque de guerra, logo ele tornou a Globo a maior inimiga do Brasil. E lá fomos nós atrás dele empunhando bandeiras de “FORA GLOBURRA!” Mas a Globo não tinha para onde correr e fincou pé no seu modo de faze polititica sub-reptícia e perseguiu ferozmente o Presidente do Povo. E é assim que estamos, com a Globo ameaçada clara e diretamente de não mais ter a concessão outorgada pelo Presidente para continuar como Organização Jornalística a serviço de sei lá quem. E não sei lá quem porque a confusão está tão grande que não é possível se saber de verdade se a Globo é uma emissora séria ou se é realmente uma petralhista sem-vergonha a serviço das famosas “forças ocultas” de Jânio Quadros. O certo é que a Globo tinha (e ainda tem) em seus quadros um bando de “bichonas” cujas mentes doentias escreviam (e ainda escrevem) novelas chinfrins, com um único objetivo que sempre foi destruir qualquer moralidade que não aquela sonhada por toda a quota de “bichonas”: liberdade total para a Anarquia dentro da Moralidade. Não só a Cristã, mas toda e qualquer Moralidade. Talvez aquela trupe de desviados tivesse lido demais sobre a devassidão que grassou feroz entre os romanos e que levaram à destruição de seu império. A guerra feroz do Capitão ex-católico e atual Evangélico de carteirinha incendiou parte dos brasileiros que logo compraram cadeiras nas arquibancadas nacionais para torcer por seus ídolos. De um lado os lulistas, dilmistas, dirceusistas etc e tal. Do outro lado os bolsonaristas cognominados pejorativamente de “bolsomínions” pelos torcedores adversários. E é assim que está o povo brasileiro. Metade sentado na arquibancada do petralhismo anarquista antes de tudo, agitando a bandeira com a Foice e o Martelo e torcendo cegamente pelo vermelhismo sobre nós. Do outro lado os bolsomínions com a verde-amarela balançando no ar torcendo pelo bolsonarismo e apoiando qualquer coisa do time que está vencendo. Este time não erra! Este time é perfeito!

Lulasca Nove Dedos Leves danou-se e foi parar atrás das grades. Fim do primeiro tempo. Mas vieram os do STF e o peste foi solto. Saiu pelo “brasil” sonhando que seus relinchos ainda encontrariam eco nos lulabostistas. Não vingou. E o peste chorou…

Mas a Globo, tentando a todo custo se defender da derrocada anunciada, atacou pelo exterior e fez das queimadas amazônicas sua bandeira. E tanto gritou contra isto em línguas as mais diversas (a Globo é assistida no mundo todo, graças a que ela coloca tradutores que falam as reportagens no idioma local, ao contrário do que fazem as empresas de televisão estrangeiras que chegam aqui falando seus próprios idiomas e que os brasileiros que se esforcem para os entender) que o Presidente “enforcado” francês se fez paladino em defesa de nossa Amazônia e botou fogo na lenha de Jair Bolsonaro. Este, comprometido até às orelhas com a Bancada Ruralista, tentou esconder o crime jogando a culpa das fornalhas nas ONG’s. Nada mais errado. Uma grita danada se ergueu contra ele; a GLOBO foi pra cima e mostrou que realmente a responsabilidade pelos incêndios criminosos era dos ruralistas e de paus-mandados a serviço deles. O Capitão teve de capitular e pressionado pelo mundo todo, que assa com o calor exasperante de um Sol ensandecido e uma fumaceira de queimar os olhos vinda da Amazônia em chamas e de outras florestas nas mesmas condições, teve de agir e reprimir (não totalmente) os furiosos sedentos por terras, produtivas ou não. Mas o Capitão não se deu por vencido e foi tomando medidas pelas beirinhas, fazendo que sua torcida “bolsominiana” continuasse embriagada por suas vitórias parciais. Enquanto isto, Lorenzoni trabalha furiosamente para defender os bem-dotados Excelências e encontrar meios de tomar mais um bocadinho de dinheirinho do povo enforcado para tapar os tremendos rombos que os petralhas ensandecidos causaram em nosso Erário Público.

E é assim que que o Brasil e seus bolsominianos entra em seu primeiro Natal. Como serão os três mais que estão por vir?

Quem viver, verá!

É sempre assim. Em time que está ganhando não se mexe…

PETRÓLEO, PEDÁGIOS, AMBOS ATACAM DIRETAMENTE A ECONOMIA DAS FAMÍLIAS BRASILEIRAS

Deixe um comentário

Nossas estradas, até mesmo as que estão dentro de nossas capitais, como acontece no Rio de Janeiro onde o carioca tem de pagar pedágio para circular na cidade, são um “cupinzeiro” legalizado que ataca a parca economia do povo brasileiro. Não da classe miserável, que anda de ônibus e que está chegando a 50 milhões de pessoas abandonadas pelos Podres Poderes Públicos. A estas, o restolho do que sobra dos ditos Classe Média, tanto a Baixa quanto a Alta. Eu me refiro à Classe Social que, como Atlas sustentando eternamente o planeta Terra sobre os ombros, sustenta tudo o que não presta em nosso Poder Político.

Nosso povo não tem direito a escolas decentes com professores realmente bem formados instrucionalmente. Nosso povo não tem direito a hospitais e postos de saúde bem equipados e GRATUITOS como deveria, visto que por eles já paga bilhões através dos impostos escorchantes sem poder espernear contra o que já se transformou em exploração descarada; não tem estradas seguras, pelas quais também já paga pelos impostos que lhe são cobrados na força e na raça, sem que possa espernear contra isto; não tem infraestrutura nas suas cidades e quando chove morre abandonado e totalmente desamparado, ficando à misericórdia dos que lhe são iguais em desamparo público o socorro que possa receber; suas cidades não têm esgotos tratados, como deveriam ter em função do que lhes é cobrado pelos Poderes Políticos. Assim, o lixo e o produto orgânico de seus intestinos são lançados, tal e qual como vieram, nos nossos rios, mares, e lagos envenenando nossas águas e infectando nossa saúde. Nosso povo serve tão-somente para fornecer dinheiro à Corrupção que grassa impune entre empresas nacionais e estrangeiras, e políticos apátridas não-brasileiros. Criminosos que, ainda por cima, nos insultam porque devemos chamá-los de Vossas Excelências.

Mas como se não bastasse tudo o que acima se expôs, os Poderes que se constituíram à nossa revelia, ainda permitem que empresas particulares nos cobrem pelo que já pagamos sobejamente. Pedágios a cada cem quilômetros, que aumentam segundo a ganância das empresas que os exploram sem que a nós seja dado o direito de ser contra. Isto fere nossa Constituição que nos garante liberdade de ir e vir em todo o nosso território nacional. Mas isto não é ouvido, nem entendido, nem convenientemente compreendido pelas Excelências que elegemos por falta absoluta de opção.

E para nos movermos em nossas cidades e nossas estradas, temos de pagar pelo combustível importado a dólar, embora nossa moeda seja o real. Mas isto não preocupa as Vossas Excelências, visto que o combustível de seus automóveis particulares são pagos por nós, embora recebam verbas específicas para esta despesa (o que é imoral). Os governos petralhas só afundaram mais ainda nosso País na miséria quanto a estes assuntos. O Governo de Jair Bolsonaro tem uma batata pelando de quente nas mãos. O que vai fazer? Não sabemos. Mas temos urgente necessidade de que estes assuntos aqui ventilados sejam priorizados a fim de que não nos tornemos todos miseráveis. É com o Senhor, Presidente Bolsonaro.

Sabemos que seu governo está apenas no começo, mas pensamos que Vossa Excelência tem perdido tempo demais dando ouvidos aos que não prestam: os partidos de viés vermelho, além de estar pacífico demais no que diz respeito às decisões capciosas dos TOGADOS do STF. Diz a Constituição que nossos Poderes são independentes. No entanto, Toffoli manda que um órgão do Poder Executivo lhe entregue informações sigilosas e não dá nenhuma explicação sobre o que intenta fazer com elas. A meu ver isto é uma invasão desrespeitosa do Poder Jurídico no Poder Executivo. Em seu lugar, presidente, eu retaliava mandando que o extinto COAF, agora UIF – Unidade de Inteligência Financeira, me entregasse a vida econômica dos 11 ministros do STF, desde quando eram estudantes até o dia atual, demonstrando por centavos, o aumento da riqueza de cada um deles; expondo onde estão alocadas estas riquezas “ocultas” e intocáveis e, então, chamava na “chincha” cada um deles e lhes colocava a seguinte situação: ou Vossas Excelências se contêm dentro do campo que lhes é destinado e restrito, ou eu coloco a público o que de errado há aqui e ordeno ao COAF (ou UIF) que aperte o cerco, ao mesmo tempo em que ordeno à Polícia Federal abrir investigação não sigilosa de vossos enriquecimentos ilícitos para conhecimento de toda a Nação Brasileira.

Sinceramente, Presidente, o STF, nosso PODER JUDICIÁRIO, está mais do que exorbitando de suas atribuições. E eu, particularmente, estou espantado com sua pacificidade. Será porque seu filho tem contas a ajustar com a Justiça (a verdadeira, não a do STF?)

ATAQUE OU VAZAMENTO?

Deixe um comentário

  • Knock Nevis, construído em 1976 com 458 metros de comprimento e capacidade para 564 mil toneladas de crude. Foi desmantelado por uma empresa indiana em 2010 para sucata. Foi o maior objeto que pode se locomover construído pelo homem.[1][2]
  • Pierre Guilaumat, construído em 1977 com 414 metros de comprimento e capacidade para 555 mil toneladas de crude. Foi abatido em 1983.[3]

Petroleiro ao lado de uma plataforma petrolífera na Baía de Guanabara. Temos os petroleiros Batillus e Bellamya em nossos portos, construídos em 1976, também de 414 metros de comprimento, capacidade para 553 mil toneladas de óleo cru (Wikipédia). Mas há navios que suportam uma carga de 555 mil toneladas de óleo cru.

Tais petroleiros são “monstros” construídos pelas mãos humanas. Se um deles naufragar plenamente carregado o desastre ecológico é incalculável. Supõe-se que a maré de óleo que atingiu as costas do Nordeste brasileiro e se estende, agora, para sudeste, sujando as praias e causando doenças para a vida toda dos incautos que tentaram limpar as praias a mãos limpas tenha sido resultado ou de um lançamento proposital de petróleo na corrente marítima que, vindo do alto mar banha aquela parte do Brasil, ou resultado de um vazamento acidental na transferência do óleo entre petroleiros. Ou, ainda, resultado de uma limpeza dos resíduos deixados nos tanques depois da descarga da carga mortal nos portos de destino. Hipóteses são hipóteses e todas são válidas enquanto não se chega à verdadeira causa do desastre monumental que sofremos. Mas há uma hipótese que ninguém aventou e que é tão factível quanto qualquer outra: um desastre no fundo do oceano em alguma perfuração da PETROBRÁS ou de empresas que adquiriram fatias da plataforma marítima brasileira para exploração. Minha curiosidade se aguça quando até agora esta hipótese não foi aventada por nenhum meio de comunicação, oficial ou não.

Manchas gigantescas de óleo nas praias brasileiras. De onde vêm? Por que vêm?

A hipótese mais aceita é a de que algum petroleiro tenha derramado o óleo em alto mar. Mas por que a hipótese de um acidente num poço submarino não foi aventado por nenhum órgão público ou particular? O que se oculta, se é que há algo para ser ocultado? Tem sido muito estranho os acidentes que nosso país vem sofrendo sistematicamente nesta última década. Incêndios incontroláveis nas florestas amazônicas, dos quais muito se fala e pouco se esclarece. Enquanto isto, nossa riquíssima floresta vai desaparecendo impiedosamente e no seu lugar ou ficam terras desérticas e irrecuperáveis, ou surgem fazendas de grileiros impunes, resultantes da grilagem de terras federais. Este crime não é cometido de agora, não. Desde os idos de 50 que acontece, só que agora de modo terrivelmente acelerado. Alega-se que isto visa plantar algodão, soja, milho, sorgo e semelhantes; criar fazendas de gado bovino com milhares de cabeças visando exportar carne “brasileira” para os famintos do resto do mundo… E isto sem contar os desmatadores a serviço de empresas estrangeiras que dependem da madeira para poderem sobreviver.

Eis os dois desastres que nós, brasileiros verdadeiros, permitimos ocupassem a mais alta Cadeira de nosso Poder e nos tornassem um país de quinto mundo (o único nesta classificação)

Nós elegemos nossos “polititicas” para primordialmente zelarem pelo nosso país. Nós os elegemos para defenderem nossa terra antes de tudo, pois sem ela não somos uma Pátria. No entanto, a partir do ano 2.000, veio à tona a terrível verdade escondida por eles: Não temos Deputados nem Senadores interessados em defender nosso torrão natal. Temos tais elementos perniciosos interessados em construir e manter um Bunker de corrupção capaz de resistir a qualquer ataque da Justiça contra ele. E dentro deste Bunker se acoitam os maiores ladrões de nosso Tesouro Público; os maiores ratos da nossa Moralidade e de nosso Patriotismo. E nós, inermes, relaxados, indiferentes, deixamos que eles deitassem e rolassem sobre nosso torrão natal. E o resultado é o que aí está: miséria de Norte a Sul e de Leste a Oeste. Uma miséria que não era nossa e, sim, dos paisecos comunistinhas de bosta liderados por Cuba e seu fidelismo criminoso. Nossa desídia permitiu que esta ideologia imbecilizante adentrasse o Poder que jamais foi verdadeiramente nosso e um idiota metalúrgico, palavroento, grosseiro, cachaceiro, imbecilizado por doutrinação imprestável e sem instrução além da de segundo grau, fosse eleito Presidente do Brasil. Um desastre maior, muito maior que o atual desastre de óleo que estamos sofrendo. Pior que tudo é que dezenas de Pseudopartidos Comunistas ou Socialistas proliferassem sem qualquer controle entre os políticos reles, pé-rapado, como se dizia antigamente. Assistir a uma Sessão da Câmara ou do Senado Federal Brasileiro é um exercício desumano, tamanha é a tacanhice que se desenrola ali dentro. A começar pelo português falado, um desastre. Eles ao menos deviam ser obrigados a estudar nossa língua pátria para não dizerem asneirices comuns ao linguajar paulistano e paulista. Coisas com “cinco delas; casa dela; pai dela; carro dela; cara dela” e vai por aí eternamente são o jargão comum. Mas não somente lá, isto se espalha como sarampo de Norte a Sul e de Leste a Oeste do Brasil. É uma babel infernal e tudo nos vem do mega-estado chamado São Paulo. Mesmo para esta absurdidade nós não temos políticos verdadeiros que deem início a um combate sem trégua à ignorância de nosso povo no idioma que devia falar. Eles, os polititicas, só pensam em inchar suas contas bancárias aqui e no exterior. E mesmo com o advento de Jair Bolsonaro, isto não mudou um til sequer.

Todos os crimes são permitidos aqui, entre nós. Assassinato? É livre. Corrupção política? Fichinha! Estupro? Cafezinho. Assalto? É livre. Comércio de drogas as mais mortais? É liberado. Afinal, a plebe ignara também tem de viver e não há trabalho para todos, exceto no Crime Pé-de-Chinelo. E este até que ajuda o Bunker da imoralidade, pois através do contrabando de drogas e das cadeias caindo aos pedaços e sem qualquer atitude válida de recuperação do brasileiro degradado, abrem, escancaram nosso território para os bolivianos, os venezuelanos,os paraguaios, os uruguaios… enfim, para os que, escravos da ideologia comunistinha de bosta, só encontram um meio de sobrevivência: a produção da cocaína para exportação. E nosso território ao Deus-dará é um paraíso para eles. São Paulo que o diga, né, paulistanos?

E agora, depois do fogaréu que dizimou centenas de milhares de floresta na Amazônia brasileira, somos atacados por óleo cru que caiu do céu no oceano Atlântico, justo na corrente marítima que banha nossa costa nordestina, a mais bonita região praieira do Brasil. Por que logo ali? Por que não tem sido possível identificar a origem deste óleo incômodo e que nos atingirá por anos e anos, mesmo depois que sua fonte seja extinta? Há um plano secreto para nos sabotar? As “otoridades policiais” que respondam a esta pergunta, se é que podem fazê-lo…

BRASIL, RÚSSIA, ÍNDIA, CHINA E ÁFRICA DO SUL

Deixe um comentário

Todo mundo em nossa casa, o nosso País. Muito bom… Para quem? Primeiro foram os norte-americanos; depois, os europeus; a seguir, a China. Esta, leva toneladas de nosso ferro a preço de banana. Diz o site https://www.extraclasse.org.br/economia/2019/04/ferro-tragedias-e-negocios-da-china/ que a exportação de nosso ferro para a China se incrementou após a tragédia de Brumadinho. Bom, não sou expert, logo, aceito o que é dito até que outra fonte informe melhor e mais profundamente estes “negócios da China” para os chineses e outros países de olhos não rasgados e pele não amarela. Mas se você leu o livro A GRANDE FOME DE MAO – A história da catástrofe mais devastadora da China, escrito por Frank Dikötter, vai ficar de queixo caído. A China não tem ferro que preste. Nunca teve. E Mao matou infamemente mais de 2 milhões de chineses para conseguir muito ferro… imprestável. Se hoje a China tem ferro de boa qualidade deve agradecer ao Brasil, mais precisamente a Carajás, na Amazônia.

Desmatamento irrecuperável em Carajás – Vale e a exploração do nosso minério de ferro. Quase todo ele para a China, a preços de banana.
Desastre ambiental em Carajás, Amazonas. Mas os brasileiros estão mais preocupados é com o Flamengo, o Neimar e seus escândalos sexuais, ou com o presidiário bebum que o STF soltou para nos insultar e humilhar. O País que devia ser deles e lhes dar empregos de primeiro mundo? Que se dane!

Eu não sou xenófobo, como posso dar a entender. Mas sou acima de tudo BRASILEIRO e AMO MEU PAÍS. Não que seus dirigentes tenham sido bonzinhos comigo, não. Amo meu Brasil porque ele é o país de Natureza mais rica e farta de todo o Planeta e porque foi nele que nasci, cresci, sofri, lutei, me formei e venci os desafios que a vida nele me colocou.

Nesta semana Jair Bolsonaro recebeu os integrantes do BRICS, os países que esperneiam, mas não passam das solas dos sapatos dos Europeus e Norte-Americanos. E nós ainda nos encontramos nesta condição lastimável porque temos um Executivo fraco, um Legislativo Corrupto e um STF comprometido até o pescoço com o que não presta para nós. E o que o BRICS nos trouxe de bom? O de sempre: a compra de nossos produtos agropecuários e nada mais.

Uma pergunta que não cala em mim é: por que os dirigentes brasileiros não incrementam a Indústria Nacional Brasileira? Não me refiro à indústria de sapatos, bolsas, roupas e estas coisinhas de segunda, não. Eu me refiro à indústria de primeira linha. A Indústria pesada, fabricante de veículos com a matéria prima NOSSA; fabricante de TRENS de luxo para nosso uso em nosso território. Fabricante de aviões de carreira de primeiríssima qualidade. Fabricante de aviões de guerra capazes de competir com os mais avançados do mundo. Estas indústrias dariam milhares de empregos dignos ao nosso povo. Seríamos RICOS, todos nós, em vez de somente os OLIGARCAS TRAIDORES DE NOSSA TERRA. E tudo com técnicos e mão-de obra brasileiros. Eu me refiro à criação de Indústrias que rivalizem com as mais avançadas na tecnologia de ponta, totalmente nacionais, sem interferência de conglomerados estrangeiros. Indústrias como as da China e as da Rússia, onde outros países não se intrometem nem a cacete atômico. Temos condições de também fabricarmos smartfones e placas fotovoltaicas a preços de banana, coisa de R$ 10,00 por peça, como é na China, no Japão e em outros países tecnologicamente desenvolvidos. Temos condições e riqueza natural para fabricarmos automóveis, trens, aviões e o que mais se nos desafie que se movam exclusivamente à eletricidade, sem necessidade de poluirmos nosso ar. Temos condições de montar Indústrias Farmacêuticas que produzam remédios com nossa matéria prima e de não respeitarmos as patentes de vampiras exteriores em cujos países tais matérias não existem. Empresas que vêm às nossas matas explorar nossa flora e nossa fauna para, depois, nos vender remédios a preços de ouro e, pior, fazer de nós suas cobaias de experimentos. Por que a China saiu da miséria e saltou para quase um país de primeiro mundo? E digo quase porque enquanto ela for VERMELHA não ascenderá a melhor condição entre os que mandam no Mundo. A China saiu da miséria Justamente porque enfrentou os “tigres de papel” e não se acovardou diante de seus rugidos. Temos condições de em poucos anos possuirmos uma frota naval capaz de impor respeito à América do Norte e à Rússia; de termos aviões stelth de última geração sem precisarmos de nenhuma ajuda estrangeira. Temos condições de também termos a bomba atômica, a bomba “limpa”, a bomba de hidrogênio, a bomba “mãe de todas as bombas” e vai por aí, sem necessitarmos da ajuda de nenhum outro país, pois nossos estudantes SÃO GÊNIOS DESDE QUE NASCEM e isto independentemente de Faculdades luxuosas. Nossos jovens já demonstraram isto de sobejo. Falta-lhes o apoio daqueles que seus pais elegem para nos espezinhar e humilhar.

Chorar eternamente o “leite derramado” nunca levou ninguém para a frente. E nunca despertou a misericórdia nem mesmo de Jesus Cristo.

Sei que ao escrever este grito de revolta vou encontrar muitos zumbis ignorantes que virão contra mim. Não importa. Os cães ladram e a caravana passa. Pessimistas sempre houve e sempre haverá no mundo. Não é invenção de agora. Derrotistas, também. Mas a quantidade de otimistas e dos que são capazes de ousar é muito maior entre os humanos. E nossa juventude mostra isto quase que a todo mês de todos os anos. Falta apenas que os DONOS DE NOSSOS PODERES tomem vergonha na cara, deixem de se vender a preço de banana e se voltem para nossa Terra. Estamos no início do fim dos tempos e a Natureza nos mostra isto a cada segundo. Mas até que este final chegue, nós temos tempo suficiente para sairmos fora dos tacões dos cegos e, até mesmo, virmos a nos tornar o País que salvou o Mundo. Jesus disse: “Vós ouvireis falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenhais medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim.

Eis que vereis nação se levantando contra nação; e reino contra reino. Vereis fomes e terremotos por toda a Terra. Vereis pais contra filhos e filhos contra pais. Vereis fomes e rangeres de dentes, mas  tudo isso ainda não será o fim, mas somente o início das dores. Quando será o fim eu não sei. Isto, só meu Pai sabe. Mas antes que aconteça, haverá um tempo de paz e progresso. Mas isto será por pouco tempo…”

Quem sabe? Talvez neste curto tempo, que pode durar cem ou mil anos, nós, como país, mostraremos ao Mundo do que somos capazes e, melhor, levaremos ao Mundo ensandecido o dedo que aponta o Caminho que pode fazer com que o Pai suspenda a Hecatombe Final e nos conceda mais tempo para tentarmos a Salvação. Basta ter fé. Não disse Ele que se se tem fé pode-se ordenar a uma montanha que se mova daqui para lá e ela obedecerá? Nós somos esta Montanha. Mas precisamos de gente que acredite no que Ele disse…

Mas… Onde estão aqueles que poderão nos salvar e salvar o Mundo? Será que já nasceram? Ou ainda estão por vir?

Quem sabe?

E O MUNDO ARDE, MAS O HOMEM PARECE INDIFERENTE A ISTO

Deixe um comentário

Amazônia esturricada. Causa? Desflorestamento.

A Natureza está descontrolada. Onde nunca antes fazia calor, hoje as pessoas se desesperam com uma canícula de derreter. Onde, nunca antes, chovia descontroladamente, hoje as pessoas buscam barcos e o que puder para escapar com vida das enchentes espantosas. E para deixar de boca aberta, aos que apenas observam o que sucede, uma vez que não podem fazer nada para alterar este terrível status quo, os Dirigentes das Nações pensam apenas numa coisa: DÓLAR! Esta maldita invenção do homem está matando o Homem.

Veneza debaixo d’água. O oceano, a cada ano, mais e mais avança sobre a cidade. Previsão é de que ela poderá ser engolida até 2.100. Mas isto pode acontecer antes.

Houveram muitos profetas, hoje ridicularizados, que previram o fim desta humanidade através do fogo. Zoroastro, há seiscentos e trinta anos antes da vinda do Cristo à Terra, previu que a humanidade teria fim através do fogo. Foi ele o criador da primeira religião monoteísta, o Mazdeísmo. São inúmeras as profecias do fim do mundo sob fogo. Muitas, acredita-se, não deram certo. Muitas foram relegadas às prateleiras bolorentas de bibliotecas arcaicas. Muitas nem foram espalhadas pelo mundo dito “civilizado”.

Mas “onde há fumaça, há fogo”. Não é o que se diz? De onde vieram a esses profetas do passado a idéia que os uniu através dos séculos? Do Inconsciente Coletivo, para lembrar Carl Gustav Jung? De revelações divinas, hoje totalmente afastadas da crença humana pela tecnologia da informática? Pode-se escrever uma biblioteca inteira sobre isto e, talvez, o Mundo tenha fim sem que se chegue a algo crível e não discutível.

Entretanto, estamos VENDO e SENTINDO que a Terra passa por alterações fundamentais, que atingem desastrosamente nossas vidas. Não adiante fechar os olhos para isto, pois os resultados estão cada vez mais e mais tornando camadas e mais camadas sociais mais e mais desesperadas e desamparadas. Olhando-se nosso Planeta do alto, imaginativamente, o que vemos são as camadas mais pobres sentindo mais intensamente os desastres ecológicos, enquanto as camadas ditas “privilegiadas” não estão nem um pouco verdadeiramente preocupadas com a desgraceira que vem sobre todos. Já está comprovado e sobejamente alardeado que a queima de combustíveis fósseis atinge violentamente nossa atmosfera e a altera perigosamente. Mas as Indústrias do Petróleo, assim como os países cuja única riqueza é o sangue negro, não dão ouvidos a isto e negociam com outros países que não possuem “tal riqueza” a venda cada vez maior deste perigo mortal para nosso Planeta e, em consequência, para todos nós.

FOTO RECENTE da Cidade de São Paulo coberta pela poluição que nós produzimos

O mundo se desespera com a poluição. Na China, com freqüência, toda uma cidade tem de andar com máscaras contra a poluição ou a morte é certa. Os cidadãos não conseguem enxergar a cem metros de distância. Não sei como é que uma pessoa se sente sob tamanha experiência, mas quando me vi sob intensa neblina que me tirou a visão, no Rio de Janeiro, nos idos de 50/60, eu me senti agoniado, oprimido. E naquele tempo não era necessário o uso de máscaras, pois a poluição não era mortal. Ao contrário, era benéfica. Hoje, o Rio de Janeiro não mais tem esta bênção sobre si. Mas tem a maldita poluição aérea, aquosa, terrestre e oceânica. E não é somente o Rio de Janeiro. Todas as cidades do mundo estão assim. O que fazer?

Eu não sei. Acho que ninguém sabe. A Natureza parece enfurecida e os “humanos”, enlouquecidos. Mateus, na Bíblia, faz esta terrível profecia: “Serão dias terríveis para as mulheres grávidas e para as que estiverem amamentando”… “Porquanto eis que estão chegando os dias em que se dirá: ‘Felizes as estéreis, os ventres que jamais geraram e os seios que nunca amamentaram!” Muitos “representantes do Senhor” não estudam para apreender quão terrífica é esta profecia. É claramente a pintura do Fim dos Tempos. Os Pastores, mormente os Evangélicos, visam somente ao lucro material e à pompa. Mas de que lhes valerá isto, em breve, muito em breve? Nada lhes prouverá alegria e felicidade, pois tanto os ricos quanto os pobres em matéria, estão condenados às dores mil e aos desesperos “eternos”. Se crêem realmente no Inferno, seria bom que se refizessem enquanto é tempo.

E você? Como você se prepara para a hecatombe que se anuncia?

Amor Eterno. Elas ficam juntas até à morte Ah se a raça humana voltasse a ser hunana de novo!

Deixe um comentário

Older Entries

%d blogueiros gostam disto: